Twitter lança atualização nas ‘Notas da Comunidade’ para combater a propagação de imagens falsas

Um Presente Pra Você

Depois de casos famosos de viralização de imagens falsas na web, no último dia 30 de maio, o Twitter lançou uma nova atualização nas “Notas da Comunidade”: um programa para estimular os usuários a colaborarem por meio de notas nos tweets, adicionando informações de integridade em postagens compartilhadas e mantendo as pessoas bem informadas.

Antes, vamos fazer uma rápida parada no que está acontecendo no ambiente de IA que tem causado grande inquietação na comunidade de tecnologia.

Imagens falsas viralizam nas redes sociais

Imagens geradas por IA circulam livremente todos os dias na web. Às vezes, como piadas inocentes entre pessoas que criam imagens com aplicativos de IA e as compartilham em suas contas de mídia social.

Se por um lado a IA, pode gerar diversão na web, por outro, pode ser usadas para o mal, causando pânico e insegurança.

Recentemente, uma foto de uma “explosão” perto do Pentágono foi massivamente compartilhada, inclusive por muitas contas verificadas.

Conforme a CNN, “Sob o proprietário Elon Musk, o Twitter permitiu que qualquer pessoa obtivesse uma conta verificada em troca de um pagamento mensal. Como resultado, a verificação do Twitter não é mais um indicador de que uma conta representa quem afirma representar”. Também informou que a principal televisão indiana, a Republic TV, chegou a relatar a suposta explosão usando aquela imagem falsa e relatórios do canal de notícias russo RT. (Depois que a informação foi negada foi retirada do ar).

O Papa Francisco, segundo o The New York Times, é “a estrela das fotos geradas por IA”. Aquela em que Francisco usa uma jaqueta branca fofa no estilo da moda francesa ganhou mais visualizações, curtidas e compartilhamentos do que a maioria das outras fotos famosas geradas por IA.

Donald Trump também foi alvo de notícias falsas com fotos geradas por IA mostrando sua suposta tentativa de fuga e mais imagens de “sua captura” pela polícia americana em Nova York, em um momento em que ele está realmente sendo investigado como testemunha de várias ações criminosas.

Gigantes da tecnologia e IA se preocupam e fazem previsões “apocalípticas”

Enquanto isso, representantes renomados em IA reagem aos riscos da IA. Não é novidade que algumas ações destinadas a alertar o mundo sobre seus perigos vêm ocorrendo. Vejamos alguns exemplos recentes:

Um Presente Pra Você

Pausa em grandes projetos de IA

Uma carta aberta assinada por vários nomes da comunidade de tecnologia, incluindo representantes dos gigantes, como o próprio Elon Musk, pediu uma pausa de 6 meses na pesquisa e desenvolvimento de IA.

A carta dividiu especialistas ao redor do mundo. Enquanto alguns defendem a pausa devido a riscos iminentes, como a desinformação, outros não veem sentido em fazer uma pausa porque acreditam que a inteligência artificial ainda não é autossuficiente.

Avisos do Padrinho da IA

No mês passado, o padrinho da IA, Geoffrey Hinton, renunciou ao Google para alertar o mundo sobre os riscos que a humanidade pode estar correndo neste momento. Hinton acredita que as máquinas podem se tornar mais inteligentes que os humanos em breve e alertou sobre os chatbots de IA “nas mãos de maus atores”.

Declaração de 22 palavras

O mais recente aviso de alto nível sobre o risco de IA cujos signatários incluem o CEO do Google DeepMind, Demis Hassabis, e o CEO da OpenAI, Sam Altman, e também por dois dos vencedores do Prêmio Turing de 2018, Yoshua Bengio, e o já mencionado ex-Geoffrey Hinton do Google.

O aviso consta de, literalmente, 22 palavras em inglês (na nossa tradução ficou em 25) e diz “Mitigar o risco de extinção da IA deve ser uma prioridade global ao lado de outros riscos em escala social, como pandemias e guerra nuclear”.

De acordo com o The Verge, “tanto os defensores do risco quanto os céticos da IA concordam que, mesmo sem melhorias em suas capacidades, os sistemas de IA apresentam uma série de ameaças atualmente. Desde o uso que permite a vigilância em massa até a alimentação de algoritmos de “policiamento preditivo” defeituosos, e facilitando a criação de desinformação e fake news”.

Como a verificação de fatos do Twitter pode ser útil no combate à desinformação

O Twitter acredita que são as pessoas que devem escolher o que pode ser exibido na plataforma e a empresa vem desenvolvendo alguns recursos que contam com a ajuda de seus usuários para alimentar seu banco de dados sobre possíveis desinformações.

Notas da Comunidade é um recurso que fica disponível abaixo de um tweet, onde os usuários podem adicionar contexto útil relacionado às postagens compartilhadas, indicando supostas informações enganosas. Em seguida, os colaboradores podem avaliar a nota e, somente se for considerada útil, ela continuará no tweet.

Isso não seria suficiente para bloquear as imagens falsas virais, então agora, com o “fact-checking”, será possível adicionar notas diretamente na mídia, o que ajudará a evitar sua disseminação. Após passar pela nota, será mais fácil identificar imagens geradas por IA como já usadas na plataforma anteriormente.

Ainda assim, devido à demora no processo de adicionar e avaliar uma nota, esta pode não ser a solução mais ágil para evitar compartilhamentos massivos que normalmente acontecem em segundos, o que significa que ainda temos um longo caminho a percorrer rumo a um mundo seguro com a IA trabalhando para o bem comum, como grande parceira da humanidade e não como inimiga.

Quer continuar atualizado com as melhores práticas de Marketing? Então se inscreva na The Beat, a newsletter interativa da Rock Content. Nós cobrimos todas as tendências que importam no cenário do Marketing Digital. Vejo você lá!

Please follow and like us:
Um Presente Pra Você