Testei o AI Content Idea Generator: Veja Minhas Impressões

Um Presente Pra Você

Muito vem sendo dito sobre como a IA impactou (e ainda impacta) os resultados de SEO. No entanto, ainda não temos uma visão ampla e clara de como isso afetará a qualidade geral do conteúdo disponível e o futuro dos motores de busca no longo prazo.

Tanto como criadora quanto consumidora de conteúdo, está bastante claro para mim que as perspectivas são nebulosas: depois que o ChatGPT surgiu, o volume de conteúdos disponíveis diariamente cresceu muito além do esperado.

O problema agora é que está mais fácil do que nunca escalar a produção, ao mesmo tempo em que é cada vez mais difícil criar algo original e relevante. Isso faz com que muitas postagens em blogs e mídias sociais sejam de baixa qualidade e baixo valor.

Eu não culpo os criadores que seguem esse caminho. Embora possamos questionar a ética por trás disso, o termo bloqueio criativo foi criado em 1947 e, já no início de 1800, Samuel Taylor Coleridge descreveu algo muito semelhante ao que muitos de nós sentimos hoje quando tentamos ter novas ideias.

Alguns de nós podem até ter muito a dizer, mas não sabem como aplicar uma estrutura a essas ideias. Outros simplesmente precisam seguir um calendário editorial rigoroso.

Então, surge a questão: como ter uma produção de conteúdo escalável sem sacrificar a qualidade? Vem comigo descobrir a resposta!

O que afinal significa “conteúdo de qualidade”?

Posso sentir alguns olhos revirando com esse título, mas calma! Vem comigo que dou mais detalhes.

À medida que me aprofundo no espaço da “produção de conteúdo”, algumas coisas ficam claras: consistência é a chave para ter resultados. O que é interessante e relevante para os usuários muda com frequência e explorar novos temas é extremamente desafiador.

Muitos critérios de SEO bem estabelecidos, que especialistas usaram para prever o desempenho de seu conteúdo, mudaram desde que a IA generativa se tornou mais popular.

Alguns critérios ainda são importantes, mas os resultados se mostram cada vez mais imprevisíveis. No entanto, uma coisa não mudou: a questão mais importante por trás de cada conteúdo é “O que é mais importante para o meu cliente?”.

Na maioria das vezes, os criadores de conteúdo se concentram no que querem dizer, e não no que suas personas precisam ouvir.

Embora isso possa até fazer sentido para os influenciadores, é uma estratégia perigosa quando se trata de empresas. Se você não sabe quem é sua persona, o que ela precisa e como você pode ajudar, não conseguirá se posicionar como um parceiro confiável. Em uma era em que as informações são abundantes, mas nem sempre genuínas, ser capaz de se conectar com seus clientes é inestimável.

Não é surpresa que o conteúdo gerado por meio de IA careça de originalidade e da essência da sua marca. Esses mecanismos são alimentados por extensos bancos de dados e visam compilar informações para solucionar problemas e dúvidas. Consequentemente, o conteúdo criado por meio de IA não será original por definição.

Então, para responder à pergunta do título: o que é conteúdo de qualidade? É um conteúdo que proporciona conhecimento ou entretenimento para sua persona, segundo o que ela precisa e pensa em cada etapa do funil.

É por isso que é tão difícil gerar qualidade por meio da IA. Embora seja escalável, compartilhar informações não é tão importante quanto compartilhar experiências. É por isso que tantas empresas contratam profissionais mais novos para acompanhar os seniors. A teoria é ótima, mas somente alguém que passou por um problema semelhante será capaz de sentir empatia por uma pessoa na mesma situação.

No entanto, isso não significa que devemos descartar a IA de nossas estratégias de conteúdo. Em vez disso, precisamos ser inteligentes sobre como usá-la.

IA e estratégia de conteúdo

Como esses modelos têm acesso a muitos dados, sejam eles demográficos ou relacionados ao consumo de conteúdo, as ferramentas de IA podem ser uma grande ferramenta na hora de criar sua estratégia de conteúdo.

Usando a mim mesma como exemplo, não tenho uma grande base de conteúdo que me permita construir uma persona baseada em dados. Ao mesmo tempo, queria algo mais certo do que uma protopersona.

É por isso que usei o AI Persona Builder para criar algumas que me guiassem nos primeiros passos da produção de conteúdo. Se você estiver interessado em fazer o mesmo, recomendo este artigo sobre o assunto – Germano faz um ótimo trabalho explicando as vantagens de usar IA para criar uma persona.

Isso me deu o norte que precisava: agora sei quem são meus seguidores, o que eles gostam de ver e como abordá-los.

A IA generativa também pode ajudar você a mapear as perguntas mais frequentes que essa persona tem em cada etapa do funil, se você fornecer os prompts corretos.

Agora, enfrento outro desafio: como mostrar aos mecanismos de busca que forneço conteúdo de qualidade? Embora alguns critérios sejam importantes – como engajamento, tempo gasto na página, compartilhamentos e curtidas –, não se esqueça da autoridade no assunto.

À medida que o spam parece inundar a Internet, fica cada vez mais difícil encontrar oportunidades de backlinks de qualidade. A IA também pode te ajudar com isso. Por meio de ferramentas como o AI Backlink Matcher, esses modelos podem entender seu nicho, suas palavras-chave e seu conteúdo e combiná-lo com potenciais parceiros com autoridade semelhante na área.

Outro dos meus usos favoritos para IA é tornar o SEO mais fácil para mim. Eu trabalho com marketing de conteúdo e estratégia de conteúdo, mas estou longe de ser uma profissional de SEO. É muito trabalhoso e não acho que quem entra no Marketing Digital considere este um tema fácil de dominar.

Ao ler o relatório sobre o estado da IA da HubSpot, vi que 84% dos profissionais de marketing dizem que a IA é muito eficaz no alinhamento do conteúdo com a intenção de pesquisa.

Por isso testei por conta própria e agora uso duas ferramentas em minha estratégia de SEO: o SpyFu me ajuda a analisar outros criadores e mapear possíveis palavras-chave para usar, enquanto Surfer SEO me ajuda a entender os melhores títulos, subtítulos e perguntas frequentes associadas aos temas sobre os quais desejo produzir conteúdo.

No entanto, acredite ou não, estes não são os meus principais problemas hoje. Como estou no início da minha trajetória como produtora de conteúdo, ainda luto para implementar um calendário editorial devido a um problema simples: não tenho ideias de conteúdo suficientes.

Numa era em que o conteúdo é ilimitado, existe algum tema que é relevante e original?

Um Presente Pra Você

Usando IA para descobrir novos temas

Conforme discutimos, os modelos de Inteligência Artificial têm acesso a muitos dados e são bons em combinar conteúdo e intenção. Então, recentemente, venho tentando aproveitar isso e usá-la para listar possíveis ideias de conteúdo.

No momento, estou testando 80% dos tópicos recomendados pela IA e 20% focados nas tendências das mídias sociais. Não posso dizer se funciona, pois ainda não tenho dados suficientes – fique de olho no futuro. O que posso dizer é que isso tirou um peso das minhas costas: não ter que me preocupar com 80% do meu conteúdo me permite focar em garantir que 100% dele tenha qualidade.

A IA pode criar o conteúdo para mim? Claro, pode. Porém, não será original e não será meu.

Utilizo seu banco de dados para me orientar e ganhar tempo. Em vez de pesquisar por horas para definir os melhores tópicos possíveis, posso simplesmente dar uma passada no AI Content Idea Generator. Com o tempo extra, foco na produção: roteiro, luz, cenários, etc. Posso ter a garantir de que o que entrego sempre fala com meu público – e terei orgulho de dizer que o criei.

AI Content Idea Generator: o que é e por que usá-lo?

O AI Content Idea Generator é uma ferramenta focada em ajudar os profissionais de marketing de conteúdo a encontrar os melhores tópicos e temas para seus conteúdos, de forma personalizada e baseada em dados.

Para mim, a melhor parte é não ter que me preocupar em incluir o prompt certo. Como ele requer apenas meu e-mail e URL, não preciso ter medo de usar termos ou frases que possam afetar a veracidade dos resultados.

Com base no seu domínio, esta ferramenta entende quais temas e palavras-chave são mais relevantes para a sua persona e fornece ideias de conteúdo e resumos para que você possa escrevê-los, ou peça a um redator que faça isso por você.

Minha maneira favorita de usar a solução até agora tem sido para me ajudar na criação do meu calendário editorial. Constância e frequência são muito importantes para a criação de conteúdo e, quando não precisamos nos preocupar em criar algo inovador várias vezes por semana, fica muito mais fácil mapear e explorar oportunidades nesse período.

Versão Gratuita x Versão Premium: qual a diferença?

O meu tipo de notícia favorita: existe uma versão gratuita do AI Content Idea Generator que está disponível para todos.

Se você nunca trabalhou com esse tipo de ferramenta ou deseja experimentá-la antes de se comprometer, pode acessar este link e inserir seu e-mail e domínio.

Uma lista com sugestões de temas, resumos e palavras-chave será enviada para sua caixa de entrada e você poderá escolher o que melhor se adapta a você. No meu caso demorou quatro minutos e consegui uma lista com cinco recomendações.

Caso você tenha interesse em saber mais sobre o assunto, ou queira ter sugestões ilimitadas, você pode acessar a versão premium dentro do WriterAccess e ter acesso a vantagens adicionais:

  • Ter a ferramenta sempre disponível na página inicial do console
  • Ter a capacidade de interagir com a ferramenta e dar feedback positivo e negativo

Ao seguir as sugestões que o AI Content Idea Generator oferece, você terá a opção de “Gostei” ou “Descartar”. De acordo com a sua seleção, a IA fornecerá mais (ou menos) recomendações como essa. Isso permitirá que o modelo entenda suas preferências e sugira tópicos relevantes para você.

  • Recomendações ilimitadas

O botão “Atualizar” permitirá que você peça novas sugestões quantas vezes forem necessárias.

  • Encomende o conteúdo com um clique

Se gostar de uma sugestão, você pode clicar em “Solicitar” e ser direcionado diretamente para a tela Fazer Pedido. Lá, você poderá selecionar talentos humanos para escrever o conteúdo e fornecer detalhes sobre sua marca, sua persona e outras customizações que gostaria de fazer no conteúdo. O briefing criativo será preenchido para você conforme o tema escolhido.

  • Dê mais detalhes à ferramenta para que ela seja mais precisa

A versão premium do AI Content Idea Generator permite que você escolha se deseja dar mais detalhes sobre sua empresa, ou até mesmo solicitar tópicos baseados em seus pedidos recentes dentro da plataforma. Ambas as opções darão acesso a sugestões melhores e mais relevantes.

Conclusão

A IA generativa não precisa, nem deveria, se limitar à produção de copy. Isso suga a essência da sua marca e apaga quaisquer diferenças entre você e seus concorrentes.

Em vez disso, opte por ferramentas que ajudarão a trazer identidade ao seu conteúdo. Use IA para ajudar na criação de estratégias e na automatização de tarefas repetitivas. Ou mesmo para mapear quais conteúdos explorar.

Quando a criatividade humana precisa de um empurrãozinho, sempre é possível usar dados para nos ajudar a enxergar novos caminhos.

Please follow and like us:
Um Presente Pra Você