Como utilizar o brand experience para impulsionar vendas em lojas físicas?

O crescimento dos canais digitais para o varejo se tornou um desafio nos últimos anos para quem tem loja física. A pergunta a ser respondida é: como atrair clientes oferecendo algo que não pode ser encontrado em comércio online?

A resposta está no Brand Experience. Neste artigo especial sobre o assunto, veja o que é esse conceito e como a imersão de marca dentro de lojas físicas ajuda a vender mais para consumidores modernos. Confira.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é Brand Experience

Brand Experience, ou experiência de marca, é toda interação do público com uma empresa que o coloque em contato com produtos e valores desse negócio, gerando conexão emocional que vai além do simples ato de consumo.

A estratégia soma experiências sensoriais, conteúdo informativo e interativo, além de ativações que criem momentos marcantes para o cliente, associando uma memória surpreendente à sua marca.

Tanto em plataformas físicas como digitais, é a maneira mais eficiente hoje de destacar um produto ou negócio em nichos competitivos, focando em uma relação mais próxima e significativa que gere identificação.

A importância do Brand Experience para lojas físicas

Antes do e-commerce se tornar um dos principais canais de varejo no mundo, as opções de consumo gerais eram limitadas ao raio de deslocamento de um cliente e seu conhecimento geral das marcas ao seu redor.

A internet mudou esse jogo. Hoje, qualquer marca ou produto está a um clique de distância e é preciso oferecer algo único para convencer o público a sair de casa e se deslocar até uma loja física.

A abordagem mais utilizada nos últimos anos para isso é o Brand Experience. Além de ser um chamariz para conhecer a fundo seus produtos, uma boa experiência cria conexões emocionais mais profundas no cliente.

Ou seja, é uma ferramenta tanto para vender mais quanto para fidelizar. A sensação de estar em um ambiente instigante e surpreendente ainda é mais forte do que a comodidade de comprar de casa.

Além disso, o Brand Experience se alinha com uma faixa considerável das novas gerações de compradores. Enquanto 48% dos consumidores ainda preferem comprar em loja física, 84% buscam a integração phygital — em que não há barreiras de experiência de marca nos dois ambientes.

Criar uma Brand Experience marcante é ter um diferencial de mercado. É abraçar seu nicho apostando em identificação com uma forma mais direta, cara a cara, de passar essa mensagem.

Como fazer Brand Experience em lojas físicas

Se você quer transformar a visita à sua loja física em uma verdadeira experiência de marca, precisa fazer uma revolução em sua abordagem, incluindo mudanças físicas e conceituais.

Veja algumas práticas indispensáveis para fazer Brand Experience no varejo físico.

Design de Loja e Layout Estratégico

A palavra imersão é muito importante em Brand Experience. Ao entrar em sua loja, o cliente deve se sentir mergulhando em sua marca e vivendo um momento único de conexão.

Isso começa no próprio layout do espaço. Não só em cores e formatos, mas na disposição de produtos, rotas de circulação e elementos de destaque que guiem uma verdadeira jornada.

Uma loja com boa experiência de marca é aquela que facilita a navegação e, ao mesmo tempo, proporciona surpresas ao longo do caminho, incentivando a interação do público com seus produtos.

Ambientação Sensorial

O estímulo dos sentidos humanos é uma vantagem dos espaços físicos que canais digitais ainda não alcançaram. Portanto, utilizar experiências sensoriais é criar um diferencial em relação às alternativas de e-commerce.

Sons para os ouvidos, texturas para as mãos, aromas para o nariz, iluminação para os olhos, até mesmo o paladar pode ser estimulado em Brand Experience dentro de lojas físicas.

Elaborar uma fragrância específica para sua marca, por exemplo, cria conexões fortes de memória associadas à sua loja. É o que fazem lojas como iPlace e Starbucks.

Treinamento e Atendimento ao Cliente

Se a interação com a marca é o foco da experiência física, isso inclui também o contato direto com vendedores no PDV. Todo mundo que já passou por um atendimento ruim sabe o quanto isso afeta sua percepção sobre a loja.

No contexto de Brand Experience, o treinamento de colaboradores deve ir além da venda. Como se portam, o que falam, como abordam o público, tudo isso deve ter como objetivo imprimir a marca naquele momento.

Por isso é vital entender o seu cliente dentro do nicho que atua. Muito de como seus vendedores se portam tem a ver com a expectativa que o público-alvo tem sobre como gostariam de ser atendidos.

Experiências Interativas e Engajamento do Cliente

A melhor forma de se aproximar do público é incentivando que ele também dê passos em sua direção. Brand Experience é sobre alcançar novos clientes, mas principalmente sobre fazer com que eles venham até você.

Isso se faz com interação e engajamento. Crie experiências dentro da loja que convidem o público a participar — desde que ele esteja disposto a isso espontaneamente.

Experiências interativas devem focar na percepção de pertencimento: ativações que apresentem o produto e façam o cliente sentir o que significa usá-lo além de sua função prática.

Exclusividade e Personalização

Não tem nada que crie melhor uma sensação de pertencimento de marca do que demonstrar reconhecimento individual a cada cliente, tanto em personalização de mensagem quanto na nutrição de uma comunidade exclusiva.

Na verdade, isso é mais fácil de fazer em lojas físicas do que digitais. Com um espaço físico restrito, é possível controlar a mensagem e o acesso de clientes especiais dentro da loja.

Sua Brand Experience nesse sentido pode focar em programas de fidelidade e promoções apenas para quem visita o precinto, expandido para Omnichannel.

Feedback dos Clientes e Ajustes Contínuos

O sucesso de estratégias de Marketing hoje depende muito da força de conexão entre clientes e marcas — tanto em meios físicos quanto digitais.

Portanto, nenhuma estratégia é garantia de sucesso por muito tempo se a empresa não acompanha as mudanças de hábitos e comportamentos ao longo do tempo.

Utilize a própria experiencia criada na loja para coletar informações sobre satisfação, percepção de marca e identificação.

Investir em Brand Experience para lojas físicas é um trabalho contínuo, mas muito recompensador. Comece agora mesmo a se debruçar sobre seu conhecimento de público e planeje as interações perfeitas para encantá-lo.

E que tal expandir essa identificação por meio de conteúdo relevante e instigante nas plataformas digitais? Conheça os talentos do WriterAccess e faça um teste grátis!

Como construir uma estratégia de Experiência do Cliente B2B que supera expectativas

Oferecer soluções personalizadas segundo as necessidades individuais dos clientes deixou de ser uma simples opção e tornou-se um recurso essencial nas estratégias comerciais contemporâneas. Assim, as empresas que dão prioridade à experiência do cliente B2B ganham mais que um desempenho sólido.

Essas empresas já perceberam que, ao construir uma estratégia de experiência do cliente, se deparam com amplas oportunidades para conquistar uma posição proeminente em seus setores, além de atrair mais compradores futuros. Afinal, no topo da lista de metas de qualquer empreendimento está a superação das expectativas dos consumidores. E, como é amplamente conhecido, um cliente satisfeito é um poderoso catalisador para o marketing boca a boca.

De acordo com um levantamento de 2023 da Genesys, cerca de 80% dos clientes estão dispostos a investir mais em empresas que oferecem uma experiência de cliente excepcional, especialmente quando envolve personalização do serviço, reforçando a ideia de que os negócios devem se empenhar em atender plenamente às expectativas dos consumidores.

Neste artigo explicamos como construir uma estratégia de experiência do cliente B2B que realmente supera as expectativas. Continue a leitura e saiba como elevar a percepção do seu cliente sobre a sua empresa! 

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

A Experiência do Cliente B2B e sua importância

Cada vez mais as marcas contemporâneas dedicam investimentos significativos para aprimorar a experiência do cliente, especialmente no contexto do cliente B2B moderno, que está bem informado e busca nada menos que uma experiência de compra rápida, conveniente e memorável para estabelecer parcerias duradouras.

O fato é que com a ascensão da transformação digital, houve o advento da “Era da Experiência”, na qual os negociadores atravessam múltiplos pontos de contato ao interagir com as empresas. Esses pontos de contato permeiam toda a jornada de compra dos clientes, sendo cada um deles fundamental na entrega de uma experiência do cliente B2B memorável e significativa.

Em qualquer desses pontos de contato, uma única experiência negativa pode comprometer todos os esforços para proporcionar um excelente CX B2B. No entanto, ao adotar a abordagem correta, diversos benefícios podem ser percebidos, como aumento da lucratividade, retenção de clientes, maior engajamento dos funcionários, estabelecimento de parcerias duradouras entre empresas e muitos outros pontos positivos.

Outro ponto importante para entender a relevância da experiência do cliente B2B é a abundância de oferta e concorrentes. Graças a este cenário, localizar produtos online tornou-se fácil, colocando o controle nas mãos dos compradores. A jornada até o checkout nunca foi tão intrincada, parcialmente devido à crescente necessidade de pesquisa utilizada para embasar uma decisão final de compra.

Considerando a experiência do cliente B2B, os compradores estão inclinados a investir mais em experiências que consideram superiores. O impressionante percentual de 86% dos compradores estão dispostos a desembolsar mais por experiências do cliente mais refinadas e personalizadas.

Além disso, estão dispostos a pagar, em média, 13% a mais por funcionalidades adicionais e itens de luxo quando a experiência do cliente é de alta qualidade. Esses padrões de compra B2C estão influenciando os hábitos de compra B2B, tornando a experiência do cliente o ponto crucial para o sucesso nas transações comerciais B2B.

Uma análise sobre as expectativas do cliente B2B

A jornada de compra B2B é muito mais complexa que a B2C, já que se somam a ela variáveis importantes como o ROI (Retorno sobre o Investimento) e o tempo gasto. Dessa forma, empresas que atuam no B2B devem atentar-se às expectativas do cliente para oferecer uma boa experiência.

A seguir, elencamos alguns dados que mostram o quanto a jornada de compra B2B é complexa e o que deve ser considerado na experiência do cliente.

  • 80% dos compradores B2B esperam uma jornada de compra personalizada como a de um B2C;
  • 77% dos clientes relatam que a jornada de compra leva muito tempo. Esse dado mostra quanto o tempo é uma variável importante para este público;
  • 77% dos compradores, antes de decidir, fazem uma análise de ROI detalhada;
  • Mais de 50% dos clientes B2B leem, ao menos, oito conteúdos dos fornecedores antes de fechar a compra;
  • a experiência do cliente já é mais importante do que o valor do produto ou serviço no ramo B2B, sendo que 86% dos consumidores aceitam pagar mais por uma experiência significativa.

De acordo com estes dados, percebemos que a venda é apenas o primeiro estágio do que pode ser uma grande parceria. Assim, é fundamental conhecer as expectativas do seu cliente, considerando também as especificidades do seu público e do seu nicho de atuação.

Atualmente, o melhor meio de conseguir essa informação é perguntar ao seu cliente: conhecer a realidade da experiência do cliente B2B na sua empresa por meio dos feedbacks deve fazer parte da rotina. Leia nosso material e saiba como coletar feedbacks corretamente.  

Integração de departamentos para uma experiência consistente

Nos últimos anos, diversas empresas passaram a apostar em departamentos específicos para a experiência do cliente. Contudo, ainda que seja válido ter um departamento e profissionais focados na experiência, vale lembrar que a colaboração entre diversas áreas como vendas, marketing e atendimento é crucial para elevar a satisfação do seu público.

Afinal, de nada adianta a equipe de vendas e marketing prometer um suporte que não existe no pós-venda. Ou então, o produto ou serviço não cumprir com o prometido. Dessa forma, é fundamental que a empresa tenha processos bem definidos e uma comunicação interna eficaz para implementar a estratégia efetivamente.

Em outras palavras, quando uma empresa é focada em experiência do cliente, seja ele B2B ou B2C, todos os setores devem falar a mesma língua. Portanto, a comunicação interna da empresa deve ser fortalecida.

Uma equipe treinada, com objetivos estabelecidos e integrada é capaz de oferecer uma experiência sólida ao cliente em todas as etapas da jornada de compra. 

Construindo uma estratégia de experiência do cliente B2B

Há diversas técnicas que podem ser implementadas para a construção de uma estratégia de experiência do cliente B2B. A seguir, entenda a importância de cada uma das etapas e técnicas, além de saber como começar a construir.

Personalização como foco central

Em muitos dados apresentados neste artigo, a personalização aparece como um fator central na decisão de compra. Mas, afinal, o que é a personalização? Personalizar consiste em oferecer uma experiência única conforme as necessidades do cliente B2B.

Estratégias como recomendar produtos de acordo com suas compras anteriores e incluir o nome da empresa no e-mail e em outras comunicações são algumas ideias. O objetivo é personalizar a experiência, mostrando que o seu negócio se importa individualmente com cada cliente.

A personalização pode ser feita com o auxílio dos dados corretos, como:

  • principais dados sobre o mercado B2B;
  • coleta de feedbacks;
  • mapeamento de tendências gerais;
  • relacionamento próximo pelas redes sociais;
  • acompanhamento das tendências de compras dos seus clientes.

A personalização é a chave para atender às demandas específicas do cliente B2B. 

Utilizando tecnologia para aprimorar a experiência

A exploração de ferramentas e tecnologias pode ser empregada para otimizar a experiência do cliente B2B. Há uma série de empresas que alcançaram sucesso na implementação de soluções tecnológicas, as quais podem inspirar quem está construindo uma estratégia. Confira!

Adobe

A Adobe é reconhecida por suas soluções de software para design, marketing e documentação. Eles implementaram estratégias eficazes de CX B2B, proporcionando aos clientes uma experiência fluida e integrada em todos os seus produtos e serviços.

Amazon Business

A divisão B2B da Amazon transformou a maneira como as empresas fazem compras online. Eles oferecem uma plataforma intuitiva, com opções de personalização, preços competitivos e um processo de compra eficiente, proporcionando uma experiência positiva aos compradores empresariais.

Zendesk

Especializada em software de atendimento ao cliente, a Zendesk é um exemplo de sucesso em CX B2B. Suas soluções ajudam as empresas a oferecer um suporte eficiente, criando interações positivas e duradouras com os consumidores. É um case de sucesso com mais de 150 mil clientes, entre eles C&A, Magalu e Uber.

Gupy

A Gupy é uma empresa de software como serviço (SaaS) que disponibiliza, como seu produto principal, uma plataforma de recrutamento e seleção projetada para atender a empresas de diversos setores e tamanhos.

No âmbito de sua estratégia de marketing B2B, a Gupy apresenta um site abrangente, caracterizado por uma boa usabilidade. Esse site é equipado com recursos como um chatbot para atendimento ao cliente e um blog informativo, proporcionando uma experiência completa aos usuários.

Slack

O Slack é uma plataforma de mensagens corporativas voltada para empresas que operam em ambientes híbridos ou remotamente. Em sua atual carteira de clientes, inclui empresas renomadas como o Mercado Livre e a Rappi.

Destaca-se no B2B por sua linguagem leve ao se comunicar com o público, além de ter uma presença forte nas redes sociais, especialmente no LinkedIn.

EBANX

A EBANX é uma empresa brasileira de tecnologia cujo foco principal é o processamento de pagamentos internacionais. Sua plataforma é adotada por ecommerces de renome global, incluindo marcas como Shein e Shopee, além de ser utilizada pela plataforma de streaming Spotify.

Ela é destacada como um case B2B devido à sua notável consolidação como uma plataforma de pagamento preferida por empresas globais de tecnologia. Essa reputação expressiva a coloca na vanguarda dos fornecedores de serviços de pagamento para grandes players do setor.

Invista no time de Customer Experience

Por fim, toda empresa que deseja se destacar em customer experience deve investir em um time qualificado para essa atuação. Portanto, contratar e treinar os profissionais garantirá um retorno positivo à empresa.

Aliando todas as técnicas aqui apresentadas, sua empresa conseguirá alcançar os melhores resultados em satisfação do cliente!

Quer encantar e engajar sua audiência durante a jornada de compra do cliente? Conheça o Ion, a estratégia de conteúdo interativo das marcas mais famosas do mundo. Acesse nosso site e saiba mais!

Como utilizar a inteligência artificial para melhorar a segmentação de leads?

Quem fala com todo mundo, não fala com ninguém. Essa expressão de Joel Jota, ex-atleta e influenciador digital, destaca a importância de criar uma comunicação ainda mais focada no seu público. Para isso, segmentar leads com inteligência artificial pode se tornar uma importante ferramenta para uso cotidiano.

Apesar de a segmentação ser um termo bastante presente no contexto de anúncios online e do tráfego pago, ela também deve ser avaliada em uma abordagem orgânica para a produção de conteúdo.

Se você quer ter facilidade para encontrar bons clientes em meio à audiência, continue a leitura e descubra como a IA pode ajudar nessa tarefa!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Qual a Importância da Segmentação de Leads?

Fazer uma boa segmentação de lead é fundamental para ter bons resultados e alcançar sucesso na sua campanha de vendas. É por meio dela que você entrega os conteúdos adequados para convencer as pessoas a comprarem da sua empresa.

Por exemplo, por meio da segmentação você envia uma oferta personalizada para pessoas que estão tanto no início da jornada de compra quanto no final dela. Assim, as chances de fazê-las avançar no seu funil de vendas e aumentar as taxas de conversão são muito altas.

Com esse recurso, também é possível ter um entendimento apropriado do público-alvo do seu negócio, entendendo aspectos como gênero, região em que mora, idade e outros pontos importantes. Assim, consegue-se direcionar as campanhas de Marketing Digital de maneira eficaz, proporcionando uma alocação correta e tendo sucesso nas suas estratégias.

Como Usar A Inteligência Artificial na Segmentação de Leads?

Saber como usar inteligência artificial para leads é um passo relevante para se diferenciar dos concorrentes. Esse recurso é aplicável a várias etapas do processo de segmentação e ajuda a sua empresa a chegar nas pessoas certas no momento adequado.

Por exemplo, o uso de IA permite fazer personalizações de mensagens a partir do histórico de interações que os potenciais clientes tiveram com a sua empresa. Assim, torna-se viável realizar indicações de produtos adequados às necessidades dos clientes.

Ela também auxilia a entregar conteúdos segmentados considerando dados comportamentais, fornecer ideias sobre dores e desejos dos diferentes públicos, bem como mapear os interesses e fazer indicações considerando tais aspectos.

Com o tempo de aplicação dessas ferramentas, os resultados tendem a ficar ainda melhores, dado que funcionam por meio de técnicas de aprendizado de máquina, análise preditiva e processamento de linguagem natural que geram maior conhecimento sobre o público a partir da coleta de uma grande quantidade de informações.

Quais os Desafios Comuns no uso da Inteligência Artificial?

Visando ter sucesso na hora de implementar a IA na etapa de segmentação de leads, é crucial conhecer os desafios que podem surgir. Por isso, explicamos alguns dos principais, a seguir. Confira!

Falta de dados de qualidade

O primeiro ponto que demanda atenção na hora de usar a IA para fazer a segmentação é a qualidade dos dados disponíveis em seu negócio. Por exemplo, se a empresa não tem como prática a coleta de dados, pode ser desafiador implementar um algoritmo para fazer a segmentação.

Isso porque as ferramentas de IA, em geral, utilizam grandes bases de informações para entender e melhorar a performance das suas campanhas de Marketing. Outra dificuldade existente é com a falta de atualização ou a desorganização dos dados. Por isso, é fundamental ter atenção à base de dados do seu negócio.

Erro na integração das informações

Um segundo aspecto que gera dificuldade é ter base de dados desintegrada, ou seja, em diferentes plataformas. Esse tipo de erro prejudica a performance e demanda muito trabalho para conseguir usar as informações disponíveis.

Por isso, fazer a integração das fontes disponíveis em sua empresa é uma boa prática que vai simplificar o trabalho na hora de realizar as segmentações. Isso porque a IA requer acesso a dados abrangentes e unificados para produzir resultados precisos na hora de efetuar a segmentação.

Proteção de dados

Por fim, vale mencionar a importância de ter atenção às Leis de Proteção de Dados visando evitar quaisquer tipos de problemas relacionados à privacidade dos usuários. Além disso, é preciso investir em recursos seguros para não ter vazamento de dados.

É fundamental observar as regulamentações da LGPD e GDPR e implementar práticas robustas de segurança para proteger as informações dos clientes. Assim, o seu negócio tem potencial para aproveitar as vantagens da segmentação com IA.

Quais os Benefícios da Segmentação com Inteligência Artificial?

O uso de IA para a segmentação de leads oferece diversos benefícios na criação de estratégias de Marketing. Isso porque essa ferramenta oferece uma análise eficiente e precisa de um grande conjunto de dados, identificando padrões e comportamentos complexos, mesmo para profissionais que não são especialistas em dados ou estudos estatísticos.

Esse passo permite que você tenha acesso a uma segmentação refinada e precisa, como se houvesse o suporte de um cientista de dados. Já os chatbots e as assistentes virtuais também contribuem para a personalização do atendimento e para melhora da experiência do cliente.

A IA, ainda, disponibiliza análises preditivas para antecipar comportamentos futuros dos leads, trazendo insights importantes para ajustar a estratégia.

Isso pode indicar produtos favoritos, intervalos comuns entre as compras e períodos do ano em que o seu público está mais propenso.

Formas de utilizar a IA para gerar mais eficiência e aumento nas taxas de conversão

Apesar de a IA ser útil em todas as fases de interação com a audiência, o momento da conversão é um dos mais importantes, especialmente porque é ele que traz o resultado para a empresa, bem como para a estratégia de Marketing Digital. Veja, a seguir, como aumentar sua taxa de conversão por meio das ferramentas de IA.

Chatbots e Assistentes Virtuais

O uso de chatbots e assistentes virtuais alimentados por IA é cada vez mais frequente, especialmente para empresas que contam com lojas virtuais. A ideia é personalizar as respostas conforme o histórico de interações e dados dos leads, criando uma experiência exclusiva.

Esse instrumento ainda permite que você direcione os leads para ofertas específicas com base nas preferências individuais, aumentando as chances de conversão. Existem diversos bots que são gratuitos, mas aqueles com aprendizado de IA geralmente são ferramentas pagas.

Personalização de conteúdo

Incluir sistemas de personalização do conteúdo com IA para adaptar suas mensagens, alterar a recomendação de produtos e criar ofertas exclusivas conforme o perfil do lead é indispensável para aumentar sua conversão.

A ideia aqui é usar o algoritmo para analisar dados do comportamento online do lead, garantindo que o conteúdo apresentado seja relevante. Isso contribui para influenciar a decisão de compra, bem como a fidelização desse indivíduo.

Análise preditiva

A análise preditiva com IA é essencial para identificar padrões de comportamentos passados dos leads. Isso contribui para antecipar necessidades e elaborar estratégias proativas que afetam a decisão de compra.

Já existem diversas ferramentas no mercado que fazem análise preditiva de dados com base em IA. Uma alternativa mais econômica é subir o banco de dados disponível no ChatGPT, por exemplo, e realizar perguntas referentes a ele.

Análise de dados dos leads

Além da análise preditiva, você também faz uma investigação detalhada sobre sua audiência, incluindo o histórico de compras, preferências e demais interações com a marca. Isso ajuda a compreender padrões ocultos e correlações que não são facilmente identificáveis em estudos simples dos dados.

Na prática, isso contribui para personalizar as ofertas, os anúncios, as campanhas de Marketing e as demais abordagens de venda utilizadas na empresa. Essa etapa também é crucial para marcas que pretendem investir na pesquisa e desenvolvimento de novos produtos.

Quais ferramentas com inteligência artificial ajudam na segmentação de leads?

Agora que você já sabe como a Inteligência artificial ajuda na hora de segmentar leads, que tal entender quais são as principais soluções que podem ser usadas para esse fim? A seguir, apresentamos algumas delas. Confira!

Smartwriter.ai

O Smartwriter.ai vai ajudar a sua empresa a automatizar o envio de email Marketing, além de auxiliar os seus colaboradores a escrever textos ainda mais persuasivos considerando as dores e desejos do seu público.

Ele utiliza técnicas de aprendizado de máquina para avaliar o estilo de escrita e apontar pontos fracos e fortes, além de sugerir melhorias que vão aumentar as taxas de conversão e garantir excelente desempenho.

REACH.ai

Outra ferramenta que ajuda na hora de personalizar e segmentar as campanhas de email é o REACH.ai. Essa ferramenta permite automatizar o envio de emails, além de criar listas de leads e enviar mensagens adequadas aos interesses deles.

Com o uso de algoritmos e aprendizado de máquinas, ele entende o comportamento do cliente e encaminha os emails no momento mais adequado, potencializando os resultados do seu time de Marketing.

Analytics2GO

O Analytics2GO oferece análises avançadas para aumentar as vendas da sua empresa. Por meio dele, é possível usar um grande volume de dados para entender padrões de consumo e identificar o comportamento dos consumidores. Assim, fica fácil criar campanhas persuasivas.

Ele ainda conta com soluções que vão ajudar na hora de tomar decisões e otimizar as estratégias que estão sendo utilizadas para captar leads. Por fim, vale mencionar que o Analytics2GO conta com recursos de análise preditiva, ajudando a prever o comportamento de compra e oportunidades para a empresa faturar mais.

ChatGPT

O último recurso da nossa lista é o ChatGPT. Essa ferramenta pode ser treinada para fazer recomendações, oferecer suporte e até mesmo para melhorar a sua segmentação de leads.

A partir dela, você aumenta as vendas com indicações adequadas para o momento do lead. Consequentemente, as chances de aumentar o faturamento e se destacar da concorrência são grandes.

Ao entender como segmentar leads com inteligência artificial, você já está um passo à frente dos concorrentes. Além disso, vale contar com redatores especializados para desenvolver textos que geram conexão com o seu público-alvo e, desse modo, aumentar as suas vendas.

Que tal contar com uma rede de talentos para desenvolver os seus conteúdos? Faça o teste gratuito de 14 dias do WriterAccess agora mesmo e conte com redatores especialistas em diversos nichos!

O que é e como funciona a geração de demanda B2B?

Entender o conceito de geração de demanda B2B é uma excelente forma de aprimorar as estratégias do seu negócio, atrair mais clientes e aumentar os lucros da empresa de forma otimizada.

Esse conceito é crucial para atrair a atenção de possíveis parceiros de negócio e garantir sustentabilidade no longo prazo.

Para isso, existem várias técnicas que podem ser aplicadas para gerar demanda. Aprender mais sobre elas irá te auxiliar a manter a sua empresa competitiva no mercado, deixando as concorrentes para trás.

Que tal descobrir mais sobre esse conceito e aprender como aplicar as principais técnicas de geração de demanda B2B? Basta continuar a leitura e conferir o post que preparamos!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

A importância da geração de demanda B2B para o sucesso das empresas

A geração de demanda B2B refere-se ao processo de criar e atrair interesse, leads e oportunidades de negócios para as empresas que vendem para outros negócios. Nesse sentido, utilizam-se várias estratégias com a intenção de atrair a atenção de outras companhias e vender as soluções oferecidas.

Esse conceito é importante porque ajuda na elaboração de campanhas de Marketing, permite acompanhar as principais métricas, otimiza o funil de vendas do negócio, oferece uma melhor experiência ao cliente, garante bons relacionamentos e, consequentemente, oferece o suporte necessário para alcançar os objetivos da empresa.

Diferença entre geração de demanda e geração de leads

O que é geração de demanda você já sabe. Esse conceito é relacionado com o de leads, mas não são equivalentes. Ele tem foco em criar interesse do público-alvo pelas soluções da empresa.

Já a geração de leads tem o objetivo de coletar informações qualificadas dos clientes potenciais para que, após isso, gere-se a demanda pelas soluções oferecidas.

Vale ressaltar que os dois conceitos são importantes no processo de marketing e vendas. Portanto, trabalhá-los em conjunto é um bom modo de impulsionar o crescimento e o sucesso do seu negócio.

Como trabalhar a geração de demanda B2B na sua empresa?

Entender como incorporar as principais estratégias de geração de demanda B2B nas campanhas de Marketing do negócio é crucial para garantir melhores resultados. Com o intuito de te ajudar com isso, separamos várias dicas importantes. Confira, a seguir!

Tenha essa estratégia como objetivo anual no seu negócio

Ter um planejamento de negócios é crucial para alcançar os objetivos e se destacar no mercado em que você atua. Esse plano é ainda mais fundamental para quem trabalha vendendo para outras companhias.

Nesse sentido, é preciso incorporar as principais técnicas de geração de demanda no planejamento anual do seu negócio. Isso porque, sem vendas, as chances da sua empresa falir é grande.

Ao incorporar a geração de demanda como objetivo anual, você consegue planejar as melhores ações de marketing e vendas, além de expandir a sua base de clientes. Portanto, vale colocar esse conceito em pauta na hora de definir as metas anuais.

Gere valor para seus clientes

Para gerar demanda, é preciso agregar valor à jornada de compras do seu cliente. Essa prática vai ativar gatilhos mentais de reciprocidade e autoridade, tornando a sua companhia mais conhecida e facilitando o processo de geração de demanda.

Nesse sentido, existem diversas estratégias que você pode usar para agregar valor aos cliente do seu negócio, como:

  • invista em experiências personalizadas — entender quem é a sua persona e oferecer uma jornada de compra adequada para ele é crucial para atrair a atenção e aumentar a taxa de conversão;
  • tenha um bom atendimento — é preciso prestar um suporte de qualidade para aumentar o reconhecimento da sua marca e fidelizar as empresas que firmaram parceria com a sua marca;
  • promova a colaboração — colaborar com os possíveis clientes do seu negócio é mais uma forma de agregar valor. Ofereça amostras grátis das suas soluções para que eles melhorem os processos e consigam visualizar o valor do que você oferece;
  • capriche no Marketing de conteúdo — essa ferramenta vai auxiliar a agregar valor por meio de informações relevantes para os seus potenciais clientes. Com isso, a sua empresa ganha autoridade no mercado e potencializa a geração de demanda.

Para melhorar o Marketing de Conteúdo do seu negócio, vale contar com a WriterAccess. Com ferramentas poderosas para otimizar o fluxo das suas campanhas e talentos especializados, você consegue se destacar no mercado e aumentar a demanda pelas suas soluções.

WriterAccess dashboard screenshot

WriterAccess dashboard screenshot

Criação de programas de referência para incentivar a indicação de novos clientes

A terceira prática para trabalhar a geração de demanda B2B é a criação de programas de referências para alcançar indicações dos seus atuais parceiros. Esse tipo de prática serve para estimular a recomendação das suas soluções para outras empresas, aumentando a sua base de clientes.

Para que esse tipo de tática dê certo é preciso pensar em incentivos atrativos, como descontos, créditos ou brindes exclusivos. Além disso, é importante simplificar o processo de indicação, pois muitas barreiras desestimulam as indicações.

Avaliação e otimização contínuas

Por fim, é importante fazer avaliações contínuas para aplicar melhorias nos processos da empresa e continuar gerando demanda pelas suas soluções. Nesse sentido, é crucial definir quais são as principais métricas que devem ser acompanhadas.

Ainda é relevante ter uma boa base de dados, criada por meio de um processo de coleta confiável. Desse modo, fica mais fácil entender quais são os pontos fracos e fortes da sua empresa e, com isso, implementar as melhorias.

Outra boa ação é solicitar feedbacks dos atuais clientes. Esse cuidado vai melhorar o relacionamento com os atuais parceiros, o que cria a possibilidade de indicações que podem aumentar a procura pelas suas soluções.

Entendeu o que é a geração de demanda B2B e quais são as principais práticas que você pode usar? Apostar no Marketing de Conteúdo é uma excelente ação para gerar mais procura. Ao contar com os talentos do WriterAccess, você contará com a ajuda de especialistas na construção de materiais incríveis para aumentar o seu portfólio de clientes.

Quer entender melhor como usar a WriterAccess no Marketing de Conteúdo da sua empresa? Então, experimente tudo o que temos a oferecer com um teste gratuito de 14 dias!

O que é HSM Whatsapp e como sua empresa pode tirar vantagem desse recurso?

Utilizar alguns recursos de inteligência artificial e machine learning é uma excelente alternativa para trazer mais eficiência no seu atendimento por meio do HSM WhatsApp. Esse tipo de ferramenta é essencial para tornar seu e-commerce ainda mais produtivo e ágil, melhorando a experiência dos seus clientes.

Entretanto, para utilizar inovações como o HSM Whatsapp, por exemplo, é importante conhecer bem essa ferramenta e como ela pode ser implementada de modo estratégico em seu negócio. Pensando nisso, organizamos um post detalhado sobre como automatizar suas mensagens por meio de modelos pré-programados.

Quer saber mais sobre essa possibilidade? Então siga a leitura e confira nosso material!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é um HSM Whatsapp?

O disparo de mensagens em passa para os clientes exige uma estrutura tecnológica rápida e que garanta a segurança de todos. Afinal, a legislação brasileira já estabeleceu diversas normas como a LGPD que devem ser respeitadas na hora de se comunicar com o público.

Para explorar essa possibilidade e agilizar seus atendimentos, vale a pena considerar o uso do HSM Whatsapp. Do inglês, High Structured Message (HSM), essa pode ser entendida como Mensagem Altamente Estruturada, ou seja, uma ferramenta que automatiza as mensagens em um modelo previamente aprovado pelo Whatsapp.

Diferente do que acontece na versão pessoal, no caso do WhatsApp Business você não pode enviar qualquer tipo de mensagem para se comunicar com o público. Logo, utilizar modelos de mensagens previamente estruturadas permite que sua comunicação esteja em conformidade com as políticas do aplicativo — que são totalmente centradas na experiência do usuário.

Como funciona?

Quando se fala do disparo em massa de mensagens, é comum pensar nas plataformas de e-mail marketing que realizam contatos para uma ampla lista de potenciais clientes, não é mesmo?

Entretanto, vale destacar que existem grandes diferenças entre o contato realizado pelo Whats e o que pode ser feito por e-mail. Isso porque o HSM apresenta uma baixa tolerância ao SPAM, ou seja, aquelas mensagens que incomodam os clientes.

Por isso, há uma cobrança que varia de 1 a 7 centavos de dólares para cada mensagem aberta pelo usuário, fazendo com que práticas abusivas sejam evitadas. Esse primeiro contato é válido por até 24 horas e, depois dele com o lead, é necessário realizar um novo envio de mensagem HSM, caso o contato ultrapasse esse limite de tempo. 

Desse modo, a cobrança é feita a cada sessão de conversa iniciada com um contato diferente, e está dentro do tempo estabelecido. Assim, sempre que há pausas no contato além do prazo estipulado, é feita uma nova cobrança.

Benefícios do WhatsApp HSM

Contar com recursos para melhorar a experiência do seu cliente e conseguir aumentar as vendas pelo WhatsApp é primordial para ter lucros elevados. O WhatsApp HSM pode gerar benefícios que vão elevar a relevância da sua empresa no mercado e proporcionar muitas vantagens. Confira quais são elas, a seguir!

Diminui o tempo de espera

Ter um atendimento rápido e eficiente é um fator importante para a experiência do cliente. Ninguém deseja ficar esperando horas para ter suas demandas atendidas, não é mesmo? Por isso, investir em recursos que ofereçam agilidade ao suporte por esse canal é fundamental.

O WhatsApp HSM tem potencial para ser essa ferramenta. Por meio dele, você consegue reduzir o tempo de espera dos seus clientes, evitando a formação de filas que podem prejudicar a experiência de consumo.

Essa rapidez acontece pela possibilidade de automatização de boa parte das dúvidas que aparecem no cotidiano. Por exemplo, questões simples e recorrentes podem ser programadas para respostas rápidas, aliviando o fluxo de pessoas e deixando apenas as dúvidas mais complexas para os atendentes.

Fidelização de clientes

Encontrar maneiras de garantir um bom atendimento ao cliente é um aspecto importante que vai impactar diretamente na fidelização. Essa, por sua vez, é fundamental para manter a empresa competitiva no mercado, dado que adquirir novos consumidores tende a ser mais caro do que manter os atuais.

Com a agilidade no atendimento, a satisfação de quem entra em contato com a sua empresa vai se elevar. Consequentemente, clientes satisfeitos ficam fidelizados a sua marca, assegurando maior número de compras.

Além disso, consumidores novos que chegam com dúvidas sobre algum aspecto do seu produto também vão ter suporte rápido, gerando encantamento. Como resultado, as chances de fidelizar e aumentar a carteira de clientes são bem elevadas.

Otimização do atendimento

Como vimos anteriormente, o WhatsApp HSM pode ajudar na otimização do atendimento ao cliente por meio de automatização de dúvidas recorrentes e de esclarecimento simples. Esse tipo de solução tem um suporte de excelência, que encanta os consumidores.

Além disso, tem potencial para reduzir os custos associados a essa etapa da empresa que, se não controlados, podem virar um problema. Ainda é possível gerar escala no atendimento. Consequentemente, fica mais fácil escalar também as vendas, pois se sabe que o suporte dará conta de toda a demanda que surgir nesse canal.

Estatísticas e dados para melhorar processos

Tomar decisões nos diversos setores da empresa nem sempre é uma tarefa fácil. Contar com dados e estatísticas é um caminho interessante para simplificar as escolhas e direcionar a companhia para estratégias mais lucrativas.

O WhatsApp HSM pode ajudar nesse sentido, pois oferece relatórios incríveis que podem ser usados para otimizar os contatos com os clientes e compreender quais são os pontos fracos e fortes do suporte.

Com isso, fica mais simples oferecer uma boa jornada de compra, deixando os clientes ainda mais satisfeitos e obtendo sucesso nas estratégias utilizadas com o intuito de aumentar os lucros do negócio.

Categorias de HSM e templates

Existem alguns templates separados em categorias pelo WhatsApp HSM que podem atender às suas demandas e automatizar etapas do atendimento da empresa. Conhecer quais são elas é o primeiro passo na hora de começar a usar tal recurso. Por isso, destacamos algumas, logo a seguir. Confira!

Mensagens promocionais

A primeira categoria pode ser usada para fazer marketing no WhatsApp e informar os consumidores sobre as possíveis promoções que a empresa utiliza, principalmente em datas comemorativas que apresentam aumento de demanda.

Por exemplo, você pode encaminhar mensagens como:

  • Olá, [Cliente]! Estou passando para avisar que a partir da próxima semana estaremos com promoções especiais referentes ao dia das mães;
  • Oi, [Cliente], tudo bem? Tem novas ofertas no nosso site. Aproveite a Black Friday para adquirir nossos produtos com descontos.

Essas são duas opções de mensagens que podem ser usadas para automatizar o envio de promoções. Porém, o envio desse formato pode gerar complicações na hora da aprovação. Então, tome cuidado para não extrapolar.

Respostas automáticas

Outra opção que pode ser programada por meio desse recurso é o de respostas automáticas. Esse recurso é fundamental para alcançar os benefícios que citamos no início do texto. Você consegue programar mensagens como:

  • Olá, obrigado pela mensagem. Nosso time responderá sua dúvida assim que possível;
  • Oi, cliente! Estamos fora do expediente de trabalho. Mas não se preocupe, pois logo esclarecemos todas as suas questões.

Esse tipo de mensagem é o suficiente para acalmar o consumidor e para ele saber que a sua empresa está interessada em atender as demandas dele. Portanto, é super válido colocar em prática essa automatização no WhatsApp.

Informações gerais sobre um pedido

Uma terceira possibilidade de template que pode ser usada pela empresa no atendimento do cliente é referente a atualizações de pedidos. Por exemplo, imagine que você trabalha em um restaurante que faz entregas. Ao usar esse recurso, pode encaminhar mensagens avisando que o pedido saiu para o endereço do lead.

O mesmo acontece com e-commerces, os quais podem atualizar os pedidos com frequência e indicar quais são as principais informações sobre o andamento do pedido de um cliente.

Esse tipo de atualização tende a melhorar a jornada de consumo e tornar a experiência encantadora. Consequentemente, os indivíduos têm maior potencial de fidelização e de aumentar o valor de ticket médio.

Como funciona o HSM Whatsapp de maneira estratégica para seu negócio?

Por meio dessa ferramenta, você consegue automatizar os fluxos de trabalho, potencializar suas vendas e oferecer um excelente suporte para os clientes que já foram conquistados por sua marca.

Antes de utilizar o HSM, vale a pena entender quais mensagens serão enviadas por meio dele. As mais comuns envolvem a atualização sobre pedidos, avisos de entregas, ofertas especiais e demais tipos de contatos.

Após estabelecer quais os tipos de mensagem que sua marca utilizará, vale a pena estabelecer uma boa base de dados dos clientes ou leads que devem receber esse contato. Dados como o número de telefone, nome, histórico de compras e demais registros podem facilitar o envio de mensagens personalizadas e alinhadas ao perfil de compra de cada um.

Por fim, basta utilizar as mensagens para automatizar o envio de contatos com o cliente, realizando vendas pelo próprio aplicativo, além de monitorar os resultados obtidos por meio dessa ferramenta.

O uso de inteligência artificial e machine learning, além de recursos como o HSM WhatsApp, tem potencial para otimizar o suporte oferecido pela empresa. Consequentemente, consegue-se obter todas as vantagens que apresentamos ao longo deste texto. Portanto, vale a pena avaliar o uso desse recurso no suporte da sua empresa.

Quer saber mais sobre como melhorar o desempenho da empresa? Então, conheça as principais soluções para otimizar a performance e gerar demanda agora mesmo!

Venda mais! Conheça estratégias de SEO em datas sazonais

Com o mercado cada vez mais competitivo, é fundamental que as empresas se destaquem no meio digital, especialmente em datas comemorativas. Para isso, é essencial entender a importância do SEO sazonal e como aplicá-lo em sua estratégia de marketing digital.

Neste artigo, abordaremos diversas estratégias para otimizar SEO para datas comemorativas, desde a criação de conteúdo relevante com antecedência, utilização de palavras-chave long tail, até adaptações no layout do site e criação de FAQ exclusiva e redirecionamento para landing pages.

Continue a leitura e confira!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é o SEO sazonal?

O SEO sazonal é uma estratégia de otimização para mecanismos de busca que se concentra em datas comemorativas e sazonais para aumentar a visibilidade e atrair tráfego qualificado para o seu site. Ao contrário do conteúdo evergreen, que é atemporal e não tem relação com datas específicas, o SEO sazonal tem um tempo limitado de relevância e é criado para atender às demandas de eventos sazonais, como o Dia das Mães.

Enquanto o conteúdo evergreen é importante para manter o tráfego constante ao longo do ano, o SEO sazonal pode ser uma oportunidade valiosa para empresas aumentarem o tráfego, as conversões e, consequentemente, seus lucros durante períodos de alta demanda. Com a estratégia de SEO adequada, é possível criar conteúdo relevante para cada ocasião, usando palavras-chave relacionadas e atraindo público qualificado.

No entanto, é importante lembrar que a estratégia de SEO sazonal deve ser bem planejada e executada com cuidado. As palavras-chave devem ser escolhidas com cautela e o conteúdo criado deve ser de alta qualidade e relevância para o evento em questão. Além disso, é fundamental evitar a repetição excessiva das palavras-chave e seguir as melhores práticas de SEO para alcançar um bom resultado.

Fatores que influenciam as compras dos consumidores

Existem diversos fatores que podem influenciar as compras dos consumidores. Entre eles, podemos citar:

  • qualidade do produto;
  • preço;
  • facilidade de uso;
  • design;
  • marca;
  • promoções;
  • experiências anteriores com a empresa.

Além disso, outros fatores podem ser determinantes na hora de escolher entre uma marca ou outra, como a reputação da empresa, sua presença nas redes sociais, a opinião de amigos e familiares, a disponibilidade de informações claras e precisas sobre o produto, entre outros.

Um fator que vem ganhando cada vez mais importância na decisão de compra dos consumidores é a experiência do cliente. Assim, a forma como uma empresa atende, trata e soluciona problemas pode ser um fator determinante para a fidelização do cliente. Por isso, é fundamental investir em um atendimento de qualidade, que seja rápido, eficiente e personalizado.

Outro fator que tem se mostrado importante é a sustentabilidade. Cada vez mais consumidores se preocupam com o impacto ambiental dos produtos que compram e buscam empresas que adotem práticas mais sustentáveis.

Sendo assim, os fatores que influenciam as compras dos consumidores são muitos e variados. É importante que as empresas estejam atentas a esses fatores e invistam em estratégias que possam atender às demandas dos clientes, desde a qualidade do produto até a experiência do cliente e a sustentabilidade.

Como aplicar SEO em datas sazonais para vender mais?

Para aplicar SEO em datas sazonais e vender mais, é importante entender que cada data comemorativa tem suas próprias características e tendências de busca, que podem influenciar significativamente o comportamento dos consumidores.

Portanto, é essencial planejar e preparar as estratégias de SEO com uma boa antecedência para que elas estejam bem posicionadas nos resultados de busca antes da data.

Construir ou atualizar conteúdo pelo menos dois meses antes da data comemorativa

Uma das principais estratégias para aplicar SEO em datas sazonais é criar ou atualizar o conteúdo com, pelo menos, dois meses de antecedência. Dessa forma, é possível criar conteúdos relevantes e otimizados para as palavras-chave relacionadas à data comemorativa, a fim de facilitar que os usuários encontrem o conteúdo do seu site quando realizarem pesquisas em buscadores como o Google.

Para construir ou atualizar o conteúdo com antecedência, é importante entender quais são as datas sazonais relevantes para o seu negócio e, a partir disso, definir quais palavras-chave são mais importantes para o seu público-alvo naquela data específica.

Dessa forma, você pode criar um plano de conteúdo para incluir em seu site ou blog, visando gerar tráfego orgânico e aumentar as chances de conversão.

Além disso, é essencial que o conteúdo criado seja útil e relevante para os usuários, oferecendo informações que possam ajudá-los a tomar decisões ou solucionar problemas relacionados à data sazonal em questão. Dessa forma, você cria uma relação de confiança com o seu público, que pode se converter em vendas futuras.

Utilizar palavras-chave long tail

Para aplicar SEO em datas sazonais, é fundamental utilizar palavras-chave long tail específicas para o seu negócio. Por exemplo, se você vende chocolates, pode utilizar a palavra-chave “presente de páscoa personalizado” em vez de apenas “páscoa”, o que ajuda a direcionar o conteúdo para pessoas que procuram exatamente o que você oferece.

Além disso, é importante realizar uma pesquisa de palavras-chave para identificar as mais relevantes e incluí-las de forma estratégica nos conteúdos a serem produzidos ou atualizados.

Não utilizar datas nas URLs

Um erro comum na hora de criar conteúdo para datas sazonais é incluir a data comemorativa na URL. Isso pode parecer uma boa ideia à primeira vista, mas a longo prazo pode ser prejudicial para a estratégia de SEO.

Isso ocorre porque as datas são temporárias, e a inclusão delas na URL pode fazer com que ela precise ser atualizada todos os anos. Isso gera problemas de manutenção e redirecionamento de URLs antigas. Por isso, é recomendado que você escolha URLs que sejam mais genéricas e atemporais, utilizando palavras-chave relacionadas à data comemorativa, mas sem incluir a data em si.

Assim, com o passar dos anos, quando você atualizar o conteúdo, não precisará alterar a URL e nem efetuar redirecionamentos.

Entenda como as datas podem influenciar no seu negócio

Entender como as datas sazonais podem influenciar o seu negócio é essencial para a sua estratégia de SEO. Isso envolve compreender as expectativas e demandas dos consumidores em relação a cada data comemorativa e adaptar sua estratégia de marketing e vendas de acordo.

Por exemplo, em datas como Dia dos Namorados, é importante oferecer produtos e serviços que atendam aos desejos do público romântico, enquanto no Dia das Mães o foco deve estar em produtos que agradem às mães e reflitam o amor e cuidado por elas.

Ao considerar esses aspectos, você pode otimizar seu conteúdo para a intenção de busca do usuário e aumentar as chances de conversão em vendas.

No e-commerce, adapte o layout à data

No caso do e-commerce, adaptar o layout do site à data comemorativa pode ser uma estratégia eficaz para criar uma experiência de compra mais atraente e personalizada para os consumidores. É possível incluir elementos visuais como banners, pop-ups e imagens temáticas que destaquem as ofertas e promoções especiais relacionadas à data.

Além disso, é importante garantir que a navegação no site esteja clara e fácil de usar, para que os usuários encontrem os produtos que desejam com facilidade. Essas adaptações ajudam a gerar mais tráfego para o site, aumentando as chances de conversão e vendas.

Outras boas práticas de SEO sazonal

Além das estratégias já mencionadas, existem outras boas práticas que podem ser adotadas para otimizar o SEO sazonal do seu site. Uma delas é criar uma seção de FAQ exclusiva para datas comerciais, onde você pode responder às perguntas mais frequentes dos clientes sobre a data em questão, seus produtos e serviços relacionados, bem como as promoções e ofertas especiais.

Ao criar uma FAQ exclusiva para datas comerciais, você está fornecendo informações relevantes e úteis aos usuários, o que pode aumentar a probabilidade de eles permanecerem mais tempo no site e retornarem futuramente. 

Outra boa prática é redirecionar os usuários para landing pages específicas para cada data comemorativa. Essas páginas podem ser otimizadas com palavras-chave relevantes, informações sobre produtos e serviços relacionados à data e ofertas especiais. 

Conclusão

Então, o SEO sazonal é uma estratégia importante para aumentar o tráfego e as vendas do seu site em datas comemorativas. Sendo necessário adaptar o conteúdo e a estratégia de marketing para cada data, utilizando palavras-chave relevantes, criando conteúdo exclusivo e personalizado, e adaptando o layout do site para gerar mais engajamento e conversões.

Se você precisa de ajuda para criar conteúdo otimizado para SEO sazonal, o WriterAccess pode ser uma ótima solução.

Nossa plataforma conecta você a uma equipe de redatores especializados em SEO, prontos para criar e atualizar conteúdos exclusivos e personalizados para a sua empresa. Cadastre-se agora e experimente grátis por 14 dias.

Como fazer automação de WhatsApp para o seu negócio decolar?

Quantas vezes você já se surpreendeu com o poder das redes sociais? A automação de WhatsApp é um recurso que transforma o marketing no WhatsApp em uma estratégia de sucesso. As possibilidades de aplicação são inúmeras e o custo-benefício é excelente.

Se as redes sociais já se transformaram em tendência de vendas, o WhatsApp é a mina de ouro para trabalhar com o público brasileiro

Neste artigo falaremos sobre como funciona a automação de WhatsApp, as vantagens para sua marca apostar nessa estratégia e quais recursos estão disponíveis para essa rede social. Boa leitura!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é o WhatsApp Business

O WhatsApp Business é a conta comercial disponível no WhatsApp. Com o sucesso da mídia, o movimento natural da inserção de empresas fez com que eles oferecessem essa possibilidade.

Dessa forma, ficou mais fácil para que as marcas se expusessem, relacionassem e até mesmo vendessem pelo WhatsApp. Com soluções focadas em micro e pequenas empresas, assim como respostas para médias e grandes corporações, o WhatsApp Business permite:

  • a comunicação com vários clientes usando um mesmo número de telefone (que é o da conta comercial);
  • integração com ferramentas que potencializam o trabalho, como CRMs;
  • gerenciamento de conversas;
  • etiquetas para otimizar a identificação de dados relevantes, como o estágio do cliente no funil de vendas ou outras informações de follow up;
  • ferramentas de mensagem para agilizar a resposta ao usuário. 

Quais são os recursos disponíveis no app

Para aproveitar os benefícios disponíveis, o primeiro passo é transformar seu WhatsApp em conta comercial, ou WhatsApp Business. Em seguida, você terá à sua disposição todos os recursos liberados gratuitamente para pequenas e médias empresas.

Para negócios de grande porte existem algumas aplicações pagas, como o envio de mensagens de uma mesma conta usada por vários celulares. Neste caso, o custo é por mensagem, o que pode ficar bem caro no final do mês.

Voltando aos recursos liberados para todos com uma conta comercial, podemos destacar uma criação do perfil da empresa, com direito a endereço, telefone, site e até mesmo a marcação de uma localização exata, facilitando aos clientes encontrarem o ponto de venda.

Outras duas funções que ganham muito poder juntas são a possibilidade de inserir um catálogo da loja e também de receber pagamentos dentro da própria rede social com o recurso do WhatsApp Pay. A disponibilização desses recursos permitiu que todo o funil de vendas acontecesse dentro da rede social, sem a necessidade do usuário sair.

A criação do link para WhatsApp é um recurso igualmente válido, pois ajuda o usuário a entrar em contato com a empresa imediatamente, sem a necessidade de digitar o número ou salvá-lo para ter uma conversa inicial.

Além disso, a empresa também oferece soluções focadas no relacionamento com o público, como as etiquetas, que permitem a organização das conversas, a integração com chatbots e a resposta rápida, que apresenta mensagens automáticas para o público.

A empresa também segue monitorando tendências, otimizando a experiência do usuário e também das contas comerciais. Por isso, vale a pena ficar sempre de olho nas novidades, como foi o caso do lançamento do recurso comunidades no WhatsApp.

Está gostando deste artigo? Veja outros materiais que podem interessar você:

O que é a automação de WhatsApp

A automação de marketing, assim como a automação industrial, consiste em um processo mecânico repetitivo, realizado por máquinas e que substitui a ação humana. Essa é uma inteligência que permite a escalabilidade e redução de erros.

Como o WhatsApp é uma mídia social que permite a troca de mensagens entre pessoas e grupos, a automação do WhatsApp está ligada a esse processo. Ela consiste no envio automático de mensagens para o usuário a partir de um determinado gatilho.

Como ela funciona

O ponto de partida para a automação pode ser o primeiro contato de um usuário com a empresa. Um exemplo clássico desse tipo de mensagens pode ser observado em grandes empresas, como as de telefonia, que apresentam um menu de atendimento quando o cliente envia uma mensagem para o número deles.

Também é possível criar automações a partir de pontos estratégicos. Por exemplo, assim que o cliente concluir uma compra no e-commerce, recebe um WhatsApp automático da marca para facilitar o rastreamento do pedido e o contato com a empresa.

7 vantagens da automação de WhatsApp

Confira a seguir alguns benefícios de apostar na automação do WhatsApp da sua empresa!

  • Redução no tempo de resposta: o consumidor está cada vez mais imediatista e busca respostas instantâneas para seus problemas, dessa forma, será possível oferecer mensagens na hora e encaminhar para o atendimento humano, se for preciso.
  • Autoatendimento rápido: a automação de WhatsApp pode se transformar em uma espécie de FAQ dinâmico, facilitando a navegação do usuário e resolução de dúvidas.
  • Contato do cliente: faça com que sua audiência entre em contato com a marca de forma rápida, eficiente e até mesmo divertida.
  • Escalabilidade: atenda o número de clientes que procuram sua empresa, sem a necessidade de aumentar seu time ou aumentar o tempo de espera.
  • Soluções inteligentes com baixo investimento: você precisa se dedicar à construção da automação e lógica das respostas. É possível executar várias das suas estratégias de marketing, vendas e atendimento com um orçamento limitado.
  • Otimização do funil de vendas: será possível melhorar o relacionamento com o público, qualificando os leads de acordo com o nível de interação e encaminhando-os para o time de vendas na hora certa.
  • Integração com outros sistemas: isso pode potencializar os resultados das suas estratégias, fortalecendo tanto os recursos oferecidos pelo WhatsApp como também os da plataforma integrada, principalmente pela entrega de dados relevantes.

Como fazer a automação de WhatsApp

Se você está gostando das oportunidades que a automação de WhatsApp apresenta para seu negócio, então confira como fazer isso na prática. Descubra o passo a passo para implementar as automações na sua conta e impulsione seus resultados.

Transforme seu perfil em uma conta comercial

Se você ainda não tem uma conta comercial no WhatsApp, então é hora de fazer esse processo. Em seguida, é preciso explorar as opções de apresentação da sua empresa, preenchendo o máximo de campos possíveis.

Adicione dados relevantes como o nome da empresa, endereço físico (se houver), setor de atuação e link do site. Tenha atenção para outras informações importantes, como o horário de funcionamento do seu negócio.

Por um lado, essa informação é fundamental, mas leve em conta que neste período, o público terá a expectativa de um atendimento em tempo real.

Tenha mensagens para primeiro contato e fora do horário comercial

Se você já enviou uma mensagem para alguma conta comercial, é possível já ter se deparado com retorno uma mensagem padrão como: é um prazer receber sua mensagem, nosso horário de atendimento [tal] retornaremos o mais breve possível.

Quando você baixa o WhatsApp Business, é possível inserir um texto de saudação, que será enviado automaticamente quando alguém falar com sua empresa pela primeira vez e também outro para mensagens enviadas fora do horário comercial.

Tenha bem definida a identidade da marca e crie mensagens que vão surpreender seu público. Você pode sair do usual, mas sem perder o foco: apresentar soluções relevantes.

Para empresas que vendem pelo WhatsApp, talvez apresentar o catálogo de produtos seja uma excelente ideia para aumentar as conversões.

Crie respostas automáticas

Com a integração da sua conta do WhatsApp Business com outras plataformas, é possível escrever árvores de respostas, facilitando a navegação do usuário sem a necessidade de um atendimento humano.

Desenvolva diálogos de acordo com as principais conversas que sua empresa tem com a audiência nesse canal.

Lembrando que assim como em outras estruturas de chatbots, é importante oferecer o atendimento humanizado, mesmo que seja o envio de uma mensagem que será respondida em outro momento.

Faça campanhas com mensagens em massa

Outra grande vantagem de integrar a conta comercial do seu WhatsApp com outras ferramentas é a possibilidade de enviar mensagens em massa. Para o marketing, isso viabiliza a execução de campanhas como o envio de cupons de desconto, anúncio de ofertas e promoções.

Essa funcionalidade também permite ao atendimento agilizar a comunicação com o público, levantando dados, enviando pesquisas e enquetes ou mesmo avisando sobre atualizações ou manutenções.

15 plataformas que podem ajudar no processo de automação

Como você deve ter notado, as ferramentas que se integram à sua conta do WhatsApp Business são excelentes soluções para ampliar os recursos e fazer com que os resultados do seu negócio realmente decolem.

Ao pesquisar no mercado, você provavelmente encontrará muitas plataformas que se integram ao WhatsApp e isso pode deixar a pesquisa um pouco sem rumo, pois cada solução agrega um conjunto diferente de recursos. Para encontrar um norte, primeiro você deve entender quais são seus objetivos.

Se você já usa os recursos do próprio WhatsApp Business, por exemplo, é provável que já tenha se deparado com algumas limitações, o que leva a uma clareza do que você precisa.

Uma empresa que deseja explorar os recursos de atendimento como envio de mensagens automáticas e aumento da interação, está mais inclinada a buscar soluções ligadas ao universo dos chatbots e da inteligência artificial.

Por outro lado, se você deseja focar no trabalho da equipe de vendas, insight para o time de marketing e análise de dados, talvez a integração com um CRM seja o mais indicado.

Confira algumas das principais soluções de plataformas que fazem integração com sua conta comercial do WhatsApp:

  • Hubspot;
  • Zenvia;
  • Bitrix24;
  • ZapFácil;
  • RD Station;
  • Salesforce;
  • Spoki;
  • Letalk;
  • Anota AI;
  • Take Blip;
  • Mktzap;
  • Polichat;
  • Suite Share;
  • JivoChat;
  • Maxbot.

Como otimizar a integração do WhatsApp com o CRM

O CRM, ferramenta para Gestão de Relacionamento com o Cliente, tem se popularizado muito por vários motivos.

Talvez o principal ponto seja que hoje a estratégia customer centric ainda é fundamental para garantir bons resultados.

Dessa forma, integrar o WhatsApp Business ao CRM já se trata de uma excelente oportunidade. Para melhorar essa integração, você pode alimentar o CRM com informações atualizadas sobre o contato.

Isso não só otimiza o trabalho de vendas, identificando os estágios do usuário, como também se transforma em uma coleta de informações estratégicas sobre os clientes, como:

  • perguntas frequentes;
  • principais objeções;
  • nível de satisfação com o atendimento;
  • os produtos e a marca de um modo geral.

Por que automatizar seu WhatsApp

Existem muitos motivos que reforçam a importância de automatizar seu WhatsApp. Por exemplo, fica mais fácil realizar a transferência de atendentes, reduzir erros, agilizar o tempo das respostas, oferecer uma experiência de qualidade para seu cliente.

Implementar a automação de WhatsApp é um processo simples, que tem como único requisito a transformação da conta em uma conta comercial.

Como você deve ter notado, é possível fazer muita coisa usando apenas os recursos disponibilizados gratuitamente pela própria rede social. Entretanto, dá para turbinar seus resultados contando com as possibilidades da integração de plataformas, como a criação de mensagens automáticas.

Para ficar por dentro do assunto e explorar ao máximo essa mídia, confira nosso texto sobre WhatsApp Business e saiba usar o app para vender mais!

Auditoria de Vendas: o que é e como fazer

As atividades comerciais são fundamentais para uma empresa ter sucesso. Afinal, não importa o tamanho do seu estoque ou a diversidade dos produtos, se não houver um bom número de negociações. Por isso, é importante investir um tempo na realização de uma auditoria de vendas mais detalhada.

Esse documento permite que você tenha mais clareza sobre todo o processo, os resultados obtidos e para que possa ter uma perspectiva das melhorias que são necessárias.

Pensando no quão importante é esse recurso, organizamos este post detalhado sobre o assunto. Siga a leitura e entenda como fazer uma auditoria de vendas no seu negócio!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é auditoria de vendas?

A auditoria de vendas é um processo utilizado para avaliar as tarefas realizadas na empresa. Por meio dela, é possível compreender quais são os pontos fortes e fracos do setor comercial do negócio e, com isso, investir em melhorias para alcançar resultados incríveis.

Assim, a auditoria de vendas pode ajudar a encontrar pontos irregulares e agir de maneira ágil para corrigi-los, além de analisar se o planejamento elaborado está sendo cumprido. Há mais de um tipo de auditoria de vendas, os quais explicamos, a seguir:

  • externa: é realizada por membros que não fazem parte da empresa. Por exemplo, existem consultorias que efetuam esse tipo de trabalho;
  • interna: é desenvolvida pela própria organização e tem o objetivo de implementar melhorias para se destacar no mercado de atuação.

É importante realizar ambas para entender os principais aspectos do negócio e conseguir melhorar os resultados.

Que tal aprender mais sobre como otimizar as vendas do seu estabelecimento? Separamos três artigos que podem ajudar!

Para que serve a auditoria de vendas?

O primeiro passo para implementar a auditoria de vendas e fechar mais negócios na sua empresa já foi dado. Ao compreender o conceito, fica mais simples encontrar maneiras de aplicá-lo no negócio.

Além disso, vale entender para que ele serve. Nesse sentido, a auditoria de vendas é fundamental para assegurar que os processos comerciais da empresa sejam bem planejados. Também é por meio dela que você consegue verificar se os colaboradores estão aplicando o que foi estabelecido.

Outro objetivo importante da auditoria é compreender o que está dando certo na área de vendas e quais são os pontos que podem ser melhorados para aumentar a taxa de fechamento de negócios. Por isso, implementar esse procedimento de tempos em tempos é importante.

Como fazer auditoria de vendas?

Agora que você já sabe o que é e para que serve a auditoria de vendas, que tal descobrir quais são os principais passos que podem ser usados para fazê-la de maneira eficaz? A seguir, listamos várias etapas relevantes que vão ajudar a colocar esse conceito em prática. Vale a pena continuar a leitura e conferir!

Defina o formato

A primeira etapa que você precisa efetuar para implementar a auditoria de vendas em sua companhia é definir o formato dela. Por exemplo, é possível realizar uma auditoria externa ou interna. Além disso, também é viável realizar a auditoria em todos os pontos de vendas ou apenas em poucos por vez.

Outro ponto relevante é estabelecer prazos para completar a auditoria. Assim, a equipe responsável sabe quando precisa terminar todo o processo.

Também é necessário estipular quando ela vai ser feita novamente. Em geral, é importante desenvolver auditorias periodicamente para manter o acompanhamento dos processos.

Ainda vale a pena estabelecer um dos colaboradores para ficar responsável por essa tarefa tão importante. Encontre um membro do seu time que apresente os conhecimentos relevantes para desenvolver a auditoria com eficiência. Normalmente, escolhe-se o líder do time de vendas.

Defina quais pontos devem ser auditados

Como você pode ver, é possível fazer a auditoria por completo ou apenas de uma parte. Nesse sentido, caso sua escolha seja por auditar somente algumas tarefas, é preciso estabelecer quais serão elas.

Isso é comum em empresas que apresentam uma estrutura comercial muito grande. Assim, é feita a auditoria em etapas, escolhendo um setor por vez. Dessa forma, é possível entrar em mais detalhes e avaliar todos os pontos que podem ser otimizados para melhorar a lucratividade da empresa.

Por exemplo, uma prática recorrente é se reunir com o gerente de vendas para entender quais são as áreas que apresentam mais dificuldades e desafios. Assim, é possível focar a resolução dos problemas dela para que, então, passe para outro processo da parte comercial da empresa.

Escolha boas ferramentas

Entender quais são as ferramentas importantes na hora de efetuar a auditoria é essencial para conseguir identificar os principais aspectos do negócio que precisam ser melhorados ou evidenciados. Nesse sentido, existem diversas opções que você pode aplicar na hora de desenvolver essa tarefa.

Por exemplo, é possível usar uma ferramenta mais simples e barata, como as planilhas eletrônicas. Porém, elas podem proporcionar dificuldades na análise e acabar atrapalhando o desenvolvimento. Então, essa alternativa deve ser usada apenas caso falte orçamento.

Outra opção são os sistemas tecnológicos, que contam com um grande potencial de armazenamento e tratamento de dados. Nesse sentido, se a sua empresa utilizar um CRM, pode ter mais informações relevantes na hora de entender os problemas da área de vendas.

Isso porque, por meio dele, é possível verificar relatórios, entender como está sendo usada a estratégia de email marketing e outros pontos relevantes.

Estabeleça o que vai ser analisado

Além de estabelecer quais serão as áreas avaliadas na empresa, também é preciso estipular processos que podem ser auditados. Existem diversos procedimentos importantes no setor de vendas e, ao descobrir e corrigir os problemas que apresentam, você consegue otimizá-los.

Por exemplo, é viável observar se o funil de vendas do negócio está bem desenhado. Além disso, pode-se avaliar as ferramentas utilizadas pelo seu time e analisar se não há novas opções no mercado que vão ajudar a melhorar os resultados.

Outro ponto relevante diz respeito à capacitação dos colaboradores. É importante estudar se eles contam com as habilidades relevantes para fechar mais negócios e estabelecer treinamentos que os ajudem a ter mais facilidade na hora de vender. Esses são alguns dos pontos que você pode verificar na sua análise.

Escolha um auditor

Essa etapa é utilizada para definir quem será o responsável por fazer a auditoria de vendas na sua empresa. Como dito, pode ser um agente externo, como um consultor de empresa especializada, ou então, um membro do seu time.

Nesse último caso, o comum é que o líder da área de vendas seja responsável por coordenar toda a operação. Porém, isso não é uma obrigação e você pode escolher colaboradores que contem com as habilidades essenciais para desempenhar tal papel.

Tenha um checklist

Existem diversos elementos que devem estar presentes em sua auditoria de vendas. Cada um desses itens, necessariamente, estão ligados à forma como a empresa gera valor para o público, a experiência de compra, a relação com o cliente e demais fatores que são fundamentais para mapear o processo de vendas.

Por isso, vale a pena criar um checklist com o que deve ser observado em cada auditoria. Vale destacar que quanto mais conciso e direto for esse conjunto de tópicos, é mais fácil evitar erros ou números incorretos.

Entre os tópicos mais comuns para incluir no checklist, podemos destacar:

  • verificação do desempenho das vendas em comparação com o orçamento e as metas anteriores;
  • revisão dos relatórios de vendas e de produtos;
  • análise das políticas de preços e descontos;
  • avaliação das práticas de cobrança e pagamento;
  • checagem das formas de pagamento, inclusive, cartão de crédito;
  • considerações sobre as reclamações dos clientes;
  • análise da existência de problemas de integridade, ética ou de conformidade.

Implemente as melhorias

A inclusão de melhorias faz parte do processo de otimização de qualquer protocolo dentro de uma empresa. Nesse quesito, você pode iniciar por meio do ajuste no sistema de rastreamento de vendas.

Para tornar sua auditoria mais eficiente, vale a pena ter um sistema de rastreamento de vendas que possa acompanhar todas as transações, a fim de garantir que sejam contabilizadas corretamente.

Isso pode incluir a implementação de um sistema de controle de estoque que registre todas as entradas e saídas, assim como a criação de relatórios de vendas que possam ser analisados regularmente.

Para que as melhorias sejam mantidas, também é válido criar políticas e procedimentos que sejam padronizados. Isso pode ser feito por meio da inclusão de regras de verificação de dados, acompanhamento de documentos e outras medidas de segurança para garantir que a auditoria seja feita de forma precisa e completa.

Por fim, é importante treinar a equipe para que todos entendam as mudanças que a auditoria propõe, além de compreender os diferentes processos implementados.

Isso inclui ensinar como usar o sistema de rastreamento de vendas, como interpretar relatórios de vendas e como identificar erros e inconsistências.

Quais são as vantagens da auditoria de vendas?

Time comercial debatendo ideias à mesa
Créditos: Freepik

Criar esse tipo de documento pode exigir um grande esforço, não é mesmo? Então, descubra quais são os principais benefícios de realizar esse tipo de verificação nas atividades comerciais da empresa.

Aumenta a precisão dos relatórios de vendas

Ao adotar todos os cuidados listados anteriormente, você garante que os relatórios de vendas sejam precisos e confiáveis. Isso é importante para o desenvolvimento de estratégias de marketing eficazes e para que os relatórios financeiros sejam auditados corretamente.

Afinal, é preciso de informações reais e atualizadas para entender as dinâmicas de mercado e como a equipe de marketing pode atuar para aumentar as vendas do time.

Portanto, criar relatórios corretos é imprescindível para ter segurança nas etapas seguintes do seu planejamento estratégico.

Reforça o senso de responsabilidade dos funcionários

Uma auditoria de vendas oferece um meio para que os funcionários de uma empresa permaneçam responsáveis por seus resultados. Saber que os dados serão revisados faz com que cada membro da equipe tenha mais cuidado na hora de realizar seus registros.

Isso ajuda a criar uma cultura de trabalho melhor, em que cada funcionário se sente responsável pelo sucesso da empresa. Desse modo, há um vínculo de confiança entre os colegas de trabalho, oferecendo melhores condições para o desenvolvimento de projetos conjuntos envolvendo o setor comercial, o financeiro e o de marketing.

Otimiza o processo de vendas

Por meio de uma visão mais clara do atual processo de vendas, sua equipe consegue identificar pontos fortes e fracos. Desse modo, é possível coletar informações de valor para que a equipe publicitária possa trabalhar.

Caso a auditoria aponte para um baixo desempenho de algum produto, o time de marketing pode trabalhar na divulgação, na quebra das objeções dos clientes e demais aspectos que possam melhorar os resultados em vendas. 

Por meio desse trabalho, também é possível identificar e corrigir problemas com o processo de pagamento, serviço ao consumidor, entrega e outros. Isso se traduz em melhores resultados de vendas e um aumento da satisfação do cliente.

Detecta fraudes e erros de contabilidade

Um problema menos comum, mas ainda existente, refere-se aos erros ou fraudes que podem ser registrados nos relatórios de vendas. Nesse quesito, a auditoria é fundamental para fazer o cruzamento de dados e validar as informações que foram registradas.

Isso pode ajudar a evitar prejuízos financeiros e outros problemas que podem afetar o desempenho financeiro da empresa. Além disso, para quem está em busca de sócios ou algum meio de financiamento externo, a auditoria de vendas é um documento importante de validação dos resultados, oferecendo melhores chances de negociar para obter recursos.

Viu como a auditoria de vendas é um trabalho essencial para garantir que seus registros estejam alinhados com a realidade? Esse tipo de cuidado contribui diretamente para que a empresa se torne organizada e que os colaboradores realizem suas atividades com mais responsabilidade. No longo prazo, representa ganho de competitividade e aumento do valor de mercado.

Quer saber como melhorar seus resultados? Então, confira 4 ideias de marketing para vendas!

Como criar um Blog de Afiliados? Um guia para alavancar seus resultados!

Se você está se perguntando como criar um blog de afiliados, com certeza já deve saber que essa é uma forma eficiente de oferecer mais informações sobre os produtos que comercializa, não é mesmo?

Os blogs fazem parte das estratégias de marketing de conteúdo, e são responsáveis por educar as personas do negócio, fazendo com que elas passem pelo funil de vendas com maior agilidade, o que facilita o fechamento do negócio, além de gerar autoridade para a marca.

Por isso, se você quer ganhar dinheiro como afiliado, vale a pena direcionar os seus esforços de escrita para criar mais autoridade para o produto e, consequentemente, elevar as vendas, o que torna o seu trabalho como afiliado mais lucrativo!

Para ajudar você a saber como criar um blog, preparamos este artigo. Acompanhe!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é um blog de afiliado e quais as suas vantagens?

Um blog de afiliados é uma plataforma online onde você pode abrigar conteúdos produzidos em massa e, com isso, é possível gerar tráfego orgânico qualificado, otimizando o fechamento das vendas.

Há alguns anos, os blogs eram vistos como ferramentas pessoais, para compartilhar experiências e vivências do dia a dia, servindo como uma espécie de diário.

Contudo, devido à transformação digital e o acesso cada vez maior da população aos conteúdos online, os blogs se tornaram ferramentas estratégicas para o fechamento de negócios.

Separamos alguns conteúdos que você pode se interessar:

Eles são capazes de conferir diversas vantagens para as marcas, o que inclui os afiliados. Acompanhe!

Maior autoridade de mercado

Na hora de criar um blog para afiliado, você deve pensar em escrever conteúdos de alta qualidade, e que colabore para que o público-alvo do negócio resolva seus problemas. Dessa forma, é possível educar esse público sobre as soluções oferecidas pelo seu produto, conquistando mais autoridade no mercado.

Aumenta o tráfego e reconhecimento para a marca

Criar um blog para afiliados é uma forma eficiente de atrair visitantes de maneira orgânica para a sua página. E aqui a lógica é simples: quanto mais pessoas acessarem o seu blog, maior é a chance de fechamento de vendas.

Educa o mercado

Em especial para aqueles produtos e marcas pouco conhecidos no mercado, o blog pode ser usado como uma estratégia eficiente divulgação. Isso pode ser feito com a produção de conteúdos de qualidade, onde você consiga apresentar para os leads as características e vantagens do produto, usando para isso ainda a criatividade e uma didática e atraente.

Gera oportunidades de negócios

Ser encontrado no Google é uma grande oportunidade para fechar negócios. Basta você pensar em quantas vezes você já procurou no buscador uma solução para um problema.

O que aconteceu? Você acabou comprando um produto ou contratando um serviço, certo? Assim, utilizando as estratégias corretas, é possível alcançar uma audiência altamente qualificada e vender mais!

Resultados permanentes

Uma boa estratégia na hora de pensar nos conteúdos para o seu blog é pensar em materiais evergreen, ou seja, aqueles que trazem temas atemporais e que estão sempre atualizados.

Com isso, a menos que você tire o blog do ar, os conteúdos ficarão disponíveis permanentemente. Com isso, você também cria autoridade e continua atraindo visitantes, por meio das buscas orgânicas.

Passo a passo para criar um blog para afiliados

Agora que você já sabe o que é blog de afiliados e suas vantagens, veja a seguir como criar um!

1. Escolha o nicho de mercado no qual vai trabalhar

Trabalhar com um nicho de mercado ajuda você a focar nas ações necessárias para atrair os clientes mais aderentes ao produto em questão. Assim, você pode integrar o blog nas suas estratégias de marketing de afiliados, gerando mais oportunidades para fechar negócios.

Nessa fase será necessário conduzir pesquisas e saber quantos potenciais concorrentes já atuam no mercado, e quais campanhas de afiliados estão disponíveis. Lembrando que, quanto menos concorrência, melhor. Uma forma de ampliar o seu nicho de mercado é escolher diversos tópicos que possam se relacionar, como, por exemplo, viagens, restaurantes, transporte aéreo, entre outros.

2. Contrate domínio e hospedagem do seu blog de afiliados

Após definir o nicho de mercado para o seu blog para afiliados, é chegada a hora de escolher o nome da plataforma e, para isso, também é necessário verificar se esse nome está disponível para uso. 

Em se tratando de blog para afiliados, o mais indicado é escolher um nome que tenha afinidade com o seu nicho, ou mesmo que se refira ao nome do produto digital ao qual você é afiliado. O importante aqui é que esse nome seja o mais simples possível, tenha relação com os assuntos abordados, seja fácil de gravar e, claro, esteja disponível para registro. 

Outro ponto fundamental é escolher um serviço de hospedagem do seu site. A boa notícia é que você consegue usufruir de serviços gratuitos, sem que para isso tenha de fazer investimentos.

Contudo, neste caso, a sua URL não pode ser personalizada e isso pode colocar em xeque a credibilidade do blog, o que não é positivo.

É por essa razão que o mais indicado na hora de criar um blog para afiliados é fazer esse pequeno investimento, que passa mais segurança para o seu público de relacionamento, aumentando a sua autoridade como afiliado.

3. Use uma plataforma de CMS intuitiva como o WordPress

Para criar um blog de afiliados, você vai precisar escolher uma plataforma de CMS, e a mais indicada no mercado é o WordPress, e o motivo é simples: possui recursos completos e também é a maior disponível atualmente.

4. Customize o layout do blog

Na hora de criar um blog para afiliados, é importante pensar na experiência que você deseja oferecer para o usuário, e é por essa razão que você vai precisar investir um tempo na personalização da plataforma.

Mas, não se preocupe, pois plataformas como Wix e WordPress disponibilizam uma gama muito grande de temas gratuitos que você pode usar para criar o seu blog de afiliados.

Aqui vale a pena ficar atento e verificar se o layout escolhido é responsivo, ou seja, adapta-se a diferentes dispositivos de forma rápida, o que impacta de forma direta nos resultados de ranqueamento do seu site. 

5. Considere as preferências do seu público na hora de escrever os conteúdos

Para que você consiga fazer com que o seu blog cresça no seu número de acessos, é muito importante levar em consideração as preferências do seu público.

Para tanto, você pode fazer uso de estratégias de tráfego orgânico, como o SEO. Dessa forma, você aumenta as chances do seu conteúdo aparecer nas primeiras posições do Google.

Para saber o que o seu público pesquisa, é possível realizar pesquisas de palavras-chave para blog, utilizando algumas ferramentas. Confira a seguir algumas delas!

6. Desenvolva um calendário editorial

Manter uma frequência de postagens é muito importante para você fidelizar a sua audiência. Mas, é certo que nem sempre a sua criatividade estará em alta, não é mesmo? É por essa razão que contar com um calendário editorial é tão importante.

Com ele, você tem uma visão a médio e longo prazo, considerando o mês ou o trimestre, por exemplo. Assim, você pode fazer publicações considerando datas comemorativas, a sazonalidade das vendas, mesclar conteúdos de educação da persona, considerando a estratégia de inbound marketing, entre outros fatores.

7. Crie um banco de publicações

Com o calendário editorial definido, comece a escrever os primeiros artigos até ter uma quantidade suficiente para entregar conteúdo de valor de forma recorrente. Você pode estabelecer, por exemplo, publicar um a dois artigos semanais.

Quanto mais eficiente forem as suas publicações, maiores as chances de seguirem seus links de afiliados e você fechar vendas. Para gerar autoridade, você vai precisar pesquisar bastante os assuntos e também conhecer a fundo o produto que você está comercializando.

8. Coloque seu blog no ar

Definidos o nome do blog e hospedagem, layout e conteúdos prontos, chegou a hora de colocar o seu blog de afiliados no ar. Você consegue fazer isso facilmente usando as funcionalidades das plataformas CMS. O cuidado aqui é pensar em estratégias de marketing digital para atrair usuários para o seu blog.

Para tanto, será preciso apostar em estratégias de marketing online, o que envolve gerar conteúdos também para as redes sociais, envio de newsletter, otimizações SEO, e por que não, investir em tráfego pago para tornar o seu blog de afiliados ainda mais conhecido. 

A estratégia de mídia paga deve ser considerada porque o alcance orgânico dessas mídias é limitado, logo, ações envolvendo Social Ads são fundamentais. Além disso, com o tráfego pago você consegue alcançar perfil do seu público-alvo com mais eficiência, atraindo para o seu blog um público mais qualificado para trabalhar estratégias de conversão.

Vale lembrar ainda que o e-mail marketing é parte integrante da estratégia de nutrição de leads, sendo usada como um recurso bastante eficiente no marketing digital, assegurando bons resultados.

Dicas bônus

Para otimizar ainda mais as suas estratégias na hora de criar um blog de afiliados, é bom que você conte ainda com algumas dicas para ter sucesso na sua estratégia. Veja a seguir!

  • Deixe os links mais visíveis usando fontes em negrito;
  • Não use muitos links: menos é mais;
  • Faça as palavras e frases serem “clicáveis” colocando textos-âncora;
  • Organizar os links utilizando encurtadores de link como Google Shortener, Bitly, etc.

Viu como criar um blog de afiliados não é uma missão tão difícil quanto você imaginava? Colocando essas dicas em prática, todo o processo fica muito mais fácil!

Se você gostou deste artigo sobre como criar um blog de afiliados, confira também Descubra como ser um afiliado e comece a vender produtos digitais!

Como crescer as vendas no Instagram? Veja 5 dicas infalíveis!

Com a transformação digital e o acesso cada vez maior da população à internet, as vendas online conquistaram um espaço significativo no mercado. Para você ter uma ideia, somente em 2021, as vendas no e-commerce somaram mais de R$ 182,7 bilhões, um crescimento de mais de 27% em relação ao ano anterior. É por isso que muitos gestores de marketing se perguntam como crescer as vendas no Instagram.

Isso acontece porque essa rede social tem se mostrado eficiente para direcionar os usuários para as plataformas de vendas, além de promover mais interação e engajamento com as marcas. Contudo, para obter sucesso nas vendas com a ajuda do Instagram, é preciso contar com as estratégias certas.

Para ajudar você a entender como crescer as vendas no Instagram, preparamos este artigo. Acompanhe!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

A importância do Instagram para as vendas

Desde que foi criado em 2010, o Instagram tem conquistado cada vez mais a preferência do usuário. Seja para lazer, entretenimento ou como ferramenta de vendas, a visibilidade da plataforma é incontestável. Segundo o report da We Are Social e da Hootsuite, essa é a terceira rede social mais usada no Brasil em 2022, com 122 milhões de usuários.

Globalmente, já são mais de 1,45 bilhões de usuários usando o instagram, compartilhando fotos e vídeos em diversos formatos.

Contudo, para que a rede social traga resultados efetivos, é necessário contar com uma estratégia de marketing digital eficiente, o que requer contar com um planejamento para oferecer conteúdos de qualidade e também se comunicar de forma mais efetiva com o público da marca.

 Separamos aqui alguns artigos que podem te interessar:

Como compreender o seu público para vender no Instagram

Para ter resultados mais efetivos de vendas no Instagram da sua marca, sua estratégia deve ir além da conquista de seguidores. Será necessário criar personas, ou seja, representações do seu cliente ideal. 

Uma pesquisa no Instagram dos concorrentes também irá ajudá-lo a compreender o comportamento do público, e você ainda poderá tirar ideias de quais conteúdos podem ser gerados.

Além disso, o estudo da concorrência ajuda a descobrir se há lacunas ou segmentos de público que você não havia considerado no início da sua estratégia de marketing no Instagram.

Para otimizar esse trabalho, você pode contar com a ferramenta Phlanx Influencer Auditor. Embora ela seja destinada à pesquisa de influenciadores, também pode ser usada de forma estratégica para que você possa analisar seus concorrentes

Para tanto, você deve inserir seu identificador de mídia social e o sistema irá gerar um relatório de auditoria abrangente de sua conta. Assim, você terá à sua disposição dados relevantes como público, localização dos seguidores, menções à marca e outros dados demográficos.

Para entender melhor o seu público, você ainda pode fazer uso de ferramentas de escuta de mídia social como o Sprout Social. Com ela, você pode fazer a identificação de conversas em seu setor e em relação a determinados tópicos.

Com essas informações, é possível compreender os interesses do seu público e sobre os assuntos que mais o interessam.

Uma outra forma de identificar as preferências do seu público é apostar nas caixinhas de pergunta. Com essa interação, você pode descobrir as preferências do seu público-alvo com facilidade.

 5 dicas de como aumentar as vendas no Instagram

Aumentar as vendas no Instagram exige estar atento às demandas de mercado e ao comportamento do consumidor, além de usar recursos como a landing page no Instagram. Com isso em mente, é possível ainda investir em outras estratégias. Acompanhe a seguir!

1. Tenha uma conta comercial

O primeiro passo para você crescer as suas vendas no Instagram é apostar em uma conta comercial. Com ela, você tem acesso a recursos e ferramentas exclusivas para otimizar a sua página e alcançar os melhores resultados.

Caso a sua marca já possua uma conta e você deseje migrá-la para uma conta comercial, o processo é bem simples. 

  • Acesse “Configurações”, clique em “Conta” e toque na opção “Mudar para conta profissional”;
  • selecione a categoria que melhor representa a sua empresa;

Está feito! Com a sua conta comercial, você tem acesso a relatórios exclusivos sobre o comportamento do seu público-alvo, e ainda tem acesso a informações importantes, como dados sobre alcance, impressões e interações semanais. Ainda é possível verificar o desempenho das suas publicações no feed e dos seus stories.

2. Mantenha o seu perfil completo e atualizado

Otimizar a sua página é fundamental para atender o cliente com agilidade e evitar que ele vá para a concorrência. Por isso, quanto mais informações você conseguir transmitir no seu perfil, mais ágil será o atendimento e, consequentemente, maiores as chances de conseguir efetivar uma venda.

Assim, disponibilizar o link para o site da sua empresa, WhatsApp e também apostar em uma biografia original é fundamental para o sucesso das atividades.

Uma bio de Instagram que converte é aquela que é capaz de resumir o propósito do seu negócio de maneira criativa, promovendo a reflexão da personalidade da sua marca. 

Para humanizar o contato, você pode fazer uso de emojis e outros recursos gráficos permitidos pela plataforma, isso, claro, se fizer sentido para o seu negócio. Se você quiser disponibilizar vários links, pode fazer isso geradores gratuitos, como o Nuv.link.

3. Crie conteúdo de valor 

Que a concorrência é bastante feroz nas redes sociais, não é segredo para ninguém, não é mesmo? Logo, para destacar a sua marca de uma avalanche de informações, é aconselhável apostar na criação de conteúdos de valor, ou seja, que de fato sejam capazes de agregar à experiência de compra do cliente.

Para criar e disponibilizar conteúdos relevantes, você pode criar um calendário de postagens, que o ajudará a ter uma visão geral dos conteúdos disponibilizados em determinado período de tempo. 

Para tanto, você pode considerar as datas comemorativas do ano, datas importantes para o seu nicho de mercado, atualidades, outras informações que sejam interessantes para o seu público-alvo.

Com essa organização dos conteúdos, fica mais fácil produzi-los, mesmo naqueles momentos em que existe um bloqueio criativo.

4. Use todo o potencial dos stories

O recurso dos stories do Instagram, lançado em 2016, tem se mostrado uma ferramenta interessante para interação com o público. O conteúdo fica disponível por 24 horas, conferindo mais dinamismo para a sua página. Para você ter uma ideia da importância desta ferramenta, 58% dos usuários do Instagram preferem ver stories do que publicações no feed

Mas, caso você queira aproveitar conteúdos que fizeram sucesso nos stories, ainda pode salvá-lo e colocá-lo no feed, ou fixá-lo no seu perfil. Os destaques ficam localizados abaixo da biografia do perfil e podem ser completamente personalizados. 

Você pode aproveitar o espaço dos stories para:

  • criar abas de conteúdo institucional;
  • compartilhar dicas sobre produtos;
  • informações sobre o site;
  • mostrar opiniões de outros clientes sobre a sua empresa.

Enfim, são muitas as possibilidades, e você pode usar a imaginação para aproveitar ao máximo esse recurso! 

5. Aposte no Instagram Shopping 

Inaugurado em 2018, o Instagram Shopping torna possível que empresas façam uso de etiquetas de produto em suas publicações. Com esse recurso, é possível disponibilizar o preço da mercadoria e gerar um link que leva ao e-commerce da marca. A ideia dessa funcionalidade é reduzir as distâncias entre marcas e consumidores, configurando como um recurso fundamental para a estratégia de vendas nas redes sociais. Para usar o Instagram Shopping você vai precisar de 4 coisas: 

  • ter uma conta comercial;
  • vender produtos físicos;
  • ter pelo menos 9 postagens; 
  • fazer a associação da conta a um catálogo de produtos do Facebook, utilizando para isso o Gerenciador de Negócios.

Como analisar resultados de vendas no Instagram com o Instagram Analytics.

Assim como acontece com toda estratégia de marketing digital, as ações para crescer as vendas no Instagram também precisam ser analisadas, pois dessa forma, é possível garantir que as ações sejam cada vez mais efetivas.

O primeiro passo para analisar os dados da sua conta comercial no Instagram é estudar as informações disponibilizadas pelo Instagram Insights.

Essa é uma ferramenta muito intuitiva e fácil de usar, e ela confere acesso às métricas das suas principais publicações, a exemplo de:

  • impressões
  • engajamento
  • alcance
  • comentários e outros dados.

Ao estudar esses dados, você pode mensurar o seu desempenho na plataforma, e promover ideais para melhorar o desempenho voltado para vendas. O Instagram Analytics fica disponível apenas no aplicativo mobile e, para acessá-lo, você precisa ter uma conta comercial.

Com tudo certo, basta ir no menu direito superior e clicar na aba “Informações”. Por lá você pode verificar indicadores como alcance e interação.

Viu como crescer as vendas no Instagram é possível? Para isso, além de manter um calendário de conteúdo de valor e recorrente, alinhado com as necessidades da sua persona, você deve estudar a concorrência e também fazer uso de ferramentas para entender melhor a dinâmica da plataforma. Seguindo essas dicas, todo o processo fica muito mais fácil!

Se você gostou deste artigo sobre como crescer as vendas no Instagram, confira também como colocar produtos nessa rede social!