Conheça as melhores alternativas ao ChatGPT no mercado

Encontrar alternativas ao ChatGPT é fundamental para um profissional de Marketing Digital. Afinal, a inteligência artificial se popularizou por atender a diversas necessidades do mercado. 

Para ter ideia, um recente estudo da Price Waterhouse Cooper (PwC) prevê que, até 2030, a IA adicionará mais de 15 trilhões de dólares à economia global e impulsionará economias locais em até 26%. 

No contexto específico do Marketing, tecnologias de IA estão sendo cada vez mais utilizadas para criar conteúdo personalizado e entregar resultados precisos para as marcas. Segundo o relatório State of Marketing 2024, conduzido por líderes do mercado como HubSpot, Litmus, Rock Content e Search Engine Journal, 85% dos profissionais de marketing afirmam que a IA melhorou a qualidade do conteúdo.

Porém, a ferramenta da Open IA não é a única opção disponível. Assim, ao conhecer outras opções além do ChatGPT, você entende como o mercado de IA está funcionando, fica sabendo quais são os recursos e modelos estão em alta e como isso pode impactar na precificação e nas demandas.

Neste artigo, reunimos as melhores ferramentas de inteligência artificial que são alternativas ao ChatGPT para a área do marketing digital. Continue conosco e saiba tudo sobre o tema!

AI Copilot da Rock Content

Criada pela Rock Content, a AI Copilot é uma ferramenta para simplificar a criação de conteúdo. Com ela, até mesmo quem não é especialista no assunto consegue desenvolver conteúdos de alta qualidade gerados via IA. Tudo isso mantendo a personalidade, tom e voz da marca.

Funcionalidades

Com a AI Copilot, você supera a simples criação de conteúdo para blogs. Além de blogposts de qualidade, você também consegue desenvolver copy de e-mail marketing, anúncios, posts para redes sociais, landing pages e roteiros de vídeo para TikTok.

Nesse print da primeira tela do AI Copilot dá para ter uma noção do que estamos falando. Confira os principais recursos oferecidos pela ferramenta!

Tela inicial do AI Copilot da Rock Content

Tela inicial do AI Copilot da Rock Content

Tela inicial do AI Copilot da Rock Content

Basta escolher o tipo de conteúdo que você deseja e preencher as informações necessárias. Por exemplo, se quiser uma sequência de e-mails, você precisará fornecer:

  • uma descrição de produto ou serviço;
  • número de emails na sua sequência;
  • tópicos principais da sua sequência de emails;
  • público-alvo;
  • tom de voz;
  • idioma.

Depois disso, só clicar em ‘Criar conteúdo’ para ver a magia acontecer! O processo também é simples assim com qualquer tipo de conteúdo que você escolha. 

Além de todas essas funcionalidades, outra grande vantagem do AI Copilot é que a ferramenta personaliza todo o conteúdo segundo a identidade da marca e ainda integra a produção com a rede de talentos do WriterAccess.

Dessa forma, você pode desenvolver seus conteúdos com a ferramenta de IA e submeter o resultado a uma revisão humana, garantindo a humanização do conteúdo de IA.

Então, por exemplo, o AI Copilot permite que você use a inteligência artificial na criação de conteúdo para blog sem complicações. Veja só como é fácil:

  1. Crie seu briefing: você compartilha o domínio do seu site, localização do público e idioma e a ferramenta ajuda a criar um briefing, incluindo palavras-chave relevantes para o seu negócio com informações como volume de busca e nível de dificuldade de ranqueamento, numa escala de 0-100. Você pode personalizar tom de voz, desafios do negócio e demais informações sobre a sua marca nessa etapa. 
palavra-chave AI Copilot nível de dificuldade
  1. Crie e personalize título e subtítulos: agora que você já tem uma ideia do que vai falar, é hora de usar a inteligência artificial no marketing para criar título e subtítulos atrativos, então conte com o AI Copilot para criá-los usando boas práticas de SEO, adaptando o tom de voz; 
  2. Gere seu artigo: depois de título H1 e H2 configurados, é só clicar em ‘gerar artigo’ para ver a mágica acontecer. Espere uns minutinhos e depois, voilà, artigo pronto. 
  3. Solicite uma edição humana: por meio da WriterAccess Humanizer, a ferramenta conecta você com editores da rede de talentos WriterAccess, ajudando a conquistar um resultado mais autêntico desse conteúdo feito por IA. 

Pronto! Com estes 3 passos rápidos e simples é possível desenvolver conteúdos usando o AI Copilot.

Diferenciais

Como pontos fortes dessa ferramenta, podemos destacar:

  • engenharia de prompts avançada;
  • ferramentas para identificar palavras-chave relevantes;
  • planos acessíveis com créditos gratuitos iniciais;
  • permite conexão com os talentos especializados da WriterAccess.

Planos e preços

O AI Copilot oferece 3 formatos de contratação.

  1. Grátis: você recebe 5 créditos gratuitos para testar a ferramenta.
  2. Plano básico: a partir de R$ 49,90 ao mês, você recebe 50 créditos para desenvolver seus conteúdos no período. Lembrando que este valor está sujeito a alteração.
  3. Enterprise: se você tem projetos maiores, esta é a sua modalidade. Neste caso, a proposta será personalizada de acordo com sua demanda.

Quer testar essa ferramenta agora mesmo? Experimente o AI Copilot gratuitamente, receba os 5 primeiros conteúdos grátis!

Gemini

Anteriormente conhecido como Bard, o Google Gemini é um assistente conversacional baseado na tecnologia LaMDA do Google. 

Ele fornece respostas interativas e informativas, por isso, tem se mostrado como uma das ferramentas de IA multimodal para profissionais de marketing digital. Também permite desenvolver textos e imagens com inteligência artificial.

Gemini está no coração da mais recente inovação do Google, os AI Overviews, uma evolução da funcionalidade de busca introduzida anteriormente como SGE (Search Generative Engine)

Essa tecnologia foi aprimorada e rebatizada para melhor descrever sua capacidade de fornecer um panorama abrangente no topo dos resultados de busca, melhorando significativamente a integração da inteligência artificial nas buscas diárias.

A ideia central dos AI Overviews é que o “Google faz a busca por você”, aumentando a eficiência e profundidade da pesquisa. Os usuários podem agora fazer perguntas complexas e receber respostas sintetizadas que não apenas atendem diretamente à consulta, mas também oferecem uma gama de perspectivas e links para leituras adicionais — tudo isso em questão de segundos.

O que torna isso possível é o ‘raciocínio multietapas’ do modelo Gemini. Esse processo envolve a decomposição de uma pergunta complexa em suas partes componentes, determinando a sequência em que cada aspecto deve ser abordado e, em seguida, entregando uma resposta coesa

Funcionalidades

O Gemini integra os dados da web para respostas atualizadas, permitindo que seus conteúdos sejam válidos e coerentes para os usuários e para os algoritmos de ranqueamento de mecanismos de busca como o Google. A ferramenta também fornece informações informativas e interativas, facilitando o processo de criação.

Diferenciais

Entre os diferenciais do Gemini, destacamos:

  • integração com outros produtos do Google;
  • capacidade de fornecer respostas atualizadas.

Microsoft Copilot

Com o nome inicial de Microsoft Bing Chat, o Microsoft Copilot é um assistente conversacional que usa a tecnologia OpenAI. Além disso, ela já está totalmente integrada ao buscador da empresa, o Bing.

Funcionalidades

Uma das funcionalidades oferecidas pelo Microsoft Copilot são suas respostas conversacionais contextualizadas, o que facilita para o usuário a criação de seus conteúdos.

Além disso, a ferramenta é integrada com o Microsoft Edge e Microsoft 365, beneficiando principalmente as organizações que já trabalham com uma dessas soluções e o uso da inteligência artificial por equipes.

Diferenciais

Como diferenciais do Microsoft Copilot destacamos:

  • oportunidade de fazer buscas mais precisas;
  • boa usabilidade, aprimorada e integrada com outros serviços da Microsoft.

IBM Watsonx Assistant

O IBM Watsonx Assistant está focado em entregar uma experiência conversacional aprimorada, fornecendo capacidades robustas de conversação. Na prática, é uma inteligência artificial orientada para empresas, o que oferece ferramentas analíticas.

Funcionalidades

O IBM Watsonx Assistant consegue entender complexidades linguísticas, permitindo uma análise do atendimento ao cliente. Além disso, a ferramenta também consegue se integrar com múltiplas plataformas.

Diferenciais

Focado no mercado corporativo, os diferenciais dessa inteligência artificial são:

  • capacidade analítica para otimizar o atendimento ao cliente;
  • possibilidade de integração com outras soluções IBM.

Replika

O Replika é um chatbot pessoal e companheiro digital. Focado no relacionamento pessoal, a ferramenta visa o apoio mental e a garantia do bem-estar emocional. Talvez seja futurista para uns e assustador para outros, mas essa é uma inteligência artificial que cumpre bem o papel de ouvir e conversar com o usuário.

Funcionalidades

Com o Replika, o usuário cria um avatar digital e desenvolve ambientes em um cenário. Então ele interage com diferentes personagens fictícios, desenvolvendo conversas e realizando atividades.

Diferenciais

Podemos destacar como diferenciais do Replika:

  • personalização de avatar, inclusive dando personalidade a ele;
  • desenvolvimento de conversas interativas focadas no bem-estar do usuário.

Character.AI

O Character.AI é uma plataforma desenvolvida para criar e interagir com personagens alimentados por IA. A ideia é que o usuário tenha acesso a personalidades pré-criadas, customizando tudo de acordo com suas diretrizes.

Funcionalidades

Com o Character.AI, é possível criar personagens fictícios ou históricos, como temos visto na produção de vários conteúdos que usam imagens de figuras históricas como os antigos filósofos gregos ou cientistas famosos, mas também personagens de jogos ou categorias, como ‘Professor de inglês’ ou ‘Recrutador de RH’.

Além disso, a inteligência artificial desenvolve respostas com base na narrativa desenvolvida pelo usuário. 

Ou seja, você pode conversar, por exemplo, com Napoleão, mas criar um ambiente atual. Os diálogos são bem engraçados e interessantes! Mas também dá para fazer algo mais sério, como treinar para aquela entrevista de emprego importante.

Diferenciais

Os principais diferenciais do Character.AI são:

  • personalização avançada dos personagens;
  • experiência única e envolvente.

FAQs sobre alternativas ao ChatGPT

Algumas dúvidas respondidas sobre alternativas ao ChatGPT.

Qual substituto do ChatGPT?

A princípio, temos o AI Copilot da Rock Content, o Gemini, o Microsoft Copilot, o Replika e o Character.AI. Cada uma varia conforme as funcionalidades que o usuário busca e é importante atentar para a especialidade de cada ferramenta. O AI Copilot da Rock Content está focado nas soluções em marketing de conteúdo, por exemplo, enquanto o Replika foca na interatividade e bem-estar. 

Qual é o concorrente do ChatGPT?

Existem vários concorrentes do ChatGPT: AI Copilot da Rock Content, Gemini, Microsoft Copilot, Replika e Character.AI. são alguns exemplos. Tudo depende das funcionalidades e diferenciais buscados pelo usuário.

Qual IA é melhor que ChatGPT?

Não existe inteligência artificial melhor ou pior que o ChatGPT, o que existe, na verdade, são ferramentas que cumprem demandas específicas segundo a demanda do usuário. Por exemplo, o AI Copilot da Rock Content está focado nas soluções em marketing de conteúdo.

Qual site substitui o GPT?

Qualquer ferramenta de IA pode substituir o ChatGPT. Isso varia segundo as demandas específicas conforme a demanda do usuário.

Viu como existem várias alternativas ao ChatGPT? Neste artigo listamos o AI Copilot da Rock Content, Gemini, Microsoft Copilot, Replika e Character.AI. Claro que, para escolher a ferramenta adequada para você, primeiro você deve definir quais serão as prioridades de uso dessa inteligência artificial.

Se seu foco é na criação de conteúdos e estratégias de marketing digital, então experimente o AI Copilot gratuitamente e veja como é possível desenvolver materiais de qualidade com o auxílio da inteligência artificial.

O que é Generative Engine Optimization (GEO) e qual o impacto em SEO? Entenda!

A era da inteligência artificial (IA) está transformando tudo ao nosso redor, inclusive a forma como buscamos informações online. 

Com o surgimento de generative engines (motores geradores), como o Gemini (ex-Bard) do Google e o Bing Chat da Microsoft, as pesquisas tornaram-se mais dinâmicas e abrangentes, gerando respostas multimodais que vão além do texto. Mas espere aí: já ouviu falar em Generative Engine Optimization (GEO)? 

Se você está se sentindo perdido em meio a tantas siglas e termos técnicos, não se preocupe: não é o único. Vamos descomplicar tudo isso e entender como a IA está revolucionando as pesquisas nos mecanismos de busca.

Curioso para saber formas de adaptar sua estratégia de Marketing de Conteúdo a essa nova realidade? Continue lendo!

O que é Generative Engine Optimization (GEO)?

É uma abordagem inovadora de otimização de motores de busca que se adapta à era dos motores de busca baseados em inteligência artificial, também conhecidos como generative engines (GEs, ou motores geradores). 

Nunca ouviu falar do termo GEO? Não se preocupe: ele é bem recente, tendo sido oficializado em um estudo colaborativo realizado em novembro de 2023 pela Universidade de Princeton, Georgia Tech, o Instituto Allen de IA e o IIT Delhi.

Mas o que é Generative Engine?

Antes de falar sobre otimização para generative engines, precisamos entender o que elas são, certo? 

De acordo com os pesquisadores do estudo, “os motores geradores geralmente atendem às consultas sintetizando informações de múltiplas fontes e resumindo-as com a ajuda de Modelos de Linguagem de Grande Escala (LLMs)”.

Assim, as GE não apenas buscam a informação, mas também geram uma resposta à pergunta da pessoa usuária a partir de múltiplas fontes, o que pode incluir texto, vídeo, infográfico, ofertas de e-commerce e o que mais parecer pertinente para responder de forma satisfatória à dúvida. 

Exemplos mais conhecidos são Gemini (ex-Bard), Bing Chat e Google SGE. 

Qual o impacto de GEO no SEO?

A perspectiva é que essa mudança traga um alto impacto para negócios e pessoas, sobretudo pensando em tráfego e otimização para mecanismo de busca (Search Engine Optimization, ou SEO).

Giuseppe Caltabiano, VP de Marketing da Rock Content, fez a seguinte observação:

“Generative Engines representam uma mudança transformadora no paradigma dos motores de busca, oferecendo respostas diretas e abrangentes às consultas dos usuários e, assim, potencialmente reduzindo a necessidade de visitar sites de forma direta. Isso pode levar a uma queda no tráfego orgânico para os sites e impactar severamente sua visibilidade”.

A diminuição de tráfego não é novidade no mundo do marketing digital. De acordo com a pesquisa “2024 Digital Experience Benchmark Explorer”  da Contentsquare, em diversas indústrias, 55% dos sites registraram menos tráfego em 2023 que no ano anterior.

Com a IA-Search, muitos apostam que haja uma queda ainda maior de tráfego com intensificação dos resultados ‘zero clique’, sobretudo aqueles com intenções menos específicas, ou seja, mais no topo do funil. 

A lógica é simples: a resposta dada pela IA a essas dúvidas mais gerais provavelmente já vai satisfazer esse usuário, diminuindo as chances de ele clicar e ir até o seu site. 

E tendo em vista que muitos negócios se baseiam em tráfego e visibilidade online para gerar conversão e venda, há a discussão de como as GEs têm um potencial muito alto de afetar a economia daqueles que trabalham com Marketing de Conteúdo em geral.  

É justamente por isso que surgiu o GEO: para ajudar esse grupo a lidar melhor com essa mudança pela qual estamos passando e sem muita certeza de quais serão os próximos passos. 

Nas palavras do estudo:

“Para abordar isso, apresentamos a GENERATIVE ENGINE OPTIMIZATION (GEO), um novo paradigma para auxiliar criadores de conteúdo a melhorar a visibilidade de seu conteúdo nas respostas do GE por meio de um framework de otimização para otimizar e definir métricas de visibilidade.

A ideia é que, ao entender e implementar métodos GEO, os criadores de conteúdo aumentem significativamente a visibilidade em ambientes de busca movidos por IA.

GEO e SEO, qual a diferença? 

Após entender a definição de cada termo, você pode estar se perguntando: mas e o SEO? Não existe mais? Não seriam as mesmas técnicas? Qual a diferença? Entenda melhor a seguir. 

Foco em algoritmos de IA

O GEO se concentra em otimizar o conteúdo para algoritmos de IA dos motores geradores. 

Já o SEO tradicional visa melhorar a classificação nas páginas de resultados de motores de busca (SERPs) com base em diferentes critérios, como palavra-chave, backlinks, qualidade do conteúdo, experiência do usuário e velocidade de carregamento da página. 

Respostas multimodais

Como vimos, os motores geradores geram respostas multimodais, combinando informações de várias fontes e com variados formatos, em contraste com os resultados baseados em links mais relevantes para responder à dúvida do SEO tradicional.

Dúvidas complexas 

Ao realizar buscas com consultas longas e detalhadas, as páginas de resultados dos motores de busca (SERPs) muitas vezes não conseguiam abordar toda a demanda específica, optando por fornecer conteúdos que consideravam mais relevantes para a dúvida de forma geral. 

No entanto, com a evolução das Generative Engines (GEs), essas plataformas passam a gerar respostas considerando palavras-chave mais específicas e de fundo de funil, oferecendo soluções mais precisas e direcionadas às necessidades dos usuários. 

Isso implica uma mudança na abordagem de criação de conteúdo, exigindo uma atenção maior às dúvidas detalhadas e específicas do público-alvo.

Relevância do posicionamento na SERP

No modelo tradicional de motor de busca, a visibilidade é frequentemente medida pelo ranking médio de um site nas páginas de resultados de busca.

No entanto, essa métrica é menos relevante para os motores geradores, que priorizam respostas estruturadas ricas em vez de uma simples lista de links.

Tabela comparando os resultados de uma busca mais tradicional e os resultados de uma GEs. Fonte da imagem: artigo “GEO: Generative Engine Optimization” (novembro/2023)

Quais os principais exemplos de Generative Engines?

Tudo parece muito teórico? É bem mais simples do que parece e está bem próximo do nosso dia a dia nos últimos tempos. Como mencionamos na introdução, temos exemplos de GEs bem populares atualmente. 

Gemini (ex-Bard)

Gemini é uma ferramenta de inteligência artificial desenvolvida pelo Google, inicialmente chamada de Bard. Funciona como um assistente de linguagem generativa, capaz de compreender e responder a perguntas complexas, além de gerar conteúdo relevante e informativo. 

Utilizando técnicas avançadas de processamento de linguagem natural e aprendizado de máquina, Gemini visa oferecer respostas mais precisas e humanas. Pode ser usado no lugar do Google Assistente, inclusive. 

Clique no “play” abaixo e veja um vídeo de como funciona uma pesquisa e resposta no Gemini.

Vídeo com pesquisa feita no Gemini

Bing Chat

É um motor de busca desenvolvido pela Microsoft, projetado para fornecer resultados de pesquisa relevantes e precisos para os usuários. 

O Bing Chat utiliza uma versão modificada do ChatGPT, desenvolvido pela OpenAI, para fornecer suas funcionalidades de conversação, permitindo que o chatbot responda a perguntas e participe de conversas de maneira mais natural e informativa.

Assim, o Bing incorpora recursos de inteligência artificial para aprimorar a experiência de busca, oferecendo respostas diretas e personalizadas às consultas dos usuários.

Clique no “play” abaixo e veja um vídeo de como funciona uma pesquisa e resposta no Bing.

Vídeo com pesquisa feita no Bing Chat

SGE do Google

O SGE, ou Search Generative Experience, é uma iniciativa do Google para integrar capacidades de geração de linguagem natural baseadas em IA aos seus resultados de pesquisa. 

Ele visa melhorar a capacidade do mecanismo de busca de fornecer respostas diretas, resumos e explicações geradas de forma inteligente para as consultas dos usuários. 

Utilizando modelos de linguagem avançados, o SGE busca entender a intenção do usuário e gerar respostas que sejam informativas, concisas e contextualmente relevantes.

Abaixo, você confere um Gif de como funciona uma pesquisa e resposta com o Google SGE.

Gif ilustrando uma busca via Google SGE
Gif ilustrando uma busca via Google SGE

Como foi possível notar, atualmente, as fontes usadas para gerar a resposta são sinalizadas em forma de link com título e pequeno resumo. Assim, caso a pessoa deseje, pode clicar e ler a fonte completa. 

Entendido o que e quais são as principais GEs e a importância dessa nova forma de pesquisa, podemos passar para o próximo passo. 

Como funcionam as estratégias de otimização para GEO?

Elas são projetadas para melhorar a visibilidade do conteúdo nos motores geradores, que sintetizam respostas a partir de várias fontes. 

Essas estratégias diferem em alguns momentos das práticas tradicionais de SEO, pois se concentram em tornar o conteúdo mais relevante e atraente para os algoritmos de IA desses motores de busca avançados.

A pesquisa que trouxemos no início enfatiza a importância de se adaptar a esse paradigma emergente, pois as estratégias tradicionais de otimização para motores de busca podem não se traduzir diretamente em sucesso no contexto de busca impulsionada por inteligência artificial.  

Inclusive, as descobertas do estudo sugerem que a dominância e relevância de uma marca nas páginas de resultados de motores de busca do Google não garante visibilidade semelhante em ambientes de busca por IA. 

Sobre isso, Giuseppe Caltabiano afirma que:

“Essa mudança também provoca uma redefinição da concorrência no espaço de SEO, pois a paisagem agora inclui não apenas os players estabelecidos, mas também novas startups que são hábeis em aproveitar os algoritmos de IA para sua vantagem”.

À medida que os algoritmos de IA se tornam mais sofisticados, compreender e otimizar o conteúdo para esses sistemas requer uma abordagem mais dinâmica e focada na naturalidade da linguagem e na relevância do contexto. 

Quais são as principais estratégias de otimização para GEO?

O estudo colaborativo mencionado na introdução examinou nove estratégias distintas voltadas para otimizar o conteúdo do site especificamente para motores geradores. 

Conforme enfatizado por Giuseppe Caltabiano,

“[as estratégias] parecem ser uma combinação de técnicas tradicionais de SEO, como otimização de palavras-chave, aderência aos princípios de E-E-A-T (Expertise, Authoritativeness, Trustworthiness e Experience), riqueza semântica e uso de links externos, todas adaptadas às demandas exclusivas das plataformas de busca gerativas”. 

Estas estratégias incluem:

Authoritative (Autoritativo)

Modifica o estilo do texto do conteúdo da fonte para ser mais persuasivo e autoritário, fazendo afirmações com confiança.

Keyword Stuffing (Saturação de Palavras-chave)

Modifica o conteúdo para incluir mais palavras-chave da consulta do usuário, semelhante às estratégias tradicionais de otimização de SEO.

Statistics Addition (Acréscimo de Dados Estatísticos) 

Modifica o conteúdo para incluir estatísticas quantitativas em vez de discussão qualitativa sempre que possível, adicionando evidências baseadas em dados.

Cite Sources (Citação de Fontes)

Menciona as fontes utilizadas para apoiar afirmações ao longo do conteúdo do site.

Quotation Addition (Adição de Citações)

Incorpora citações de fontes relevantes para melhorar a autenticidade e profundidade do conteúdo do site.

Easy-to-Understand (Facilidade de Entendimento)

Simplifica a linguagem e estrutura do conteúdo do site, tornando-o mais acessível e atraente para o motor gerador e usuários.

Fluency Optimization (Otimização da Fluência)

Melhora a fluência e legibilidade do texto do site, garantindo uma experiência de leitura suave e coerente.

Unique Words (Palavras Únicas)

Adiciona vocabulário único e intrigante ao conteúdo do site, tornando-o mais destacado e aumentando seu apelo.

Technical Terms (Termos Técnicos)

Incorpora termos técnicos e jargão relevante para o domínio ou indústria, demonstrando expertise e atendendo a públicos específicos.

Quais as estratégias mais eficazes na otimização para GEO?

Nesse estudo, as três estratégias que se destacaram em termos de eficácia foram Cite Sources, Quotation Addition e Statistics Addition, que, com mudanças mínimas no conteúdo original, melhoraram a visibilidade do site em 30-40% nas GEs em comparação com as demais estratégias. 

O estudo mostrou também que a eficácia das estratégias de otimização variou dependendo do domínio do conhecimento. 

Por exemplo, a otimização Autoritativo funcionou melhor para conteúdo relacionado ao domínio histórico, enquanto a Citação de Fontes foi mais eficaz para consultas de pesquisa factuais, e a Acréscimo de Dados Estatísticos provou ser benéfica para perguntas relacionadas a leis e ao governo. 

Imagem: artigo “GEO: Generative Engine Optimization” (novembro/2023) 

Ainda de acordo com o estudo, adicionar mais palavras-chave da consulta de pesquisa ao conteúdo (Saturação de Palavras-chave) não foi eficaz e teve um desempenho pior do que a linha de base em 10%.

Giuseppe também compartilha uma lista com dicas mais práticas que estão sendo sugeridas por diversos especialistas, como Malte Landwehr, para ter um norte de como influenciar positivamente a IA-Search. 

Elas incluem as estratégias do estudo que mencionamos acima, mas vão além, com outras sugestões como:

  • Tenha avaliações de usuários reais.
  • Tenha uma análise de especialista.
  • Tenha uma lista de prós e contras.
  • Tenha um resumo para qualquer conteúdo longo que seja relevante, mas muito extenso para ser citado.
  • Adicione mais conteúdo. Não apenas aumente o número de palavras, mas o número de palavras únicas relacionadas.
  • Tenha UGC (conteúdo gerado pelo usuário). Resuma-o de forma citável.
  • Escreva sobre novos tópicos e eventos que não fazem parte dos dados de treinamento dos LLMs (modelos de linguagem de grande escala).
  • Certifique-se de não ter problemas de rastreamento ou indexação.
  • Mencione e explique termos técnicos relevantes para o seu tópico.
  • Mantenha o conteúdo atualizado.
  • Use listas, especialmente para aspectos-chave do tópico que você está cobrindo.
  • Todos os conselhos comuns sobre EEAT (Experiência, Expertise, Autoridade e Confiança) se aplicam também.

Essas descobertas e surgimento de primeiras estratégias sublinham a importância de adaptar o conteúdo para atender às demandas dos motores geradores, utilizando estratégias específicas de GEO para manter e melhorar a visibilidade online em um ambiente de busca cada vez mais dominado por IA.

O que esperar do futuro do SEO com o GEO?

Como toda novidade, muita coisa pode (e está) mudando rápido. Giuseppe Caltabiano traz uma discussão importante à tona: quantas pessoas estão realizando buscas via IA atualmente? E como isso vai impactar (mais) o tráfego, já em queda, como vimos? 

“Em primeiro lugar, a taxa na qual os usuários estão migrando dos motores de busca tradicionais para os motores de busca gerativos movidos por IA permanece ambígua, com um relatório da Gartner prevendo um declínio significativo de 50% no tráfego de busca orgânica até 2028 devido à proliferação da busca por IA.” 

Outra análise interessante é sobre como as GEs escolhem suas fontes, sobretudo com relação à SERP e a questão do posicionamento. Vimos que ter uma boa posição na SERP não está diretamente relacionado com ser eleito pelos motores geradores.

Durante o evento SEO Square da Semji de outubro de 2023, os palestrantes Sélim Dahmani e Amiel Adamony da HubSpot France, em sua conferência “Allier le contenu à l’expérience utilisateur : la clé pour convertir avec votre site web en 2023” (“Aliar o conteúdo à experiência do usuário: a chave para converter com o seu site em 2023”, disponível aqui), já enfatizavam a necessidade de focar os esforços de marketing de conteúdo para se tornar uma das fontes utilizadas pela IA na geração de respostas.

Agora, testemunhamos o surgimento do GEO com foco justamente nessa questão. 

Em outra palestra do mesmo evento, “L’avenir du SEO s’appelle Google SGE”, de Charley Bouzerau e Jérémie Conde, os dois mostraram, inclusive, que a maioria dos sites presentes no Google SGE como fontes das respostas geradas (aparecendo ao lado ou embaixo da resposta em si) não seguia exatamente a ordem dos top 10 da SERP, e muitos nem estavam nesse top 10.

Tradução: A maioria dos sites presentes no SGE não estão no top 10. Pesquisa: tênis de trilha

  • Em azul: todos os sites estavam no top 10.
  • Em vermelho: alguns estavam no top 10.
  • Em amarelo: nenhum estava no top 10

 

Imagem: apresentação de “L’avenir du SEO s’appelle Google SGE”, de Charley Bouzerau e Jérémie Conde, de outubro/2023 (“O futuro do SEO se chama Google SGE”, disponível aqui)

Por um lado, há quem defenda que isso abre novas possibilidades para marcas e sites menores ganharem visibilidade. 

Por outro, conforme Giuseppe Caltabiano destaca, pode ser que isso dê ainda mais relevância a marcas de grande autoridade:

“Existe uma perspectiva oposta que sugere que os motores de busca baseados em IA podem favorecer, por natureza, sites maiores e mais estabelecidos, potencialmente exacerbando a disparidade entre essas entidades e pequenas empresas no ecossistema digital”. 

Nenhuma das afirmações ou dados que trouxemos é ou se propõe a ser uma verdade absoluta. São nortes a ter em mente nesse momento de muitas mudanças e com tendências sendo desenhadas. 

Na conclusão do estudo sobre GEO, inclusive, os próprios pesquisadores o definiram como “(…) um primeiro passo para entender o impacto dos motores gerativos no espaço digital e o papel da OTIMIZAÇÃO DE MOTORES GERATIVOS nesta nova era dos motores de busca”.  

Logo, a própria disciplina ainda está em fase inicial e muita coisa certamente vai mudar. 

Porém, por tudo o que vemos notando, além das técnicas tradicionais de SEO, entendemos que o investimento profundo nos princípios de EEAT (Experience, Expertise, Authoritativeness e Trust) se tornam ainda mais relevantes na era AI-Driven. 

Afinal, como mostrado, muitos critérios usados pela GEs parecem estar atrelados a eles, que visam garantir que os usuários recebam conteúdo de alta qualidade, confiável e relevante em suas buscas online.

EEAT e GEO: qual a relação?

Em uma explicação rápida, EEAT é um acrônimo para Expertise, Experience, Authoritativeness e Trustworthiness, usados para avaliar a qualidade e a confiabilidade do conteúdo de um site. Eles se referem a:

  • Expertise (Experiência): refere-se ao conhecimento e à habilidade do autor do conteúdo em um determinado assunto ou área;
  • Experience (Experiência): relaciona-se com a profundidade e a relevância da experiência do autor no tópico, garantindo que o conteúdo seja informativo e útil para o usuário;
  • Authoritativeness (Autoridade): mede o reconhecimento e a credibilidade do autor e do site no campo em questão;
  • Trustworthiness (Confiabilidade): avalia a confiabilidade e a segurança do site, incluindo aspectos como a precisão do conteúdo e a proteção das informações do usuário.

A relação entre EEAT e GEO é intrínseca, pois o EEAT serve como um excelente norte em mudanças voltadas a mecanismos de busca. 

Essas mudanças sempre têm em mente inclusive o que o Google enfatiza desde sempre e com ainda mais frequência depois do Google Helpful Content: fornecer aos usuários o conteúdo mais relevante, útil e de alta qualidade. 

Portanto, manter o foco na excelência do conteúdo e seguir o estabelecido pelo EEAT é uma estratégia sólida não apenas para o SEO tradicional, mas também para navegar com sucesso nas mudanças trazidas pela ascensão da busca por IA. É nisso que acreditamos, mesmo com a ascensão da IA Search e muitas dúvidas nesse sentido.

Conclusão

Sabemos que é muita coisa nova e parecemos navegar por um mar tortuoso com um barco que não funciona muito bem. 

Porém, não pense em largar tudo e modificar toda sua estratégia de conteúdo do dia para a noite, apostando todas as fichas na Generative Engine Optimization para manter a relevância e a visibilidade em ambientes de busca movidos por IA. Lembre-se de que tudo está em fase inicial. Observe as movimentações, acompanhe as novidades, faça testes, meça resultados e tente de novo. 

Não sabe por onde começar? Experimente o WriterAccess. Com mais de 15.000 talentos especializados em diversos segmentos e recursos avançados de IA, a WriterAccess é a ferramenta ideal para otimizar seu processo de criação e garantir que seu conteúdo se destaque mesmo na era do Generative Engine Optimization. 

Comece agora seu período de teste gratuito e dê vida às suas ideias com conteúdos ricos e envolventes!

Como evitar a Refação e otimizar processos em uma agência de marketing

Você já se pegou refazendo um trabalho porque houve falha na comunicação ou o processo não foi bem definido?

Este é um cenário comum em muitas agências de marketing, e pode ser um grande gargalo na produtividade da equipe. Mas, como lidar com a “refação” e otimizar os processos internos de uma agência de marketing?

Em primeiro lugar, é crucial enfatizar a importância da organização de processos dentro de uma agência. A otimização dos processos pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um projeto. Sem uma estrutura clara e um processo bem definido, a queda na produtividade é praticamente inevitável.

E aqui entra o termo “refação”, o vilão do desperdício de tempo. A refação pode ser entendida como a necessidade de repetir uma tarefa que já foi realizada, seja por um erro, falha de comunicação ou falta de clareza nas etapas do processo.

Além de consumir um tempo que poderia ser dedicado a novos projetos, também pode gerar frustração na equipe e afetar a qualidade do trabalho entregue ao cliente.

Mas então, como evitar a refação e otimizar processos em uma agência de marketing? O segredo está na elaboração de um briefing bem estruturado e no uso de ferramentas que facilitam a gestão de projetos e o acompanhamento de métricas de crescimento.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

A importância da organização de processos na agência de marketing

No mundo acelerado das agências de marketing, a organização de processos internos é crucial para o sucesso. Afinal, gerenciar eficazmente o fluxo de trabalho e os projetos é fundamental para garantir a entrega pontual e a alta qualidade do resultado final.

Porém, muitas agências enfrentam dificuldades ao tentar estruturar seus processos internos. A falta de uma organização clara e bem definida pode levar ao retrabalho desnecessário, prejudicando a produtividade da equipe e a satisfação do cliente. É neste contexto que a adoção de uma solução eficaz de gestão, pode fazer toda a diferença.

Com o Studio, agências de marketing podem otimizar seus processos, reduzindo o tempo gasto em tarefas administrativas e permitindo que a equipe se concentre em tarefas mais estratégicas. Além disso, o software oferece a ajuda da Inteligencia Artifical para a criação de briefing.  Por fim, vale ressaltar que a organização de processos não é apenas uma questão de eficiência, mas também de crescimento. 

Tela do Studio - briefing com inteligência artificial

Tela do Studio - briefing com inteligência artificial

Com processos bem estruturados e o suporte de uma ferramenta, as agências de marketing podem aumentar sua capacidade de atender a mais clientes e expandir seus negócios.

Refação: o vilão do desperdício de tempo

Em qualquer negócio, tempo é dinheiro. Em uma agência de marketing, isso é ainda mais evidente. A necessidade de refazer um trabalho já realizado, é um dos grandes vilões do desperdício de tempo. A falta de clareza nos processos e na comunicação pode levar a erros e mal-entendidos que resultam na necessidade de refazer um trabalho, levando a perda de tempo e recursos valiosos.

Imagine a seguinte situação: você tem uma grande campanha de marketing para entregar. A ideia é fantástica, a estratégia está bem alinhada, a equipe está motivada. No entanto, no meio do caminho, há uma falha de comunicação. Um detalhe é esquecido, uma etapa é pulada. O resultado? Refação.

Todo o esforço que foi colocado naquela peça precisa ser redirecionado para corrigir o erro. Isso não apenas atrasa a entrega do projeto, mas também desmotiva a equipe e aumenta os custos.

Mas a refação não é apenas um desperdício de tempo. Ela também é uma oportunidade de aprendizado. A cada erro cometido, temos a chance de refletir sobre o que deu errado e como podemos melhorar. Isso, por sua vez, leva a melhorias nos processos internos e a uma maior eficiência no futuro. Então, da próxima vez em que se deparar com a refação, não a veja apenas como um obstáculo, mas também como uma oportunidade de crescimento.

O poder do briefing bem estruturado na solução de problemas

Uma das maiores dificuldades em uma agência de marketing é lidar com a falta de clareza nas informações, que acaba gerando a indesejada refação. No entanto, a solução para esse problema pode estar em um lugar bem simples: o briefing.

Um briefing bem estruturado, consistente e claro é a chave para a eficiência dos processos e para a eliminação da refação. Ao adotar o software Studio, suas funcionalidades permitem a criação de briefings completos e eficientes, com todas as informações necessárias para a execução do projeto. Além disso, com o auxílio da Inteligência Artificial, o Studio consegue analisar e sugerir pontos de melhoria no briefing, tornando-o ainda mais assertivo. Os benefícios de um briefing bem feito vão além da redução do retrabalho.

E para as agências que ainda tem dúvidas sobre a eficácia dessa estratégia, o Studio disponibiliza relatórios inteligentes que permitem acompanhar a evolução dos projetos e a produtividade da equipe. Dessa forma, é possível verificar na prática como um briefing bem estruturado pode transformar a dinâmica de trabalho e levar a agência a um outro nível de performance e sucesso.

O software é uma ferramenta robusta que fornece os recursos necessários para transformar esses desafios em oportunidades de crescimento e sucesso. 

Não perca mais tempo com processos ineficientes e refações, dê o próximo passo para otimizar sua agência de marketing.

Entre em contato conosco e deixe o Studio contribuir para o crescimento do seu negócio.

Gemini (ex-Bard): o que é e como usar a ferramenta de inteligência artificial do Google

A era digital está em constante evolução, e no cerne dessa transformação está a Inteligência Artificial (IA). Entre as inovações que estão redefinindo o campo, destaca-se o Google Gemini, uma ferramenta de IA que está mudando as regras do jogo. 

Esta evolução promete revolucionar a forma como profissionais de diversas áreas, especialmente no Marketing Digital, interagem com a tecnologia. 

Quer descobrir como o Gemini pode ser um divisor de águas para suas estratégias digitais? Acompanhe a gente nesta jornada e desvende os segredos desse modelo de IA que está dando o que falar.

O que é o Google Gemini?

É uma inteligência artificial (IA) multimodal generativa considerada sucessora do LaMDA e PaLM 2. Anunciada em dezembro de 2023, ela foi considerada concorrente do GPT-4 da OpenAI. 

Vale ter em mente que o Gemini é uma família de modelos, com três versões:

  • Gemini Ultra: É a versão mais robusta, voltada para profissionais que lidam com tarefas complexas, como desenvolvedores de software. 
  • Gemini Pro: É a versão intermediária, utilizada no chat do Gemini (ex-Bard). Temos a versão Pro 1.0 e, mais recentemente, foi anunciada a versão Gemini Pro 1.5
  • Gemini Nano: É a versão mais básica, ideal para usuários domésticos.

Sua capacidade multimodal de integrar e operar com diferentes tipos de informação, como texto, áudio, imagem e vídeo, o torna uma ferramenta versátil e poderosa para uma ampla gama de aplicações.

Além de ser uma família de modelos de IA, o Gemini está evoluindo para sustentar um ecossistema completo que abrange desde produtos utilizados diariamente por bilhões de pessoas até APIs e plataformas que auxiliam desenvolvedores e empresas a inovar.

Bard para Gemini 

Bard era um dos produtos Google nos quais o modelo do Gemini Pro era acessível ao público. Agora, para simplificar as coisas, tudo se chama apenas Gemini. 

O princípio permanece o mesmo: ao consultar https://gemini.google.com/, vamos esbarrar com o chatbot de inteligência artificial (IA) desenvolvida pelo Google para simular conversas humanas utilizando processamento de linguagem natural (PLN) e aprendizado de máquina.

Com capacidade de integrar-se a websites, plataformas de mensagens ou aplicativos, Gemini fornece respostas realistas em linguagem natural às perguntas dos usuários, além de complementar a Pesquisa Google. 

[embedded content]

Assim, o Gemini pode programar, resolver problemas matemáticos e auxiliar na escrita, planejamento e aprendizado. Ele está disponível em mais de 40 idiomas e em mais de 230 países e territórios com o modelo Pro 1.0. 

Mas o que mudou vai muito além do nome. Essa substituição de Bard por Gemini em fevereiro de 2024 traz consigo um marco importante no desenvolvimento de ferramentas de IA do Google, proporcionando aos desenvolvedores e clientes a oportunidade de construir e escalar com IA de forma mais eficiente.

Introdução ao Google Advanced

O Gemini Ultra, chamado oficialmente de Gemini Advanced, veio junto com a mudança de nome do chatbot da Google em fevereiro de 2024. É um serviço premium (e pago) da Google que permite acessar a tecnologia IA

Com ele, os usuários têm acesso ao Ultra 1.0, o modelo de IA mais avançado e capaz da Google até o momento. Com o Gemini Advanced, os usuários podem desfrutar de conversas mais longas e detalhadas, com uma compreensão aprimorada do contexto a partir de prompts anteriores. 

O modelo Ultra 1.0 possibilita que o Gemini Advanced execute tarefas altamente complexas, como codificação e raciocínio lógico, além de se conectar ao Gmail e Documentos Google.  

A versão Ultra pode ser utilizada em inglês em mais de 150 países, tornando-a acessível a uma ampla gama de usuários ao redor do mundo. 

Google Advanced para o público geral

O acesso para o público geral requer a assinatura do Plano Premium de IA do Google One, com preço de US$ 20 (quase R$ 100) por mês, mas com um período de teste gratuito de dois meses e 2TB de espaço extra, além de outros benefícios da Google One. 

Imagem: Página do Google

E para empresas?

Para empresas, é preciso assinar o Gemini para Google Workspace, um complemento. Assim, você terá acesso ao Gemini Advanced em e-mails no Gmail, documentos no Docs, apresentações no Sheets e gravações do Google Meet. Isso é útil, por exemplo, para resumir e-mails ou para que o Gemini faça anotações durante uma chamada de vídeo.

Imagem: Página do Google

O que muda do Bard para o Gemini?

Como falamos, o Google Gemini é um avanço importante, mas o que realmente mudou do Bard para essa nova versão da ferramenta de IA do Google?

Variedade de acesso

Anteriormente, o acesso estava restrito ao navegador, tanto em computadores quanto em dispositivos móveis. Agora, há um aplicativo do Gemini, disponível para Android e iOS, no qual os usuários podem iniciar conversas com o chatbot a qualquer momento e aproveitar a capacidade da IA de analisar fotos, áudios e textos. Por enquanto, apenas nos EUA. Com isso, é agora você também pode substituir o seu Assistente Google pelo Gemini.

Essa mudança representa um passo importante na construção de um verdadeiro assistente de IA que é conversacional, multimodal e útil, permitindo aos usuários obter ajuda em diversas situações enquanto estão em movimento.

Animação: Página do Google

Integração e flexibilidade aprimoradas

O Gemini introduz uma integração sem precedentes com o ecossistema de produtos Google, desde a busca generativa até o Chrome e anúncios. Essa abordagem holística facilita a implementação de soluções de IA personalizadas em uma variedade de aplicações empresariais, melhorando a eficiência operacional e a experiência do usuário.

Por exemplo, a capacidade do Gemini de interpretar e responder a consultas complexas em tempo real pode ser utilizada para otimizar a interação com o cliente em plataformas online, como e-commerce, proporcionando respostas mais precisas e personalizadas em menos tempo.

Capacidades multimodais

Outro diferencial é que o Gemini tem uma maior capacidade de processar e entender uma variedade de tipos de dados, incluindo texto, imagens, áudio e vídeo. Na prática, é por meio dessa versatilidade que os profissionais de Marketing conseguem gerar insights mais profundos e ações estratégicas baseadas em dados.

Imagine a aplicação dessas capacidades no desenvolvimento de campanhas de Marketing Digital, nas quais a análise automatizada de sentimentos em comentários de vídeos nas redes sociais pode informar ajustes em tempo real para otimizar o engajamento do público em um determinado canal.

Desempenho e escalabilidade

Além disso, a nova plataforma de IA do Google proporciona melhorias significativas em termos de desempenho e eficiência, permitindo uma operação mais econômica em centros de dados e dispositivos móveis.

No final das contas, isso ajuda na redução dos custos operacionais para grandes empresas, ao mesmo tempo em que mantém altos padrões de desempenho. 

Sem falar na capacidade de escalar soluções de IA de forma eficaz, que abre novas possibilidades para a inovação em produtos e serviços: das análises avançadas de dados até automação.

Impacto no Marketing e publicidade

Para gerentes de Marketing e donos de grandes empresas, a migração para Gemini representa uma oportunidade de alavancar IA avançada para personalizar e otimizar campanhas publicitárias.

Afinal, a integração mais profunda com a plataforma de anúncios do Google permite a criação de campanhas altamente personalizadas, baseadas em análise de dados em tempo real. O que não só melhora a taxa de conversão, mas também a satisfação do cliente, ao garantir que o conteúdo publicitário seja relevante para o público-alvo.

Quais são os diferenciais do Gemini?

Todos os avanços que listamos acima acabam se refletindo em diferenciais para o Google Gemini.

Geração de conteúdo avançada

O Google Gemini eleva a geração de conteúdo assistida por IA a novos patamares. Com sua capacidade de produzir textos, gráficos e até mesmo código de alta qualidade, as empresas podem automatizar a criação de conteúdo de marketing, economizando tempo e recursos.

Imagine gerar descrições de produtos, posts para redes sociais ou relatórios de análise de mercado em segundos, todos personalizados para atender às necessidades específicas do seu público-alvo.

Aprimoramento da busca generativa

A inovação do Google Gemini na busca generativa transforma a maneira como as informações são pesquisadas e apresentadas. Ao entender a intenção por trás das consultas de busca, Gemini pode fornecer respostas mais precisas e contextualizadas, melhorando a experiência do usuário.

Para as empresas, isso significa que o conteúdo pode ser otimizado para se destacar nesse novo cenário de busca, atraindo mais tráfego qualificado para seus sites, o que pode ajudar bastante no processo de geração de leads e até mesmo conversão.

Interoperabilidade e integração

A facilidade com que o Google Gemini se integra a outros produtos e serviços Google é outro diferencial chave. Essa interoperabilidade permite que as empresas tirem proveito do ecossistema Google, facilitando a implementação de soluções de IA em suas operações.

A capacidade de operar de forma conjunta com ferramentas como Google Ads, Google Analytics e Google Workspace torna o Gemini uma solução poderosa para otimizar fluxos de trabalho e impulsionar a eficiência operacional, aumentando a produtividade de toda a equipe.

Eficiência e escalabilidade

Projetado para atender às necessidades de empresas de todos os tamanhos, desde startups até grandes corporações, o sistema permite uma implementação de IA personalizada e dimensionável.

Isso significa que, à medida que sua empresa cresce, Gemini pode se adaptar, garantindo que você esteja sempre à frente da curva tecnológica. E o mais importante é sempre ter o tamanho necessário para otimizar a produtividade dos profissionais do seu time.

Gemini, Bard e o futuro da Search Generative Experience (SGE)

Com tudo isso, o Google Gemini representa um avanço significativo na esfera da Inteligência Artificial (IA), marcando uma transição estratégica da Google para redefinir a experiência de busca generativa (SGE).

Enquanto Bard lançou as bases para interações mais naturais e intuitivas com IA, Gemini aprimora essas capacidades, integrando-se profundamente em serviços como a busca generativa, para oferecer respostas mais precisas, contextualizadas e multifacetadas.

Para profissionais de Marketing e gestores, essa evolução sinaliza uma oportunidade de se antecipar a tendências de SEO, otimizando conteúdo para se alinhar com a capacidade da IA de interpretar e satisfazer intenções de busca complexas.

Como usar o Google Gemini?

Mas, afinal, como colocar o Google Gemini no dia a dia da sua equipe?

Integração e configuração

O primeiro passo para utilizar o Google Gemini é integrá-lo aos sistemas existentes da sua empresa. 

Ou seja, configurar o acesso à plataforma através do Google Cloud, na qual você pode gerenciar permissões e acessar APIs específicas do Gemini, ou via o complemento do Google Workspace, conforme mostramos. 

Para grandes empresas, é crucial estabelecer protocolos de segurança para proteger dados sensíveis. 

Recomenda-se sempre entrar em contato diretamente com o Google para verificar a melhor forma de realizar esse upgrade na sua empresa. 

Treinamento personalizado

Aproveitar o potencial completo do Gemini implica em treinar o modelo com dados específicos da sua empresa. 

Na prática, significa alimentar o sistema com informações relevantes ao seu setor, produtos e clientes. Ao personalizar o modelo, você garante que as respostas estejam alinhadas com as necessidades e a linguagem do seu negócio.

Aplicações práticas no dia a dia

Agora que você já organizou toda a infraestrutura para utilizar o Google Gemini, é hora de colocar em prática, como nos exemplos abaixo:

  • Atendimento ao cliente automatizado: utilize o Gemini para criar chatbots inteligentes que não apenas entendem e respondem a consultas complexas dos clientes, mas também são aprimorados com um toque humano para garantir interações mais naturais e empáticas, melhorando a satisfação do cliente e reduzindo o tempo de espera;
  • Geração de conteúdo: empregue o Gemini para produzir descrições de produtos, conteúdo para blogs ou mídias sociais, assegurando que o material gerado seja cuidadosamente revisado e ajustado por especialistas humanos para refletir o tom e a voz da sua marca de maneira autêntica e personalizada;
  • Análise de dados: implemente o Gemini para analisar grandes volumes de dados de feedback dos clientes, mas incorpore a análise humana para identificar tendências, preferências e áreas para melhoria com uma compreensão mais profunda das nuances e contextos que a IA pode não captar completamente.

Monitoramento e otimização

Depois disso tudo, ainda é preciso monitorar o desempenho das aplicações do Gemini para otimizar seu uso. Acompanhe métricas de engajamento, satisfação do cliente e eficiência operacional. Ajuste os modelos conforme necessário para aprimorar a precisão das respostas e a relevância do conteúdo gerado.

Devo usar IA para produzir conteúdo?

Sim, a resposta é simples: profissionais de Marketing de Conteúdo devem utilizar a IA, como Gemini e Chat GPT, para criar conteúdo. Afinal, essas ferramentas oferecem eficiência na geração de textos, análises de mercado e ideias criativas, permitindo que equipes se concentrem em ações mais estratégicas.

Porém, é fundamental a edição humana para assegurar que o conteúdo reflita a voz da marca e atenda às nuances do público-alvo. Além disso, o uso de IA específica, como Copilot, pode aprimorar a produção de conteúdo técnico ou especializado.

No final das contas, integrar IA com a supervisão humana maximiza a relevância, engajamento e o SEO, mantendo a autenticidade e a conexão emocional essenciais na comunicação de marca.

Em resumo, Google Gemini eleva o padrão para o uso de IA nas operações empresariais, oferecendo melhorias substanciais em termos de integração, capacidade de processamento, desempenho e aplicabilidade prática. O mais importante, então, é entender como essa ferramenta pode ser aplicada no dia a dia da sua empresa.

Agora que você já entendeu como a IA pode ser útil de várias formas, o que acha de dar o próximo passo e colocar em prática? Conheça o WriterAccess e como essa ferramenta completa vai ajudar você a produzir conteúdos ricos com talentos especializados em diferentes segmentos com vários recursos com IA para otimizar o processo de criação!

Conheça estratégias para humanizar conteúdo de IA

A evolução de ferramentas de inteligência artificial foi impressionante, trazendo mais produtividade, eficiência e dinamismo para diversos setores, inclusive para o marketing digital. Contudo, as máquinas carecem da profundidade da compreensão humana que permite humanizar conteúdo de IA.

Então, sim, encorajamos a munir os copywriters, redatores e demais profissionais de produção de conteúdo com inteligência artificial, mas sem perder de vista a autenticidade responsável por produzir conteúdos de qualidade e capazes de alcançar as melhores posições nos buscadores. 

Se você quer entender como humanizar os conteúdos desenvolvidos pela IA e descobrir como melhorar o posicionamento do seu conteúdo digital, continue a leitura e confira nossas dicas!

Por que é importante humanizar conteúdo de IA?

A humanização do conteúdo feito por Inteligência Artificial é essencial para se destacar nos buscadores e diferenciar-se dos concorrentes, uma demanda ampliada pelas atualizações do Google desde 2022. Além disso, essa prática fortalece a conexão com a sua persona e impulsiona a conversão ao criar conteúdo mais relevante e engajador.

Google Helpful Content, Core Updates e humanização 

Ocorreu em 2022 o lançamento do Google Helpful Content, que visa priorizar conteúdo criado por humanos e para humanos. Essa atualização fez parte de um esforço mais amplo para conectar as pessoas a informações úteis e originais nos resultados de pesquisa. 

Sem falar que o Google tem implementado várias atualizações principais, conhecidas como core updates, que são alterações amplas em seus algoritmos e sistemas de busca. Essas atualizações aprofundam o foco na qualidade e na utilidade do conteúdo

A mais recente dessas atualizações, de março de 2024, está sendo notável. Ela é mais complexa do que as atualizações anteriores, envolvendo mudanças em vários sistemas principais e introduzindo novos indicadores e abordagens para identificar a utilidade do conteúdo.

Como resultado, há uma expectativa de redução de 40% no conteúdo de baixa qualidade e não original nos resultados de pesquisa, com vários sites já sendo afetados e completamente desindexados.

Humanizar conteúdo de IA é criar conexão com o público

Porém, tenha em mente que a opção de humanizar o conteúdo vai além de simplesmente atender aos critérios dos mecanismos de busca. Ao incorporar a expertise de especialistas e utilizar dados confiáveis e atualizados de pesquisas de referência, o conteúdo ganha uma camada de autoridade e credibilidade. Isso é fundamental para estabelecer confiança com o público.

Além disso, o uso de provas sociais, como depoimentos, estudos de caso e experiências reais, enriquece o conteúdo, tornando-o mais relevante e convincente para os leitores. Esses elementos mostram que há pessoas reais por trás das informações, que compartilham experiências semelhantes ou que atestam a eficácia de um produto ou serviço.

Essa abordagem cria uma conexão profunda com a persona. Ela percebe que o conteúdo foi criado pensando nela, considerando suas necessidades, dúvidas e desejos. Essa percepção gera engajamento e confiança, elementos essenciais para aumentar as taxas de conversão do seu negócio.

Portanto, humanizar o conteúdo também é uma maneira eficaz de estabelecer uma relação autêntica e duradoura com o público.

Conteúdo por IA vs Conteúdo por Humanos: qual traz mais resultado?

Entender a diferença entre a produção de materiais com IA e conteúdo humanizado e verificar qual traz mais resultados pode ajudar a encontrar as melhores estratégias para chegar ao topo dos buscadores.

Em uma pesquisa conduzida pelo especialista em Marketing Neil Patel com um número considerável de profissionais da área, 14,8% deles acreditam que as questões legais e éticas podem ser arriscadas na produção de conteúdos exclusivamente por IA.

A falta de otimização em relação ao SEO também é uma grande preocupação de 14,9% dos profissionais na hora de usar a IA para produzir os conteúdos. Além disso, a pesquisa destaca que as produções tendem a ficar pouco naturais e gerar materiais muito similares.

Fonte: Neil Patel

A partir disso, contar com profissionais especializados para fazer a humanização do conteúdo, tornando-os diferenciados e falando diretamente com o público-alvo da empresa é uma excelente alternativa. Então, vale conhecer soluções para essa tarefa.

Estratégias para Humanizar Conteúdo por IA: quais utilizar?

Após descobrir as limitações da produção de conteúdo exclusivamente por IA, o próximo passo é descobrir quais são as melhores estratégias para humanizar as produções da empresa e melhorar o SEO e os resultados do negócio. Confira mais, a seguir.

Invista em originalidade

Ter originalidade na hora de desenvolver os materiais da empresa é fundamental. Esse cuidado permitirá elaborar conteúdos incríveis e que resolvem as dores e desejos da sua audiência. Assim, as chances de alcançar boas posições nos mecanismos de busca são maiores.

Porém, para alcançar esse cenário, é fundamental contar com profissionais com alto conhecimento nos assuntos abordados pela sua empresa. Assim, eles podem contribuir com a criação de conteúdos originais e relevantes para o público-alvo. 

Pense no seguinte: que tipo de conteúdo sobre dedução de imposto de renda parece mais confiável? Um genérico em um blog genérico sem assinatura ou aquele escrito por Rodrigo, contador especialista com mais de 10 anos de experiência ajudando pessoas físicas a declarar IR?

Nesse sentido, vale também fazer conteúdos interativos, que são materiais que permitem a participação ativa do usuário. Entre os principais, estão os infográficos, webinars, quizzes e planilhas. Eles tendem a agregar valor à jornada do usuário e garantir maior satisfação, criando um ótimo relacionamento com o público-alvo.

Faça a checagem de fatos

O uso de fatos e marcos importantes na construção dos textos pode trazer mais autoridade para a empresa. Consequentemente, gera-se maior confiabilidade na marca e, com isso, é possível aumentar a taxa de conversão.

Porém, ao utilizar a IA na produção de conteúdos, é preciso checar os fatos para garantir que eles sejam verdadeiros. Esse cuidado evita passar informações enganosas e assegura uma imagem positiva para o seu empreendimento.

Para isso, é fundamental contar com profissionais especializados no assunto em questão, capazes de realizar essa checagem e agregar valor aos conteúdos a partir do conhecimento obtido com os anos de experiência e pesquisas com fontes confiáveis e de autoridade. 

Use dados atuais

O uso de dados e estatísticas permite criar uma narrativa sólida e bem construída na hora de apresentar os argumentos ao público da empresa. Entretanto, é preciso que essas informações sejam atualizadas e relevantes.

Ao optar por conteúdos desenvolvidos apenas por IA, os dados destacados pela empresa podem ser defasados e incorretos. 

Com o suporte de profissionais especializados, é possível incorporar dados atuais, relevantes e que realmente façam a diferença na construção dos conteúdos desenvolvidos pela empresa.

Aposte no storytelling

O uso de storytelling é fundamental para criar conteúdos atrativos e capazes de engajar o público-alvo da empresa. Para isso, é necessário ter um bom conhecimento de quem você quer atingir a partir dos textos desenvolvidos.

É preciso utilizar narrativas para criar conexão emocional com as pessoas, fazendo com que elas sigam a leitura e aproveitem todo o material desenvolvido nessa estratégia da empresa.

Ao contar histórias e usar esse recurso para humanizar conteúdo de Inteligência Artificial, é possível gerar uma relação mais forte entre a sua marca e o público. Consequentemente, as chances de aumentar as vendas são bem elevadas.

Aproveite o feedback

Sempre que possível, é importante observar como os indivíduos estão reagindo ao seu conteúdo. Seja por meio de comentários no post, seja a partir de outras formas, é fundamental entender como a audiência está aproveitando os materiais disponibilizados.

Com isso, torna-se possível fazer adequações para melhorar a produção de conteúdos humanizados e garantir mais efetividade nessa estratégia de marketing. 

Mantenha um tom de voz adequado

Por fim, é importante ter conhecimento sobre a persona do negócio para manter um tom de voz adequado e que permita gerar a conexão destacada acima. Para isso, é crucial fazer um estudo da audiência que a empresa deseja atingir.

Além disso, esse fator deve ter consistência em todos os canais, além de ser autêntico e demonstrar que entende a importância de ter uma linguagem clara com o público da empresa.

Esse cuidado ajuda a garantir que a mensagem seja acessível e compreensível. Ao ajustar o tom conforme a situação, demonstra-se sensibilidade às nuances do público e constrói-se uma comunicação que reflete confiança.

Quais as melhores ferramentas e recursos de IA?

Agora que você já sabe a importância de humanizar os conteúdos e quais são as melhores estratégias para isso, é hora de conhecer algumas ferramentas que podem auxiliar na criação do conteúdo para o seu negócio. Por isso, listamos algumas delas, a seguir.

Gemini

O Gemini IA é um modelo multimodal desenvolvido pelo laboratório do Google. Essa ferramenta promete compreender, operar e combinar diversas informações, independentemente da sua apresentação ser em texto, imagem, áudio e vídeo.

A IA do Google foi submetida a testes em 57 áreas de conhecimento, incluindo história, matemática, física e escrita de código. Ele excedeu as expectativas e apresentou resultados superiores aos seus concorrentes.

Atualmente, o modelo conta com três versões diferentes que se referem a sua capacidade de processamento. Na versão Ultra, a ferramenta apresenta o modelo mais capaz para realizar as atividades de alta complexidade. A modalidade pro representa a melhor escolha para ganhar escala em diferentes tarefas. Já a opção Nano é a mais eficiente para realizar atividades em dispositivos.

GPT-4

O GPT-4 é um novo modelo de linguagem de IA, sendo esse a quarta versão da ferramenta desenvolvida pela OpenAI, líder mundial nesse segmento. Essa tecnologia torna o Chat GPT muito mais inteligente, capaz de interpretar imagens, capturas de tela e até mesmo uma foto tirada pelo celular.

Quanto à produção de conteúdo, essa versão apresenta textos com maior compreensão, aproximando-se ainda mais da perspectiva humana da escrita, ainda que com algumas limitações.

Ele foi desenvolvido para ampliar a capacidade da ferramenta compreender contextos e interpretar instruções mais complexas. Vale destacar que as funcionalidades do GPT-4 ainda são limitadas, pois essa ferramenta ainda está em fase de desenvolvimento. Para utilizá-lo, é necessário contratar a opção do ChatGPT Plus.

Copilot

O Copilot é uma ferramenta de IA desenvolvida por especialistas em produção de conteúdo. Ele permite produzir conteúdos de maneira eficiente para atender às necessidades do seu público.

Para preservar a autenticidade de sua marca e criar textos diferenciados, o Copilot personaliza o conteúdo conforme os interesses da sua audiência a fim de alinhar o material com a identidade da marca.

Diferentemente de outras opções do mercado, o Copilot da Rock Content conta com engenharia de prompts de última geração associados a crawler proprietário, integrações e algoritmos, responsáveis por trazer informações relevantes sobre seu negócio.

Além disso, para humanizar conteúdo de IA, basta solicitar a revisão do texto por meio da rede de talentos da WriterAccess. Os editores humanos trazem sua experiência, criatividade e perspectiva crítica para aprimorar o texto conforme as particularidades da marca e da audiência. Isso inclui a verificação de dados, conformidade legal, sensibilidade cultural, clareza e adesão ao guia de estilo da sua organização.

Quer produzir conteúdos de alto desempenho, criados por especialistas em diferentes indústrias e capazes de atrair mais clientes para sua marca? Então, faça um teste gratuito no WriterAccess agora mesmo!

As 5 melhores ferramentas de IA para marketing em 2024

Conforme adentramos no ano de 2024, não dá para negar que a Inteligência Artificial (IA) já é e será sempre parte de nossas rotinas diárias na criação de estratégias de marketing convincentes.

Eu aposto que você já testou muitas ferramentas de IA para marketing este ano. Mas é sempre bom ter novos recursos à disposição para aprimorar a criatividade e eficiência, certo?

É por isso que, neste artigo, trouxe minha lista das 5 melhores ferramentas de IA para marketing em 2024.

Canva (para edição de imagens)

💰 Preço: começa gratuito

Com a criação de imagens por IA se tornando algo predominante, a ideia de uma representação visual ideal chegou a novos patamares.

Para o Canva, o ano de 2022 foi significativo com a introdução de sua própria ferramenta de geração de imagens com IA dentro da própria plataforma: o Magic Media. Por meio dele, torna-se possível unir imaginação e tecnologia, permitindo a transformação de palavras em imagens.

Indo além, a mais recente inovação agora se estende ao domínio da narração visual dinâmica, onde o AI Magic Media transforma não apenas imagens, mas também dá vida a vídeos, moldando um novo paradigma para a expressão criativa.

💰 Preços: teste gratuito, e você também pode encomendar o conteúdo dentro da plataforma

O principal marketplace para criadores de conteúdo, o WriterAccess é a marca por trás do AI Content Idea Generator. Imagine um assistente confiável que gera sem esforço uma riqueza de sugestões de temas personalizados e centrados na audiência, permitindo que você dedique mais tempo às suas iniciativas criativas.

Diga adeus aos obstáculos criativos e dê as boas-vindas a um fluxo contínuo de inspiração que gera identificação com seu público-alvo. Com o suporte dessa ferramenta de IA, a criação de conteúdo se transforma em um processo fluido.

Outra coisa legal sobre o AI Content Idea Generator é que, se você deseja transformar sua sugestão de conteúdo em um material real, pode encomendá-la com apenas alguns cliques. 

Preços justos, excelentes redatores, editores, tradutores, designers e mais: experimente o marketplace inteiro com um teste de 14 dias.

Leia também: 3 Ferramentas de IA Que Profissionais de Marketing Devem Usar Dentro da WriterAccess

💰 Preços: gratuito para criar o primeiro chatbot

Esta empresa global de plataformas de bots tem um histórico impressionante de lidar com 46% de todos os bots do Facebook em 2017. O Chatfuel se orgulha de processar incríveis 50 milhões de mensagens por mês!

Adaptado para profissionais de marketing de e-commerce e proprietários de empresas, o bot do Chatfuel atende a diversas de funções empresariais, abordando necessidades de vários segmentos. Eles conseguem aumentar a geração e qualificação de leads, upsell, cross-sell e muito mais.

Desde trazer informações essenciais aos clientes, como FAQs, consultas de vendas e suporte ao cliente, até fornecer insights valiosos sobre a empresa e seus serviços, abrangendo menus e geração de leads, o bot do Chatfuel opera como um instrumento versátil para elevar as funcionalidades comerciais.

Browse.AI (para extração de dados da web)

💰 Preços: gratuito com 50 créditos

Que tal treinar um bot para extrair dados de qualquer site? Isso é o que o Browse.AI oferece. Ele simplifica o processo de obtenção de dados, permitindo que os usuários treinem um bot para reunir automaticamente informações essenciais, preenchendo uma planilha com insights vitais de maneira eficiente.

Se você não conhece o conceito de extração de dados, aqui está a definição do blog da Browse.AI: “Os web scrapers permitem que os usuários acessem e usem todos os tipos de dados online, desde preços de ações e detalhes de produtos até estatísticas esportivas e contatos de empresas”.

Os criadores do Browse.AI se orgulham de sua capacidade de replicar o comportamento humano, evitando captchas irritantes e outras medidas de segurança para identificar bots, garantindo um processo eficiente e sem problemas de coleta de dados. Parece promissor!

💰 Preços: começa gratuito

Na verdade, é injusto chamar o Reply.Io apenas de CRM. Ele é muito mais do que isso: é um assistente de email de vendas por IA.

Eles se posicionam como uma “plataforma de sales engagement” e têm uma variedade diversificada de aplicações, oferecendo uma solução abrangente para simplificar e otimizar tarefas de marketing relacionadas a e-mails.

Com a capacidade de construir campanhas de e-mails automáticas em vários canais de comunicação, o Reply.io automatiza todo o processo, utilizando uma pontuação de resposta impulsionada por IA para identificar leads com o maior potencial.

Utilize sugestões inteligentes da IA para compor e aprimorar seus e-mails, ao mesmo tempo em que categoriza e lida automaticamente com respostas básicas dos clientes para iniciar conversas significativas automaticamente.

E então, qual dessas ferramentas de IA para marketing você já testou ou quer experimentar em 2024?

3 Ferramentas de IA Que Profissionais de Marketing Devem Usar Dentro da WriterAccess

O uso da Inteligência Artificial já se tornou comum no cotidiano de profissionais e equipes de marketing. De acordo com o relatório Tendências de AI Trends for Marketers 2023, 48% das equipes e profissionais de marketing utilizam a IA para a criação de conteúdo. 

Não é por menos: trata-se de um mecanismo poderoso para ampliar a produção de conteúdo e manter uma estratégia consistente—claro, se usado com responsabilidade para não comprometer a qualidade da estratégia.

E é justamente entendendo a importância do toque humano na criação de conteúdo e dos benefícios gerados pela IA que a Rock Content reuniu o melhor dos dois mundos em um marketplace de talentos: a WriterAccess.

A WriterAccess é o nosso marketplace de conteúdo, que oferece acesso a uma base de talentos cuidadosamente selecionada, composta por redatores, designers, editores, tradutores e estrategistas com diversas especializações, capazes de criar conteúdos em uma variedade de formatos e níveis de complexidade. 

Além disso, a plataforma integra ferramentas de IA para tornar o processo ainda mais eficiente.

Existem diversas maneiras pelas quais as ferramentas de IA do WriterAccess podem otimizar e expandir o processo de criação de conteúdo. Neste artigo, apresento as três que mais utilizo em meu cotidiano para garantir a eficiência na criação e no planejamento de conteúdo.

1. Criação e Manutenção de Personas

Ter personas atualizadas é fundamental para qualquer estratégia de marketing de conteúdo. Elas servem para aprofundar nosso conhecimento sobre nosso público, o valor do nosso produto para ele, definir os canais de comunicação, linguagem, tom de voz, dentre vários outros benefícios.

Uma das mais recentes ferramentas de Inteligência Artificial da WriterAccess é o AI Persona Builder

Ela cria personas de forma ágil e eficiente com base em dados. Basta alguns prompts e o domínio do seu site, e pronto: a IA é capaz de levantar os dados necessários, como modelo de negócio, dores do público-alvo e resumo da empresa. Esses dados alimentam a Inteligência Artificial para gerar personas precisas e aderentes aos seus produtos e negócio.

Utilizando o AI Persona Builder, eu consigo definir minhas personas baseadas em dados, editá-las e atualizá-las com rapidez e eficiência. 

Com isso, eu garanto mais assertividade em minhas estratégia de Marketing de Conteúdo, e consigo fornecer mais informações para os redatores da WriterAccess para a criação de conteúdos ainda melhor direcionados.

2. Definição de tópicos

Agora que sabemos quem é a nossa persona, precisamos garantir uma produção de conteúdo recorrente e relevante que a alcance. 

Para isso, você precisa pensar em conteúdos estratégicos, que vão de encontro com as necessidades da sua persona e aos seus serviços e soluções.

Para te ajudar nessa etapa, a WriterAccess também criou e implementou duas ferramentas de Inteligência Artificial, o AI Content Wizard e o AI Content Idea Generator (esse último nas versões pagas e gratuita, disponível para não assinantes da plataforma). 

O primeiro, AI Content Wizard, traz sugestões de conteúdo baseado em seus dados ou em um tema específico—você traz o tema, e a IA ajuda a propor conteúdos com base em dados. 

Os temas são sugeridos com base em uma análise de gap levando em consideração palavras-chave, sua indústria e concorrentes que demoraria horas (se não dias) para ser feita por um especialista. 

Com apenas cinco prompts, ele te ajuda a explorar melhores oportunidades para conseguir tráfego orgânico. Essa IA é particularmente boa para estratégia de Topic Clusters, ou seja, grupos de conteúdo em torno de um tópico principal de forma interconectada. 

Uma estratégia de Topic Cluster tem como objetivo impulsionar os resultados de rankeamento para uma palavra-chave específica, normalmente aquela de maior importância e dificuldade para seu mercado.

Já o AI Content Idea Generator, por sua vez, sugere tópicos de três formas: pela análise do domínio, por outros conteúdos que você já solicitou antes na WriterAccess ou através de detalhes como palavras-chave, audiência e descrição dos seus produtos/serviços. 

É mais genérico que o AI Content Wizard, mas pode ajudar a superar bloqueios criativos e ter novas ideias de forma rápida. 

Ambas são complementares e trabalham fortemente na escalabilidade da produção de conteúdo, continuidade da estratégia e alinhamento de tópicos. 

3. Desenvolvimento de uma Estratégia de Backlinks

A estratégia de backlink funciona como uma indicação de um site para outro, uma linkagem que funciona como uma referência e, assim, impacta diretamente na aquisição de tráfego, fortalecimento de marca, e construção de relacionamentos.

Sabendo da sua importância para SEO, para o desenvolvimento estratégico e o crescimento da marca, a WriterAccess desenvolveu o AI Backlink Matcher, que funciona basicamente como um aplicativo de relacionamento, mas que ao invés de unir casais, une empresas com compatibilidade de interesses para a construção de novos conteúdos em parceria, ou para trabalharem a autoridade de domínio nos conteúdos já produzidos em seus respectivos blogs. 

Para funcionar, o AI Backlink Matcher solicita algumas informações para entender mais sobre o que você busca e o que pode ofecer em uma parceria e, assim, te conectar com empresas relevantes.

Dessa forma, além de ter a persona construída e de ter tópicos sugeridos de forma recorrente e estratégica,  você consegue dentro da plataforma encontrar outras empresas que, assim como a sua, estará escalando as estratégias de SEO com táticas bem sucedidas como backlinks. 

Conclusão

Garantir que a produção de conteúdo esteja rodando, com qualidade e escala, de forma eficiente pode ser um enorme desafio. É por isso que, quanto mais centralizarmos nossas operações em uma única plataforma, melhor. 

Usando a ampla base de talentos da WriterAccess, suas ferramentas de gestão de produção de conteúdo e ferramentas de Inteligência Artifical, é possível garantir mais eficienência, escalabilidade e assertividade. 

E, com base nas cinco etapas da estratégia de marketing de conteúdo, conseguimos cobrir planejamento, definição de persona e criação de conteúdo. 

Faça um teste gratuito por 14 dias para entender se faz sentido incluir na rotina do seu time de marketing.

Testado e aprovado: AI Persona Builder para criar buyer personas eficazes em minutos

Você provavelmente já sabe o que é uma buyer persona (e, se não sabe, recomendo a leitura deste post) e sua importância dentro de uma estratégia de marketing. Mas, talvez, ainda tenha insegurança na definição da(s) persona(s) da sua marca. 

Pois bem, como Inteligência Artificial se tornou o termo do momento, eu vou mostrar neste artigo como utilizar IA para deixar suas personas mais precisas utilizando o AI Persona Builder.

Trata-se de uma ferramenta que utiliza inteligência artificial para criar personas em minutos. Você pode encontrá-la dentro do WriterAccess, nosso marketplace de conteúdo freelancer.

Bem, não pense que serei institucional aqui. O objetivo deste artigo é mostrar, como profissional de marketing e SEO, como foi a minha experiência pessoal com a ferramenta, os benefícios para a minha rotina e colocar em diferentes cenários quais são as possibilidades no marketing digital.

Me acompanhe.

O que é o AI Persona Builder?

A principal função do AI Persona Builder, como o nome já diz, é criar ou aprimorar buyer personas utilizando a inteligência artificial. 

E ela faz isso de forma completa em minutos, personalizada para o seu conteúdo, com base em dados reais. 

Com a ferramenta você pode:

  • Analisar Dados: coletar e analisar dados fornecidos por clientes para identificar padrões e tendências de comportamento.
  • Criar Personas Personalizadas: usar algoritmos de IA para criar buyer personas mais precisas e detalhadas, considerando uma ampla gama de variáveis, como site da empresa, modelo de negócio, tamanho da empresa, etc.
  • Segmentação Avançada: ajudar a segmentar seu público-alvo em grupos menores e mais específicos com base nas personas criadas, permitindo campanhas de marketing mais direcionadas.
  • Personalização de Conteúdo: combinando o AI Persona Builder com o AI Content Wizard, você pode criar conteúdo personalizado que ressoe com as personas identificadas, aumentando a relevância das mensagens de marketing.
  • Otimização de Campanhas: auxiliar na otimização de campanhas de marketing, fornecendo insights sobre motivações, objetivos, desafios e redes sociais para otimizar estratégias de marketing digital.
  • Feedback Contínuo: permitir a melhoria contínua das personas à medida que novos dados são coletados e analisados.
  • Organizar e Categorizar Personas: o AI Persona Builder é capaz de reunir todas as suas personas em um só lugar, melhorando a visualização holística, a categorização e o armazenamento de dados.

Como falei no início, para acessá-la você precisa logar na WriterAccess. Felizmente, você pode testar a plataforma por 14 dias gratuitamente aqui.

O que o AI Persona Builder não faz? Infelizmente a ferramenta não coleta os dados que você precisa para deixar os seus inputs mais ricos, principalmente relacionados às dores da persona.

Lembre-se que a inteligência artificial possui várias vantagens e pode ser ainda melhor aproveitada se você aprimorar a base fornecida para a IA do gerador de personas.

Finalmente, depois de ver todas as funcionalidades da ferramenta eu imagino que você já tenha percebido os seus benefícios. 

Porém quero destacar algumas vantagens que o AI Persona Builder trouxe para a minha rotina pessoal como profissional de marketing. Vem comigo!

7 vantagens em gerar personas com inteligência artificial

Gerar personas com o uso da inteligência artificial oferece várias vantagens para empresas e profissionais de marketing.

Segundo o relatório State of AI da HubSpot, 84% dos profissionais de SEO afirmam que a IA e a automação impactaram sua estratégia para 2023.

Vamos ver como impactar a sua estratégia?

1. Precisão Aprimorada

A IA pode analisar grandes volumes de dados e identificar padrões complexos que podem passar despercebidos para os seres humanos. Isso resulta em personas mais precisas e detalhadas.

Com personas mais precisas, você pode segmentar seu público com mais eficácia, criando campanhas de marketing mais direcionadas.

2. Economia de Tempo

37% dos profissionais de marketing usam inteligência artificial para automatizar tarefas demoradas de SEO, de acordo com a Hubspot.

A automação proporcionada pela IA acelera o processo de criação de personas, economizando tempo que normalmente seria gasto em pesquisas manuais.

Você não precisa mais responder um questionário gigantesco com várias perguntas discursivas, como fazia no Fantástico Gerador de Personas, por exemplo. 

Agora, são poucas respostas discursivas e mais alguns inputs objetivos.

Além disso, você não precisa quebrar a cabeça quando já cansou de ser criativo, porque a ferramenta já fornece nome, idade, cargo e o restante da descrição.

Vantagem que nos leva ao terceiro ponto…

3. Escalabilidade

Ganhar tempo significa ser mais eficiente. Característica fundamental em processos de escalabilidade.

Isso se amplifica quando olhamos para agências de publicidade ou consultoria que trabalham com criação de personas diariamente na gestão de grandes carteiras de clientes.

A automação proporcionada pela IA torna possível criar e manter personas para grandes conjuntos de dados ou públicos diversos.

Leia também: Como a agência InfoStream produz conteúdo de alta qualidade para clientes de diversas áreas

4. Personalização Aumentada

Um dado que impacta muito é que, segundo o mesmo relatório, 84% dos profissionais de marketing afirmam que a IA é muito eficaz no alinhamento do conteúdo da web com a intenção de pesquisa.

Ou seja, a inteligência artificial pode fornecer insights para mensagens de marketing mais personalizadas. Além de produtos e serviços com base nas características e preferências específicas das personas.

Vê a importância dessa característica na otimização de campanhas?

5. Aprendizado Contínuo

A IA pode aprender com dados históricos e em tempo real, melhorando constantemente a precisão das personas e das estratégias de marketing.

6. Tomada de Decisão com Base em Dados

Com dados mais precisos e análises avançadas, as decisões de marketing se baseiam em informações sólidas e menos em suposições.

7. Competitividade

Empresas que usam IA para criar personas podem ter uma vantagem competitiva, pois estão mais bem posicionadas para atender às necessidades em constante evolução de seus clientes.

Enfim, lembre-se de que a IA é uma ferramenta poderosa, mas ainda é importante combinar seu uso com insights humanos e conhecimento do mercado. 

A IA pode ajudar a informar decisões, mas a compreensão humana e a criatividade continuam desempenhando papéis cruciais no marketing eficaz.

Como usar o AI Persona Builder da Rock Content?

A ferramenta é bastante intuitiva, mas caso encontre alguma dificuldade, este passo a passo pode facilitar o uso do AI Persona Builder da Rock Content:

Passo #1: Realize o login na WriterAccess, plataforma de conteúdo da Rock Content (se você não tem conta ainda, pode clicar aqui e ativar seus 14 dias de teste grátis).

Leia também: Como iniciar sua jornada de conteúdo com o teste gratuito de 14 dias no WriterAccess

Passo #2: No Dashboard da ferramenta, procure por “AI” (atualmente ele está com uma identificação de “beta”) no menu lateral a esquerda e clique na opção “AI Persona Builder”.

Você entrará na visualização de todas as suas personas. É nessa tela que você tem uma lista mostrando o nome e um resumo da descrição da sua persona, o que possibilita ter uma visão holística do seu público.

Utilize esse quadro para identificar facilmente o desenho da persona que você quer trabalhar, se precisará atualizar algum perfil ou então para entender se será necessário adicionar ou remover personas.

AI Persona Builder - Como Criar Buyer Personas com IA (1)

AI Persona Builder - Como Criar Buyer Personas com IA (1)

Passo #3: Clique no botão azul “Nova persona”.

Passo #4: Preencha o formulário com o máximo de detalhes possíveis. Lembre-se que, quanto melhor forem os inputs que você der a inteligência artificial, melhor será o output (resultado).

Passo #5: Envie seus inputs clicando no botão azul “Construir minha persona”.

Passo #6: Aguarde um momento enquanto a inteligência artificial faz sua mágica.

Passo #7: Adicione o título da sua persona. Normalmente coloca-se o nome da persona e tags de identificação que remete a características específicas, como o segmento de atuação ou o cluster de conteúdo, por exemplo.

Passo #8: Avalie o resultado e faça as edições necessárias antes de salvar o perfil da sua persona. É neste passo que faz-se importante o uso de dados e de pesquisas prévias, que a inteligência artificial não pode fazer por você.

Por exemplo, nas informações demográficas, é essencial que você avalie os dados demográficos das suas ferramentas digitais, como redes sociais e Google Analytics. 

Ou então, ao listar desafios e motivações, você pode ter identificado informações extras através de entrevistas e pesquisas com o seu público-alvo que são capazes de enriquecer o perfil da buyer persona.

A AI Persona Builder facilita muito o trabalho de construção de personas (e, se você não tem dados anteriores, pode ser um excelente ponto de partida, já que ela puxa dados reais do seu negócio), mas você sempre pode complementar com outros dados para tornar a sua persona ainda mais eficiente.

E pronto! A sua nova persona juntou-se às outras no quadro geral do seu público.

Você poderá visualizar a descrição completa de cada persona clicando no ícone de lápis da coluna “EDITAR” desse quadro do AI Persona Builder. Também é possível editar e descartar pelo mesmo lápis.

Explore as oportunidades da Inteligência Artificial

O AI Persona Builder da Rock Content é uma ferramenta poderosa que oferece várias vantagens para profissionais de marketing na criação e aprimoramento de suas buyer personas.

E, com a nossa plataforma de conteúdos, ainda é possível integrar o seu uso com outras de nossas ferramentas de inteligência artificial. Listei abaixo algumas delas:

  • AI Content Wizard: essa ferramenta leva em consideração seus concorrentes, as palavras-chave que você almeja e seu público, para trazer novas oportunidades de conteúdo que você ainda não explorou (assim como um briefing para cada sugestão de artigo, pronto para ser utilizado).
  • AI Content Idea Generator: essa ferramenta gerará ideias excepcionais para seu próximo conteúdo com base em seu domínio ou em ordens anteriores, caso você seja um cliente da WriterAccess.
  • AI Sentiment Score: insira um texto de amostra com o tom e estilo que você precisa, e nosso algoritmo analisará o texto, preverá o perfil sociodemográfico de seu autor e combinará você com escritores que escrevem conteúdos semelhantes na nossa plataforma.
  • [BETA] AI Backlink Matcher: o seu braço direito nas estratégias de Link Building. Obtenha links de fontes confiáveis ​​relacionadas ao seu setor com essa ferramenta.

Inteligência Artificial para geração de personas

Por fim, neste artigo destacamos algumas das principais vantagens do AI Content Wizard:

  • Precisão Aprimorada
  • Economia de Tempo
  • Escalabilidade
  • Personalização Aumentada
  • Aprendizado Contínuo
  • Tomada de Decisão Informada
  • Competitividade

No entanto, é importante ressaltar que a IA é uma ferramenta poderosa, mas ainda é necessário combinar seu uso com insights humanos e conhecimento do mercado

Por isso, conte com o nosso marketplace de mais de 20 mil freelancers e deixe a criatividade e a compreensão humana continuarem desempenhando papéis cruciais no marketing eficaz.

Faça um teste gratuito por 14 dias para entender se faz sentido incluir na rotina do seu time de marketing.

Para utilizar o AI Persona Builder da Rock Content, você pode seguir o passo a passo fornecido no artigo, garantindo que forneça inputs de alta qualidade para obter resultados mais precisos.

Em resumo, a inteligência artificial está revolucionando o marketing digital, tornando-o mais eficiente, personalizado e orientado por dados. 

O AI Persona Builder é uma ferramenta que exemplifica como a IA pode ser usada para criar personas mais precisas e impulsionar o sucesso das estratégias de marketing. 

Ao aproveitar essas oportunidades da inteligência artificial, as empresas podem se manter competitivas e alinhadas com as demandas do mercado em constante evolução.

Como usar o AI Content Wizard para criar pautas de conteúdo eficientes?

Seja você um gerente de conteúdo, especialista em SEO ou até mesmo um growth hacker, é provável que você precise criar pautas de conteúdo vez por outra (ou várias vezes) durante a sua rotina no marketing. 

Pode ser que sua equipe de marketing de conteúdo já tenha atingido um nível de maturidade em que os processos de criação já estão bem definidos e são muito funcionais. Ou, talvez, você esteja dando os primeiros passos para estruturar um fluxo de conteúdo fluído, e qualquer ajuda é bem-vinda. 

Qualquer que seja o seu caso, é fato que estamos sempre em busca de soluções para otimizar e acelerar nossas tarefas no marketing.

Aqui na Rock Content não é diferente. Vivemos na pele o dia a dia do marketing digital e estamos sempre em busca de criar ferramentas que o torne cada vez mais prático e automatizado. 

E atire a primeira pedra o profissional de marketing que não recorreu à Inteligência Artificial este ano para otimizar seu trabalho, certo?

Pois é, nós também. E, quando se trata de criar pautas e ter ideias de conteúdo, temos uma carta escondida na manga: o AI Content Wizard.

Neste artigo, vou te mostrar como esta IA pode facilitar sua criação de pautas e dar vazão à ideias e produção de conteúdo. Continue lendo para descobrir as melhores formas de usar esse recurso!

Como o AI Content Wizard funciona?

Em suma, o AI Content Wizard te ajuda a identificar lacunas de conteúdo no seu site, ou seja, oportunidades de conteúdo que você ainda não está aproveitando, e transformá-las em pautas alinhadas com a sua estratégia e audiência. 

Para que a IA faça sua “mágica”, você precisa fornecer os seguintes dados:

  • Site da empresa
  • Localização da audiência
  • Setor de mercado da empresa
  • Competidores
  • Palavras-chave (sugeridas e adicionais)
  • Descrição do público-alvo

A partir dessas informações, a ferramenta conseguirá te sugerir três temas para o seu conteúdo. 

Para cada um desses temas, você terá acesso à análise de palavras-chave com volume de busca, índice de dificuldade, e possível abordagem para o conteúdo que atende à demanda da inteção de busca do usuário.

É como reduzir e automatizar várias etapas de pesquisa e desenvolvimento da estratégia de conteúdo em uma só. Nada como ganhar tempo, não é? 

[embedded content]

Leia também: Potencialize sua estratégia de conteúdo com o AI Content Wizard no WriterAccess

Usando o AI Content Wizard para criar pautas de conteúdo

A forma de uso do AI Content Wizard vai variar de acordo com o nível de maturidade e necessidades da sua equipe. Pode ser que você precise de mais ou menos ajuda a depender do tamanho do seu time, objetivos com a produção de conteúdo, entre outros fatores. 

Listei aqui duas formas principais de usar o AI Content Wizard para criar pautas de conteúdo que funcionam, de acordo com as demandas da sua equipe de marketing.

AI Content Wizard para equipes iniciantes

Uma equipe de marketing iniciante muitas vezes é composta por poucos membros, ou até mesmo um só. 

Se esse for o seu caso, provavelmente você precisa automatizar o máximo possível de tarefas operacionais para conseguir focar em ações mais estratégicas, como criação de planos e análise de dados. 

Você pode contar com o AI Content Wizard para identificar oportunidades de conteúdo, criar pautas do zero e desenvolver os briefings completos a serem enviados aos nossos redatores freelancers pelo WriterAccess

Com o direcionamento do briefing criado pela ferramenta, aliado à expertise e criatividade dos nosso redatores, você terá acesso a conteúdos de alta qualidade em pouco tempo e com mínimo esforço

Confira um exemplo de briefing que nós enviamos direto do AI Content Wizard para nossa redatora Shannon H, para o tema “segmentação por palavra-chave”*:

Este artigo para blog fornecerá insights e orientações valiosos sobre estratégias eficazes de segmentação por palavra-chave. 

O objetivo é expor os fatores que fazem com que uma palavra-chave não seja adequada para uma estratégia, e oferecer dicas para otimizar a pesquisa de palavras-chave e a produção de conteúdo. 

O artigo se concentrará em palavras-chave com baixo índice de dificuldade e de cauda longa com intenção de busca informativa, para aumentar o tráfego orgânico e melhorar o desempenho de SEO.

Estes são os subtítulos do pedido:

H1 O poder das estratégias eficazes de segmentação por palavra-chave
H2 Entendendo a importância da segmentação por palavra-chave
H2 Identificando os fatores que tornam uma palavra-chave incorreta para sua estratégia
H2 Otimização da pesquisa de palavras-chave para um índice de dificuldade baixo
H2 Aproveitamento de palavras-chave de cauda longa para intenção de busca informativa
H2 Implementação de estratégias eficazes de segmentação por palavra-chave

*Este briefing foi originalmente produzido em inglês. A versão apresentada neste artigo é uma tradução livre.

Este briefing completo foi feito em alguns minutos com a ajuda do AI Content Wizard, que puxou dados do nosso Web Crawler exclusivo e métricas utilizadas por ferramentas especializadas em SEO como SEMRush, Hrefs, Moz, SimilarWeb, Backlinko e outras.

Tudo isso para identificar a melhor oportunidade de conteúdo para o meu negócio baseado em dados

Você pode conferir o artigo final na íntegra aqui!

AI Content Wizard para equipes avançadas

Por outro lado, uma equipe de marketing avançada tem outras necessidades. 

Aqui na Rock Content, nós temos uma grande parte do nosso time dedicada a marketing de conteúdo. 

Eu, por exemplo, atuo exclusivamente como estrategista de SEO e tenho mais tempo dedicado à pesquisa de palavras-chave e oportunidades de conteúdo do que uma equipe iniciante.

Se esse também for o seu caso, uma abordagem que pode funcionar bem é fundir as ideias geradas pelo AI Content Wizard ao seu modelo usual de pauta e briefing. 

Você pode conhecer mais mais sobre o nosso processo e modelo de briefing neste artigo (e, de quebra, pegar um template para a sua equipe!).

A ferramenta ainda te poupará tempo na identificação de lacunas de conteúdo e possíveis palavras-chave que talvez você não tenha descoberto ainda. 

Além disso, ela te ajuda a definir o título e subtítulos do seu texto, que muitas vezes é o que guia a estrutura de um bom briefing. 

Confira a seguir mais um exemplo de briefing, desta vez um que uniu as ideias do AI Content Wizard com o nosso modelo de briefing interno. Ele foi enviado à nossa redatora Danielle S, para o mesmo tema “segmentação de palavra-chave”*:

Informações Básicas
Audiência Este conteúdo é destinado a profissionais de marketing, gestores de marcas, e empreendedores.
Topo de funil
Objetivo Ponto de dor da audiência a ser aliviado por este artigo: 

“Quando crio minha estratégia de SEO/conteúdo, quero segmentar as palavras-chave certas, para que eu possa ganhar tráfego orgânico para meu site e, por fim, converter mais.”

Orientações
Guia de estilo Use parágrafos curtos (2 a 3 linhas, de preferência)
O primeiro link deve ser interno;
Dados, exemplos e estudos são bem-vindos;
Use texto em negrito para enfatizar os pontos principais; 
Entenda que tipo de conteúdo você produzirá.
Voz e tom Educacional
Autoritativo
Estrutura
H1 Melhorando a segmentação por palavra-chave: Evitando palavras-chave erradas
Observe que este artigo não trata da segmentação de palavras-chave relacionadas a PPC, mas sim da pesquisa de palavras-chave para tráfego orgânico.

Introdução
Comece com uma introdução atraente que apresente notícias, estatísticas ou dados científicos, fatos curiosos ou storytelling.

H2 #1 Entendendo o impacto dos erros de pesquisa de palavras-chave no desempenho de SEODiscuta alguns erros comuns na pesquisa de palavras-chave e como eles afetam negativamente o SEO de um site.
H2 #2 Estratégias para melhorar a segmentação de palavras-chave e seus resultados
H3 #1 Identificar palavras-chave erradas em sua estratégiaH3 #2 Focar palavras-chave de baixa dificuldade
H3 #3 [Adicionar mais uma estratégia]

Conclusão
Conclua o artigo e não se esqueça de adicionar um CTA ao AI Content Wizard do WriterAccess, que ajuda os profissionais de marketing e analistas de conteúdo a encontrar as melhores palavras-chave para sua estratégia de conteúdo.

*Este briefing foi originalmente produzido em inglês. A versão apresentada neste artigo é uma tradução livre.

Você pode conferir o artigo final na íntegra aqui!

Usufruindo de AI no marketing, de forma ética

O surgimento e consolidação de ferramentas de AI para marketing traz consigo praticidade e aceleração na execução de tarefas, mas também muitas questões sobre um uso equilibrado e ético

Em especial na criação de conteúdo, são frequentes os problemas com plágio, direitos autorais e qualidade geral do conteúdo.

O AI Content Wizard oferece para equipes de marketing uma forma de se manter atualizado com o mercado de ferramentas baseadas em inteligência artificial, sem sacrificar qualidade e legalidade de seu conteúdo. É o melhor dos dois mundos: a eficiência da IA aliada à criatividade humana

Aqui na Rock Content, estamos empenhados em criar cada vez mais soluções com tecnologia de ponta que otimizem as rotinas de marketing de diverso setores. 

Contudo, fazemos isso com cautela e sempre prezando pela qualidade e minimização de quaisquer danos.

Ficou interessado pelo AI Content Wizard? Você pode testá-lo gratuitamente juntamente com todas as nossas outras ferramentas de IA durante o teste grátis do WriterAccess. Garanta sua demonstração gratuita agora mesmo!

Como otimizei minha escrita com 5 prompts do ChatGPT

O lançamento do ChatGPT em novembro de 2022 reacendeu o debate sobre Inteligência Artificial.

No marketing, uma das preocupações é o impacto das IAs na produção de conteúdo. Será que elas serão capazes de substituir profissionais com amplo repertório e anos de experiência para produzir conteúdos coerentes e criativos?

Aqui na Rock Content, já discutimos os riscos e benefícios das ferramentas de IA e o potencial de tornarem o dia a dia dos profissionais de marketing mais eficiente, sem deixar de lado a criatividade e adaptabilidade inerentes à mente humana. 

Profissionalmente, tenho usado o ChatGPT como mais uma das diversas ferramentas disponíveis para aprimorar minha escrita. Foco na palavra aprimorar, e não criar algo do zero.

Além de apostar em alguns recursos para refinar texto, também utilizo o ChatGPT para brainstorming de títulos, ter mais opções de ganchos interessantes e até para expandir o vocabulário durante um bloqueio criativo.

Aqui vou compartilhar 5 prompts do ChatGPT que utilizo com mais frequência e que me ajudam a otimizar a escrita persuasiva.

Antes, leve isto em consideração

Estou falando do ChatGPT neste texto por dois motivos:

  1. É uma das ferramentas de IA que mais se popularizou este ano;
  2. Eu realmente tenho utilizado ela e feito testes em meu dia a dia, que me permitem trazer algumas dicas práticas para você implementar também.

Isto não quer dizer que ela seja a única IA para otimizar a produção de conteúdo, muito menos a melhor. Se você está buscando uma ferramenta para este fim, leve algumas questões em consideração:

  • A segurança em relação aos dados que você disponibiliza para a IA (o ChatGPT realmente não é o melhor neste quesito);
  • Se possível, buscar por IAs que possam trazer o máximo de personalização possível em suas respostas para você;
  • Quando falamos especificamente em conteúdo, ajuda se a IA for desenvolvida especialmente para isso, com noções de Marketing e SEO.

Para estes casos, eu recomendo o AI Content Wizard, que otimiza muito a construção da sua estratégia de conteúdo (trazendo análises e sugestões), utilizando seus próprios dados de forma segura ou o AI Persona Generator para construção de personas. 

Ambos podem ser testados gratuitamente aqui

Boas práticas que aprendi usando ChatGPT

Se você já testou o ChatGPT em algum momento, deve ter percebido que algumas respostas são pouco (ou nada) satisfatórias, algumas vezes genéricas ou ambíguas. Isso acontece porque a ferramenta depende bastante de um imput bem estruturado para trazer outputs mais completos.

É como saber fazer pesquisas no buscador do Google: dependendo da palavra-chave, os resultados não estarão alinhados à intenção de busca do usuário.

Felizmente, existem algumas boas práticas no ChatGPT que ajudam a ter outputs melhores e que tenho aplicado no uso da ferramenta.

  • Saiba o que você precisa: tenha bem definido o que você precisa e comunique de maneira clara e objetiva ao escrever o prompt.
  • Forneça dados e contexto: com um prompt mais completo, a ferramenta terá mais informações para trabalhar e pode trazer respostas melhores.
  • Quanto mais específico, melhor: se o seu input for incompleto ou sem contexto, a resposta também seguirá nessa linha.
  • Peça mais exemplos ou explicações: se mesmo com inputs específicos e bem estruturados as respostas forem insatisfatórias, peça mais exemplos, explicações ou contextos à ferramenta.

Uma observação importante: evite inserir informações confidenciais ou sensíveis. A privacidade de dados do ChatGPT ainda é uma área nebulosa e existe pressão de governos ao redor do mundo para que a empresa criadora garanta a proteção de informações dos usuários dentro da ferramenta.

5 prompts do ChatGPT para aprimorar a escrita

Prompts” são sugestões ou comandos dados ao ChatGPT. São frases ou perguntas que servem como um “contexto” para que a ferramenta entenda o que você precisa e, assim, traga devolutivas de acordo com a expectativa.

Imagine como um diálogo: você faz uma pergunta (imput), a outra pessoa responde (output).

Listei 5 prompts que uso com mais frequência dentro do ChatGPT, mas existem muitas outras possibilidades para auxiliar a escrita com a ferramenta. Você pode adaptar estes prompts e encontrar maneiras de ter respostas melhores com o tempo.

1. Refinar o tom de voz da mensagem

Este é um dos prompts do ChatGPT básicos para copywriters. Você precisa já ter o texto que precisa aprimorar. Ao dar o comando para a ferramenta, ela retorna com algumas ideias para que seu texto atinja o tom de voz que você procura. 

Na caixa de texto do ChatGPT, você vai digitar solicitar que a ferramenta transforme um determinado um título ou assunto de email, por exemplo, em algo mais curto, longo, persuasivo, casual, profissional ou qualquer outro adjetivo que se encaixe no que você precisa.

Alguns exemplos:

Ao longo dos exemplos que listo aqui você vai notar que nem toda resposta está bem escrita ou pode ser aproveitada, mesmo que você faça modificações. 

Nesses casos, você pode gerar novas respostas para que a ferramenta forneça mais opções. As boas práticas que listei anteriormente também são muito recomendadas para otimizar seu trabalho na ferramenta.

2. Sinônimos ou antônimos para palavras

O ChatGPT também pode ser usado para pesquisar sinônimos e antônimos de algumas palavras ou expressões. No dia a dia, esse prompt é útil quando estou com algum bloqueio de escrita ou não encontro em outros canais de pesquisa opções interessantes para o que procuro. Alguns exemplos:

3. Mais opções para uma frase ou parágrafo

A ideia é buscar maneiras diferentes para escrever uma frase ou parágrafo a fim de torná-los mais objetivos e atrativos. É interessante para abrir o leque de possibilidades para transmitir uma ideia ou um contexto.

Por exemplo:

4. Brainstorming de ideias

Outro ótimo uso para o ChatGPT: fazer brainstorming de ideias sobre um tema. 

Você pode pedir ideias incomuns para um assunto e, se achar necessário, dê mais contexto para a ferramenta.

5. Sugestões de ganchos para emails e blogposts

Por fim, este prompt é útil para ter ideias de gancho para email marketing ou blogposts e cativar o público logo no início da leitura.

Estes são apenas alguns exemplos que podem te ajudar a usar o ChatGPT como um recurso para aprimorar seu copywriting. 

Experimente outras maneiras de fazer uma solicitação à ferramenta: isso vai expandir sua opções e você conseguirá respostas cada vez mais alinhadas ao que precisa.

E, lembrando, o ChatGPT é apenas uma do leque de ferramentas de IA que temos quando se fala em otimização de escrita e conteúdo.

Além de testar estas dicas, te recomendo passar na página do AI Content Wizard para testar a plataforma como uma facilitadora da sua estratégia de conteúdo. É extremamente eficaz.  

E, se quiser ir além, você também pode experimentar uma plataforma especializada em produzir conteúdo humano com a agilidade que as IAs proporcionam. Conheça a WriterAccess e faça um teste grátis de 14 dias!