Como produzir conteúdo de qualidade mesmo quando falta tempo

Todo início de ano é o mesmo:as equipes de marketing geralmente focam na análise, pesquisa de público e planejamento para o novo ciclo. Afinal, vale lembrar que o sucesso demanda 1% de inspiração e 99% de esforço.

Após mais de uma década trabalhando com pequenas empresas, o que mais encontrei foram empreendedores visionários, mas com recursos limitados para o marketing de conteúdo. Priorizar operações diárias é compreensível, mas negligenciar conteúdo prejudica a sua estratégia.

Bem, é hora de mudar o jogo. Pela minha experiência pessoal, posso atestar que contar com a plataforma certa faz toda a diferença.

A escolha das tecnologias é crucial para o seu sucesso

Como líder de especialistas que cuidam do marketing de conteúdo de mais de 8 contas cada, posso afirmar com confiança que a tecnologia é vital para nós.

O nosso pacote de ferramentas inclui três plataformas robustas: Google Suite, HubSpot e WriterAccess.

Com o WriterAccess, você tem duas opções: usar a plataforma e contar com nossos freelancers para entregar conteúdo em sua estratégia, ou escolher serviços de gestão para apoio das suas operações.

A seguir, vou explicar como dois especialistas implementam pelo menos 28 estratégias de marketing para produtos, objetivos e personas diferentes. Confira!

Simplifique as propostas de tema

A apresentação de temas de conteúdo costuma levar cerca de 15 minutos por peça. Mas, com nossa abordagem, economizamos até três horas ao mês para focar em outras tarefas, considerando uma estratégia de 10 conteúdos mensais.

Nossos especialistas fazem um pedido, selecionam os temas e nossos redatores freelancers oferecem ideias para o conteúdo.

Para pitches ainda melhores, oferecemos detalhes específicos, como referências, instruções diretas sobre as necessidades da persona e a estrutura desejada para o material, incluindo sugestões de objetivo, título e subtítulos.

O cliente aprova os melhores temas de acordo com suas preferências, e o processo segue automaticamente para a produção.

Automatize o fluxo com pedidos recorrentes

Outro recurso que economiza tempo é o pedido recorrente. Após determinar o número de solicitações de conteúdo para o trimestre, configuramos recorrências com propostas de temas, recebendo automaticamente novas ideias de forma contínua. Isso elimina a necessidade de fazer pedidos repetidos.

Nós preferimos trabalhar com prazos trimestrais, mas a automação pode ser ajustada para o ano todo ou apenas um mês, conforme a estratégia desejada.

Pedidos recorrentes são particularmente úteis para clientes ou projetos sem diretrizes detalhadas de planejamento de conteúdo. Caso contrário, o pedido em massa economizaria muito tempo.

Utilize a importação em massa para maior eficiência

O recurso de importação em massa economiza pelo menos cinco minutos por pedido. Em nossas operações de serviços de gestão, temos três formas padronizadas de iniciar a produção de conteúdo, e a seguinte é a nossa preferida.

Primeiro, fazemos uma solicitação de estratégia para um certo número de conteúdos vinculados aos ativos estratégicos e diretrizes no portal de ferramentas, abrangendo instruções importantes de marca e SEO.

Depois, um estrategista freelancer trabalha no pedido por cerca de cinco dias, e gerenciamos essa entrega de forma eficiente com o simples sistema de alertas e o recurso de comunicação da plataforma.

Após a aprovação do cliente no mapeamento, importamos em massa todos os conteúdos aprovados de uma só vez, colocando-os em produção. Ao final do mês, economizamos mais de 12 horas no processo de pedidos.

Como o uso de templates ajuda a economizar tempo

Alcançar qualidade de forma consistente é desafiador se cada membro da equipe tem sua própria interpretação. Para agilizar a produção de conteúdo nesse sentido, contamos com os templates.

Quando começamos a planejar o fluxo de trabalho do cliente, nossos especialistas criam modelos com base nas diretrizes essenciais. Em vez de configurar cada pedido individualmente, eles revisam e melhoram os templates, alinhando-os à estratégia do cliente conforme recebem feedback.

Posso garantir que economizamos vários cliques de copiar e colar ao longo do dia, resultando em horas salvas. O segredo dos templates é simples: quanto mais diretrizes diretas você tiver, menos tempo será necessário para revisões, pois o conteúdo se alinha melhor às expectativas.

Isso significa que diminuirão os ajustes e refações, sem contar que o freelancer terá mais facilidade para atingir o nível esperado de qualidade.

Usando add-ons para ainda mais eficiência

Nas operações da minha equipe, estamos sempre testando maneiras de escalar bons processos, e os add-ons (ou complementos) são uma parte inteligente disso. Para aumentar a eficiência, adicionamos ao pedido serviços como pesquisa de imagens, meta título, meta descrição e copy para redes sociais.

Selecionamos apenas o que é necessário, e o redator oferece esses extras a um preço justo.

Isso também se aplica a templates. Basta selecionar os complementos uma vez e eles ficarão salvos para os próximos pedidos.

Assim, economizamos mais tempo na produção de conteúdo! Quando o material está pronto e aprovado para ser publicado no blog do cliente, não precisamos criar copy SEO nem procurar imagens de capa.

Profissionais talentosos disponíveis a uma mensagem de distância

Administrar uma máquina de marketing de conteúdo é mais fácil quando conectado a uma vasta rede acessível sob demanda.

Estimo que economizamos pelo menos 40 dias úteis com produções externas. Mesmo se fosse feito internamente, não conseguiríamos cobrir todas as necessidades, como conteúdo especializado, vídeos e design.

Procurar profissionais talentosos pode ser cansativo. Quando fundei minha agência em 2016, contratar freelancers para diferentes habilidades era desafiador.

Apesar do tempo investido, não havia garantia de sucesso. Imagino como seria útil para alguém como Carol, de 25 anos, contar com uma plataforma que oferece sistemas de pagamento seguros, padrões de qualidade, verificação de perfil confiável e suporte contínuo. Sem falar nos contratos e termos que devem ser acordados entre as partes, na gestão de comunicação e muito mais.

Trabalhar com a plataforma certa nos permite pular etapas burocráticas e nos conectar rapidamente com o talento certo. Pelo WriterAccess, usamos a pesquisa avançada para localizar profissionais específicos ou publicamos casting calls para projetos, facilitando o processo de encontrar talentos qualificados.

Depois, entramos em contato com o freelancer para explicar os requisitos do projeto e alinhar expectativas. E sim, também temos templates para agilizar esse processo.

O valor das Love Lists para construir uma equipe criativa

Construir um time criativo confiável é crucial para economizar tempo. Embora a fase inicial demande testes e feedbacks aos freelancers, uma vez formada a equipe ideal para o cliente, a produção de conteúdo torna-se mais tranquila, com menos revisões e ajustes.

O esforço no primeiro mês nos permite formar um grupo de talentos para o ano inteiro, fazendo apenas algumas adaptações conforme o projeto evolui.

Economizando tempo, energia e recursos com tecnologia

Viu só como trabalhar com a plataforma certa é fundamental para as operações da Rock Content?

Estas são apenas algumas das maneiras pelas quais usamos o WriterAccess para gerenciar a produção de marketing de conteúdo de centenas de materiais por mês com uma equipe muito pequena de 2 especialistas, aprimorada pelo poder da colaboração e pelos sistemas certos.

É assim que o WriterAccess facilita a gestão do marketing de conteúdo, economizando tempo para focar no que é mais importante.

Quer saber mais?

O WriterAccess é uma plataforma de conteúdo com mais de 15.000 talentos especializados, prontos para criar materiais de alta qualidade, independentemente do nicho.

Com ferramentas de IA, integrações e dashboards inteligentes, a plataforma não só auxilia na criação de conteúdo exclusivo, mas também facilita o acompanhamento de toda a estratégia, desde a persona até a publicação.

Teste o WriterAccess gratuitamente por 14 dias e veja como você pode economizar tempo estratégico em sua rotina de marketing.

Gerenciamento de agências com base em dados: como implementar na prática?

Confesso que nunca fui a maior fã dos números. Quando comecei meu curso superior, um dos motivos que me levaram a escolher comunicação foi a crença de que esse seria um ótimo caminho para alguém que não se sentia confortável com cálculos – um equívoco típico de uma jovem universitária.

No entanto, à medida que continuei estudando e me aprofundando na área, fui entendendo que os números são verdadeiros aliados em qualquer planejamento. Afinal de contas, como saber se estou no caminho certo sem conseguir mensurar os resultados? 

Gerenciamento de agências com base em dados

Bem, entender a importância dos números e dados é uma coisa. Se sentir confiante trabalhando com eles é outra bem diferente.

Foi ao longo dos últimos oito anos trabalhando em agências e assessorias de comunicação, que percebi que não estou sozinha nessa jornada. De acordo com uma pesquisa da Qlik, apenas 24% dos tomadores de decisão se sentem confiantes em sua capacidade de usar dados.

Mas não precisa ser assim. 

Neste artigo, quero compartilhar um pouco sobre o que fiz para superar minhas limitações com números e me tornar uma profissional totalmente data-driven, e aplicar isso no gerenciamento de agências.

Também vou te mostrar como você pode fazer o mesmo e, se quiser, como ter uma ajuda extra com softwares de gerenciamento exclusivos para agências.

Vamos lá?

Por que e como utilizar os dados no gerenciamento da minha agência?

Entre os erros mais comuns observados em agências, destacam-se a falta de assertividade na definição de preços pelos serviços oferecidos e os desafios em dividir os custos operacionais, o que acaba prejudicando a estabilidade da projeção financeira.

Além disso, a dificuldade em medir determinados dados e a falta de compartilhamento de informações entre as equipes também contribuem para situações desafiadoras. 

Em meio a esse mar de informações, estabelecer métricas e, consequentemente, mensurá-las e usá-las na tomada de decisão, não é uma tarefa tão simples. 

São diversas demandas simultâneas, vários colaboradores em um único projeto e, frequentemente, prazos apertadíssimos. 

Gerenciamento de agências com base em dados

Organizar o fluxo de trabalho e tornar os dados gerenciáveis oferece a oportunidade de tomar decisões mais assertivas, investir tempo e recursos na otimização de processos e no crescimento da agência.

E os números falam por si: de acordo com o relatório Insights-Driven Businesses Set the Pace for Global Growth, empresas que adotam uma abordagem orientada por dados registram um crescimento anual superior a 30%.

E como driblar as dificuldades comuns na maioria das agências e fazer uma gestão de dados eficiente para tomada de decisões mais assertivas? É aí que a implementação de um software pode ser de grande auxílio.

A adoção de um sistema focado na gestão de agências pode contribuir para:

  • Automatização de processos.
  • Melhoria na tomada de decisões.
  • Controle financeiro.
  • Aprimoramento da gestão de equipe.
  • Melhoria na relação com o cliente.
  • Segurança no armazenamento de dados.
  • Escalabilidade.

Foram incontáveis os perrengues que passei tentando mensurar dados de forma eficaz e estabelecer metas claras em minha trajetória profissional. 

Quando entrei em contato pela primeira vez com o Studio, em 2019, a primeira coisa que pensei foi: “Como teria sido bom conhecer essa ferramenta mais cedo”.

Através dele, descobri uma maneira de enxergar novas oportunidades, deixando de lado minha insegurança e mergulhando de cabeça no universo da análise orientada por dados.

Gerenciamento de agências com base em dados

Tornando a gestão pautada em dados ainda mais simples

Bem, o Studio nada mais é do que um software específico para gestão de agências que engloba todos os setores em um mesmo lugar. 

Através do cruzamento de dados, com mais de 40 relatórios disponíveis, ele traz a possibilidade de visualizar de forma clara algumas situações que, normalmente, consideramos quase impossível de serem mensuradas.

Vou dar alguns exemplos:

Metrificação de tempo investido em cada demanda

Nem sempre o tempo investido em um projeto pode ser mensurado com precisão, o que torna o planejamento mais complexo e pode resultar em uma precificação abaixo do custo real.

É por isso que uma das funcionalidades que eu mais gosto dentro do Studio é o timesheet, que calcula de forma simples e precisa quanto tempo um colaborador dedica a cada etapa do projeto.

Gerenciamento de agências com base em dados

Quem nunca concluiu que uma peça de design pudesse ser feita “rapidinho”, só para descobrir que era muito mais complexa do que o esperado, com inúmeras solicitações de ajustes por parte do cliente?

Alias, a refação também pode ser contabilizada no sistema, o que possibilita um acordo entre a agência e o cliente, estabelecendo um limite para o número de refações ou cobrando por elas.

Dessa forma, você pode garantir a otimização do trabalho da sua equipe e, por meio de relatórios, como a duração das atividades e o número de refações mensais, automatizar ainda mais seus processos.

Cálculo de custo em um projeto, levando em conta o valor por hora dos colaboradores envolvidos

Outra dificuldade comum dentro de agências é, ao determinar tarefas, estipular o time envolvido.

Normalmente, avaliamos a senioridade e o número de demandas. Mas até que ponto o custo de cada profissional pode influenciar na precificação de um projeto?

Por exemplo, atribuir determinadas tarefas aos colaboradores juniores pode resultar em economia de custos, permitindo que os colaboradores seniores desempenhem funções mais estratégicas em outros projetos. 

Distribuindo de forma estratégica as tarefas para os colaboradores, é mais fácil aumentar a quantidade e/ou nível de qualidade das entregas, e tudo isso pode ser medido por meio de relatórios dentro do Studio, como o “Duração de Atividades X Custo”.

Gerenciamento de agências com base em dados

Análise de quais clientes e projetos demandam mais tempo da equipe

Quem trabalha com atendimento sabe que sempre haverá aqueles clientes que demandam um pouco mais. Pedem mais ajustes, demoram um pouco mais para aprovar e acabam consumindo um tempo maior do que o inicialmente planejado para a execução do projeto. 

Por isso, um dos meus relatórios favoritos é o Ranking de Clientes, que me permite analisar em quais clientes minha equipe investe mais tempo e se, de fato, esse cliente tem sido lucrativo.

Gerenciamento de agências com base em dados

Comunicação direta com o cliente dentro da própria plataforma

Tendo a otimização de tempo como um dos principais fatores na busca pelo gerenciamento pautado em dados, a integração entre departamentos é um diferencial ímpar. 

No entanto, essa estratégia não deve se limitar apenas aos departamentos, mas também à comunicação com os clientes.

Economizar horas esperando por uma resposta no WhatsApp, um simples “ok” por e-mail ou até mesmo uma reunião exclusiva para aprovação ajuda – e muito – a consolidar processos. 

O Módulo de Comunicação com o Cliente oferece a possibilidade de envolvê-los no fluxo de trabalho da sua equipe, permitindo que eles aprovem ou solicitem ajustes diretamente pela plataforma.

O gerenciamento de agências com base em dados é mais que uma opção

Em um cenário onde qualquer erro pode ter um impacto significativo no seu negócio, e os riscos precisam ser cada vez mais reduzidos, tomar decisões baseadas em dados, em vez de confiar apenas em achismos, não é mais uma opção. É uma necessidade!

Investir em um software que auxilie na gestão baseada em dados é escolher trilhar um caminho em direção ao crescimento, tendo segurança em suas ações.

Você deseja começar a usar dados consistentes em sua estratégia de forma simples e eficiente? Solicite uma demonstração gratuita com um de nossos especialistas.

5 motivos para começar a usar o WriterAccess em sua agência de marketing

Como profissional que trabalha com o público há quase 10 anos, posso dizer que a criação de conteúdo é um aspecto fundamental das estratégias modernas de marketing e comunicação das agências de marketing.

De fato, 88% dos profissionais de marketing que já fazem trabalho de SEO planejam aumentar ou manter seu investimento este ano, enquanto o Marketing de Conteúdo foi apontado como uma das principais prioridades das equipes de Marketing nas pesquisas recentes.

Com isso em mente, é possível ver por que a criação de conteúdo estratégico pode impulsionar o crescimento dos negócios e criar impressões duradouras na mente dos consumidores.

E é exatamente por isso que as agências se esforçam para se destacar em um cenário competitivo e se conectar com seu público-alvo.

Mas, quando você gerencia e é responsável pelo conteúdo de muitas marcas, de diversos nichos e com públicos distintos, pode ser muito desafiador desenvolver conteúdos que gerem valor para cada um de seus clientes.

Se você possui uma agência de marketing ou trabalha em uma, e este é um desafio constante para você, fico feliz em dizer que o WriterAccess pode ser a solução perfeita para você e sua equipe.

Por meio de sua extensa rede de talentos, a plataforma possibilita que agências de marketing acessem um grupo diversificado de especialistas da indústria capazes de criar conteúdo personalizado para atender a suas necessidades específicas.

Além disso, o WriterAccess se destaca ao promover a colaboração entre agências de marketing e seus clientes, tornando o processo de criação de conteúdo mais transparente e eficiente.

Ainda não se convenceu? Então, vamos ver as 5 principais características que são particularmente benéficas para agências de marketing:

1. Acesse uma grande variedade de redatores, designers e criadores de conteúdo

Como mencionei, o WriterAccess oferece acesso a uma vasta rede de profissionais freelancers habilidosos, com diversas expertises.

A versatilidade e flexibilidade desses profissionais permitem que as agências de marketing atendam a uma ampla variedade de necessidades de conteúdo, seja para blog posts, conteúdo para redes sociais ou artigos específicos para determinados segmentos.

Além disso, a disponibilidade de redatores especializados em diferentes setores garante um conteúdo preciso e criativo, alinhado com os requisitos específicos dos clientes e demonstrando o comprometimento da agência em entregar informações valiosas.

Um exemplo é a agência de marketing digital full service RivalMind, que aumentou sua produção de conteúdo em 67% graças à plataforma WriterAccess.

Anteriormente, conforme contou o chefe de estratégia de marketing de pesquisa, era difícil para os redatores internos manter a qualidade do conteúdo que os clientes precisavam e esperavam.

O mesmo aconteceu com a agência de marketing InfoStream Solutions, que possuía uma equipe de redatores internos extremamente talentosos.

No entanto, como explicou o COO, “não importa o quão habilidosos sejam nossos redatores de conteúdo [internos], não é possível que eles tenham experiência em todos os setores”.

Sua equipe interna costumava gastar muito tempo pesquisando conteúdo específico para determinados segmentos, resultando em atrasos nos projetos e frustração.

Tudo isso mudou com o WriterAccess: “Fomos muito atraídos pela economia de tempo e energia.” Ao contar com uma diversificada equipe de redatores, as agências não só economizam tempo e recursos, mas também são incentivadas a obter novas perspectivas e abordagens criativas na criação de conteúdo.

Ao deixar as tarefas de redação para os profissionais, as agências de marketing podem concentrar-se em suas competências principais e lidar com vários projetos simultaneamente.

Trabalhar com um leque de freelancers em uma plataforma fácil de gerenciar permite às agências:

  • Reduzir os custos operacionais.
  • Atender a diversos clientes com qualidade e rapidez.
  • Permitir entregas de grande porte.
  • Realocar recursos, já que a agência não está vinculada a uma estrutura de custos fixos para a equipe de produção de conteúdo, podendo investir esforços e pessoal em atividades mais estratégicas, obtendo uma vantagem competitiva.

Esse fluxo de trabalho contínuo contribui para a consistência do conteúdo, permitindo que as agências mantenham uma identidade de marca forte e reconhecível para cada cliente.

2. Economize tempo com ferramentas de gerenciamento de conteúdo

O WriterAccess oferece recursos robustos de gerenciamento de conteúdo que facilitam a organização, agendamento e o monitoramento de projetos. Isso faz dele uma plataforma poderosa para agências de marketing em busca de um processo eficiente de criação de conteúdo.

Um dos principais aspectos das ferramentas de gerenciamento de conteúdo é a funcionalidade de agendamento fácil de usar: as agências de marketing podem definir prazos e cronogramas para cada projeto, garantindo que a entrega de conteúdo esteja alinhada com as estratégias de marketing de seus clientes, evitando atrasos e assegurando um processo de criação de conteúdo tranquilo.

Além disso, a plataforma permite que as agências priorizem projetos, aloquem recursos de forma eficaz e gerenciem vários projetos simultaneamente, aumentando a produtividade geral.

Por exemplo, o recurso de monitoramento de projetos permite que as agências monitorem o progresso de cada projeto, revisem rascunhos e solicitem revisões conforme necessário, garantindo que o conteúdo final atenda aos padrões de alta qualidade da agência e às expectativas do cliente.

E se a sua agência está acostumada a usar planilhas para gerenciar seu conteúdo, o WriterAccess pode ajudar muito a economizar seu tempo e aumentar a escala da sua produção.

A funcionalidade de “Importar Títulos em Massa” traz comodidade para o seu dia-a-dia, pois permite que você faça o upload de arquivos CSV e faça seus pedidos em massa, ao invés de preencher o briefing de cada conteúdo individualmente.

Assim, você otimiza a sua execução e ganha tempo para investir em atividades mais estratégicas e com uma maior vantagem competitiva para a agência.

Se desejar, você pode testar a plataforma gratuitamente por 14 dias e ver tudo isso na prática.

O fluxo de trabalho integrado economiza tempo e minimiza a carga administrativa, permitindo que as agências de marketing se concentrem no que é mais importante: o cliente.

3. Conte com a ajuda da Inteligência Artificial

O WriterAccess traz uma variedade de recursos inovadores, impulsionados pela Inteligência Artificial, especialmente projetados para atender às necessidades únicas da criação de conteúdo das agências de marketing.

Um destaque é o Gerador de Personas, que auxilia as agências na criação de diferentes personas para os nichos que atendem. Com base em dados demográficos e comportamentais, a IA pode rapidamente criar buyer personas detalhadas e realistas, permitindo que as agências criem conteúdo personalizado e envolvente que gere identificação junto aos potenciais clientes de seus clientes.

Com as informações fornecidas pelo Gerador de Personas, as agências de marketing também podem ajustar suas estratégias de conteúdo, garantindo que o conteúdo atenda diretamente às preferências, pontos problemáticos e interesses do público-alvo buscado, resultando em campanhas de marketing mais eficazes e impactantes.

Outra ótima ferramenta é o AI Content Wizard: em apenas 5 etapas simples, você descobrirá oportunidades de conteúdo que seus clientes estão perdendo.

Isso é possível porque, em questão de minutos, a plataforma realiza extensa pesquisa de conteúdo e análise de oportunidades para criar resumos de conteúdos pensados para otimizar o ranking do seu blog e o dos seus clientes no Google.

[embedded content]

Por meio de informações sobre seu público, concorrentes, palavras-chave e persona, o WriterAccess é capaz de personalizar a pesquisa de conteúdo e análise de oportunidades de acordo com as necessidades comerciais de cada um de seus clientes.

Além disso o recurso de Busca Avançada permite achar o talento certo para o seu projeto através de filtros avançados ou pedir uma recomendação personalizada dos melhores talentos para vocês.

4. Crie um portal personalizado com a sua marca

O White Label Portal do WriterAccess é uma ferramenta poderosa que permite que as agências de marketing fortaleçam sua presença de marca e expandam suas capacidades de criação de conteúdo sem esforço.

Ele funciona como uma plataforma “rebrandable” e personalizável, permitindo que as agências acessem uma ampla gama de serviços de criação de conteúdo e os apresentem sob sua identidade de marca exclusiva.

Esse nível de personalização permite que as agências mantenham controle total sobre a experiência do cliente, apresentando uma aparência consistente e coesa em todos os seus canais de comunicação.

Desde o envio de solicitações de conteúdo até a comunicação com os redatores e a aprovação do conteúdo, a interface fácil de usar promove a colaboração e reduz as barreiras de comunicação entre as agências e seus clientes.

Com essas informações, as agências podem tomar decisões orientadas por dados e aprimorar suas estratégias de conteúdo para obter melhores resultados para seus clientes.

5. Integre todas as suas ferramentas de conteúdo

A integração do WriterAccess com plataformas externas oferece uma incrível conveniência para agências de marketing, tornando o fluxo de trabalho de conteúdo mais eficiente e aumentando a eficácia dos seus processos.

Ao conectar o WriterAccess ao Hubspot, WordPress, Google Analytics e outras soluções, as agências podem criar um processo unificado e centralizado de criação de conteúdo, eliminando a necessidade de alternar entre várias plataformas. Isso economiza tempo e reduz o risco de perda de dados ou falhas na comunicação.

Além disso, as agências podem aproveitar os recursos e capacidades de todas as plataformas simultaneamente, maximizando os benefícios e melhorando a experiência geral de criação de conteúdo.

Clique aqui para saber mais sobre a integração do WriterAccess com plataformas de terceiros

Como você viu, o WriterAccess oferece uma infinidade de benefícios para agências de marketing que desejam aprimorar suas estratégias de criação de conteúdo e gerar resultados excepcionais para seus clientes.

Ao aproveitar as possibilidades do WriterAccess, as agências podem navegar pelo dinamismo do cenário digital com confiança, se consolidar como especialistas em conteúdo e garantir a satisfação duradoura dos seus clientes, reforçando sua posição no campo do marketing de conteúdo, que está sempre em evolução.

E se você ainda não utiliza o WriterAccess em sua agência de marketing, agora é a hora perfeita para experimentá-lo: clique aqui e comece seu teste gratuito de 14 dias!

Gestão para agências: saiba como fazer o melhor para a sua agência digital

Para conquistar espaço no mercado e atrair novos clientes, é fundamental investir em melhorias constantes em sua empresa. Entre tantos aspectos importantes para alcançar o sucesso do mercado, vale a pena descobrir quais os melhores caminhos para ajustar seu plano de gestão para agências.

Conforme novas empresas chegam ao mercado, é essencial criar diferenciais para fidelizar os clientes e manter um bom fluxo de receitas entrando em caixa.

Pensando nisso, organizamos este post completo sobre como fazer o melhor para sua agência. Então, continue a leitura e confira nossas dicas!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que destaca uma agência de digital entre os concorrentes?

Encontrar maneiras de se destacar no mercado de Marketing Digital é um passo importante para obter resultados incríveis e aumentar a lucratividade.

Há diversos passos que podem ser adotados com o objetivo de elevar a relevância da agência, como:

  • treinar sua equipe: oferecer treinamentos é crucial para ter um time preparado para atender bem e resolver os problemas dos clientes;
  • acompanhar as tendências: estar com a atenção voltada às oportunidades de mercado ajudará a sair na frente dos concorrentes;
  • ter um bom planejamento: elaborar um plano estratégico ajuda a chegar até a sua persona e a aumentar a relevância da agência;
  • ter comprometimento com os prazos: desenvolver um calendário para evitar atrasos também é uma ótima alternativa;
  • alinhar expectativas: essa dica é fundamental para que você consiga superar as expectativas dos clientes, tornando claro tudo o que vai ser desenvolvido;
  • conte com suporte: encontrar boas empresas parceiras é uma oportunidade de melhorar os seus entregáveis.

Esses são alguns dos fatores que vão ajudar a destacar a sua agência frente aos concorrentes do mercado. Ao adotar essas boas práticas, é possível encantar os consumidores e aumentar as demandas pelas soluções oferecidas.

Quais são os maiores desafios das agências digitais?

Para conseguir superar as adversidades que podem existir no dia a dia da agência, é preciso conhecê-las. Isso ajudará a determinar estratégias que levem a resolver os potenciais problemas e ganhar relevância no mercado.

A seguir, listamos os desafios mais comuns enfrentados no seu segmento. Leia!

Lidar com cronogramas incertos

Fazer um cronograma pode ser bem desafiante para uma agência digital. Isso porque, muitas vezes, é difícil manter clientes por um longo período.

Com a rotatividade, surgem as dificuldades de garantir mais precisão na hora de elaborar um planejamento e ter um calendário bem desenvolvido.

Uma dica que pode ajudar a superar essa dificuldade é melhorar as entregas realizadas. Isso pode ser feito por meio da qualificação da sua equipe, oferecendo treinamentos, entendendo as necessidades dos colaboradores e incorporando novas ferramentas que ampliem a qualidade dos serviços.

Contar com uma empresa especializada para oferecer suporte para a sua agência também é uma opção. Assim, você consegue terceirizar algumas partes do trabalho e focar as atividades que mais domina, agregando valor aos consumidores da agência.

Manter a comunicação ágil

Outra dificuldade que pode ser enfrentada nas agências é relacionada à comunicação com os clientes internos e externos. Por exemplo, é possível encontrar adversidades para manter a integração e o diálogo fluído entre os setores da empresa, o que acabará impactando os resultados e as entregas aos clientes.

Além disso, pode haver entraves na hora de se comunicar com o seu cliente ou lead. Ao contar com canais inadequados para conversar com os consumidores, as chances de perdê-los e de não atingir as metas podem aumentar.

Por isso, o ideal é utilizar ferramentas que ajudem a agilizar a sua comunicação, tanto com funcionários quanto com clientes.

Além disso, pode ser interessante adotar metodologias ágeis para garantir a fluidez de informações e de processos, oferecendo melhor performance para a agência.

Escalar o negócio

Fazer uma agência de marketing escalar não é uma tarefa simples. A partir do momento em que ela começa a crescer, é preciso encontrar novas soluções para manter a qualidade dos serviços oferecidos para um número maior de clientes. Isso vai demandar esforços em várias direções.

Por exemplo, será necessário contratar novos colaboradores talentosos, fazer parcerias e até terceirizar tarefas. Além disso, buscar ferramentas que ajudem a manter todos os processos em dia, melhorar as vendas e muitas outras atividades.

O melhor caminho a seguir, nesse sentido, é fazer um planejamento inicial já considerando o potencial de crescimento da agência. Porém, caso não tenha adotado tal estratégia, vale contar com o suporte de parceiros que já estão há mais tempo no mercado.

Isso será relevante para encontrar as melhores soluções e adequar os processos para atender aos clientes com a qualidade de sempre.

Quer entender mais sobre o ganho de escala em uma agência? Então, vale a pena conferir os seguintes artigos:

Gerenciar o relacionamento com os clientes

Manter os clientes é uma fase importante para ter um crescimento sustentável e garantir mais previsibilidade para a empresa. Além disso, a fidelização dos consumidores dos serviços da agência pode representar uma fonte de economia.

Afinal, o custo para adquirir novos clientes tende a ser mais elevado do que o valor para realizar a manutenção dos atuais. Diante desse cenário, torna-se primordial garantir um bom relacionamento com os consumidores, o que nem sempre é uma tarefa simples.

Para superá-la, é necessário ter diálogos bem alinhados e cumprir as promessas realizadas. Ainda é relevante oferecer um suporte adequado para evitar que ele se decepcione com a agência.

Lidar com constantes mudanças

O mercado digital é marcado por mudanças constantes, provindas de novas ferramentas, inovações e teorias. Ter atenção a cada uma delas é um desafio, ao passo que representa uma oportunidade. Isso porque, ao conseguir se antecipar à concorrência, você consegue oferecer novidades e se diferenciar.

Porém, para que isso traga os resultados esperados, é preciso que se tenha grande atenção aos eventos e tendências do mercado. É primordial encontrar boas fontes de informações e acompanhá-las para entender o que está ocorrendo no meio digital.

Também é válido realizar brainstorming com equipe e reuniões com parceiros para discutir como aproveitar as oportunidades para agregar valor aos clientes.

Como gerir uma agência de marketing digital?

Ao entender quais são os desafios possíveis, fica mais simples saber como fazer a gestão para agências. Também é válido conhecer as boas práticas que mostraremos, logo a seguir.

Elas vão trazer ainda mais eficiência para o seu negócio, garantindo diferenciação frente aos concorrentes.

Integração do cliente

A partir da compreensão dos desafios que você tende a enfrentar, a probabilidade de manter os clientes e conquistar novos é bem elevada. Isso faz com que seja necessário aprender a integrar os novos parceiros à agência.

Nesse sentido, será preciso ter um bom diálogo com eles, alinhando quais são as obrigações e deveres de cada parte, estabelecendo os objetivos e prazos para alcançá-los. Também vale inclui-los no cronograma de trabalho, com o intuito de evitar atrasos que geram frustrações.

Outro fator que pode ajudar na integração é fazer a definição das métricas que serão seguidas, bem como a periodicidade dos relatórios que contêm os resultados obtidos.

Esse fator será essencial para demonstrar como a agência está agregando valor ao negócio do cliente.

Escopo do trabalho

Outro ponto relevante para que tudo saia de acordo com o planejado é realizar uma boa definição do escopo do trabalho. Por exemplo, é possível que o cliente contrate a sua agência apenas para a construção da imagem da marca por meio de conteúdos. Desse modo, será necessário estabelecer quais são as etapas e atividades que serão efetuadas pela agência.

A partir dessa definição, pode-se ter mais eficácia no desenvolvimento dos trabalhos. É essencial ter bem alinhados os deveres e obrigações das partes no projeto que foi desenhado.

Gestão dos projetos

Para alcançar escala e ótimos resultados com a agência, é muito importante que a gestão de projetos seja realizada de maneira eficiente. Isso vai permitir que as entregas sejam realizadas no prazo estabelecido e com extrema qualidade, encantando os consumidores e aumentando a duração dos contratos.

Para executar esse gerenciamento, existem diversas ferramentas que podem ajudar. Ainda vale adotar simplificações nos projetos que auxiliem a sua equipe a se manter produtiva e atender às expectativas dos clientes.

Também é possível contar com parceiros comerciais para delegar atividades que são secundárias na empresa. Há diversas oportunidades de parcerias que podem ser um ponto-chave para a agência se destacar e para contar com profissionais especializados em determinados assuntos.

Oferta de preços

Ter uma cartilha de preços diferenciados é outra opção para gerenciar a sua carteira de clientes. Por exemplo, você consegue estabelecer pacotes com diferentes serviços e custos, dando mais alternativas aos clientes.

Isso faz com que seja possível diminuir a rotatividade na empresa e realizar os ajustes necessários para se manter com alta competitividade no mercado. Ainda é válido ter atenção às tendências para potencializar a performance da agência.

Quais são as principais tendências e como se preparar?

Outro cuidado importante para garantir o sucesso do seu projeto se refere à percepção de novas tendências do mercado. Isso permite se adiantar em meio às novidades, gerando valor para seus clientes e aproveitando os principais benefícios das inovações que aparecem.

Com base na sabedoria popular, “quem sai na frente bebe água fresca”. Portanto, vale a pena ficar de olho nas principais mudanças que impactam as suas atividades e pensar em como se adaptar a elas.

Alterações no algoritmo do Google

O rankeamento nos buscadores é um importante meio de obter tráfego orgânico, tanto para seus clientes quanto para a própria agência de marketing. Por isso, sempre que o Google anuncia alguma atualização, vale a pena entender quais são elas e como isso impacta sua estratégia de produção de conteúdo.

Dessa maneira, além de manter as palavras-chave que sua empresa já conseguiu rankear, também é possível conquistar novos posicionamentos diante de uma rápida adaptação dos materiais postados. 

Com o surgimento de ferramentas de IA, como o ChatGPT, o Google tende a desenvolver mecanismos para rebaixar conteúdos que foram desenvolvidos por esse meio.

As atualizações do final de 2022 sugerem haver mudanças para valorizar a qualidade de um texto e sua originalidade, sendo esse um importante fator de atenção para sua produção de conteúdo.

Rastreamento de dados

A melhoria de sua gestão de agência digital também depende de implementar o uso de dados para medir, acompanhar e estabelecer métricas relevantes para sua empresa.

Por meio de aplicativos, plataformas e demais ferramentas digitais, você consegue acompanhar interações dos usuários como seus conteúdos, visualizações nas páginas, cliques, downloads e demais aspectos basilares para o sucesso de um projeto.

Por meio dessas informações, sua equipe consegue personalizar o conteúdo que chega até cada lead, além de acelerar a jornada de compra dos clientes. O rastreamento de informações também permite identificar oportunidades de otimização em suas campanhas e abordagens.

Consumidores da Geração Z

A Geração Z é um termo utilizado para se referir a pessoas que nasceram entre a metade final dos anos 90 até o início de 2010. Esse público já chegou na era da informação e apresenta hábitos de consumo que podem beneficiar seu projeto.

Entretanto, é necessário desenvolver um conteúdo alinhado com os valores e a cultura presentes nessa geração, tais como diversidade, inclusão, tecnologia, personalização e sustentabilidade. Ao trazer esses elementos para sua comunicação, há ótimas oportunidades para conquistar esses consumidores.

Ao implementar as melhorias vistas aqui, você pode otimizar seu plano de gestão para agências e aproveitar todos os benefícios dessas mudanças. Portanto, não deixe de investir em um bom planejamento para os próximos ciclos de seus projetos.

Quer fazer desse ano um dos melhores do seu negócio? Então, baixe nosso e-book e descubra como arrasar na Gestão para Agências em 2023.

Helpful Content: o que é a nova atualização do Google e como explicá-la a seus clientes

Conteúdo escrito pelo Beto Menezes da SearchLab.

Como o buscador mais utilizado do mundo, o algoritmo do Google está em constante atualização, visando sempre oferecer os melhores e mais assertivos resultados para os internautas. E dessa vez, não foi diferente.

No último dia 5 de dezembro, o gigante das buscas online anunciou a implementação de um novo algoritmo, o Helpful Content System. Nele, o Google deixa claro a sua preocupação em entregar os melhores conteúdos para responder às dúvidas dos usuários.

Enquanto sua atualização anterior, o Helpful Content Update, realizada em agosto, chegou apenas para os sites de língua inglesa, o HCS pretende afetar a internet mundialmente. Mas ambos possuem o mesmo objetivo: entregar em seus resultados o melhor conteúdo, original, útil e escrito de pessoas para pessoas.

Portanto, como profissionais de Marketing Digital e SEO que somos diretamente impactados por essas mudanças, é importante saber como elas nos afetam para entregarmos o melhor trabalho possível.

Dessa forma, conquistamos a sonhada relevância, autoridade e ganho de tráfego orgânico, não prejudicando os sites dos clientes. Por isso, neste conteúdo, iremos explicar mais a fundo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

O que é o Helpful Content System?

O novo sistema criado pelo Google tem por objetivo entregar na SERP (a página de resultados das pesquisas) os conteúdos mais relevantes, originais e úteis à dúvida do usuário. Logo, sua prioridade é entregar textos ou vídeos que cumpram esses requisitos da forma mais completa possível.

Com isso, o Google pretende filtrar, ou até mesmo rebaixar, conteúdos que ele julgue que não sejam úteis, ou sejam escritos por inteligência artificial, que pareçam automatizados. Assim o buscador garante que redatores e analistas foquem seus esforços em conteúdos que atendam as necessidades do internauta.

O que isso significa na prática? Que não adianta escrever um conteúdo sobre “dicas de viagem para Buenos Aires”, por exemplo, se você nunca sequer visitou ou conhece a capital argentina. Ou escrever um texto sobre um filme sem tê-lo visto no cinema ou em casa.

O Google não vê problema em conteúdos que estejam otimizados nas melhores práticas em SEO. Mas a prioridade de um conteúdo sempre será o usuário em primeiro lugar. Ou seja, conteúdos que expressam a experiência, vivência ou autoridade do escritor em um assunto.

Com isso, o gigante das buscas deseja respostas mais assertivas na SERP. Sempre priorizando atender a uma dúvida que o usuário busca.

Como minha agência pode ajudar os clientes a entenderem o algoritmo?

Para o Google, o conteúdo de um site é um importante fator de ranqueamento. Com a implementação do Helpful Content System os bots do buscador, que fazem o rastreio e leitura nos sites, irão identificar as páginas que não entregam valor ao usuário. A IA (Inteligência Artificial) do buscador já é perfeitamente capaz disso.

Mas o que isso quer dizer? Que as páginas que estejam adequadas e apresentarem conteúdos de valor terão maior destaque e melhores posições, até mesmo chegando ao sonhado topo da SERP.

Por outro lado, todo conteúdo que não entrega nada será relegado à posições piores na página de resultados. E atualmente, apenas 30% dos internautas que fazem busca no Google acessam a segunda página das pesquisas, e 5% a terceira. Ou seja, quanto menos útil for um conteúdo, pior posição e menos acessos ele terá.

Mesmo conteúdos bons em sites que em geral tenham conteúdos poucos acessados, que não tenham valor e sejam artificiais, podem ser prejudicados. Pois a página será prejudicada. Logo, sua chance de aparecer em boas posições na pesquisa e obter acesso cairá consideravelmente.

Então fique atento ao tráfego do site, que pode sofrer alterações durante o processo de implementação do Helpful Content System.

O site foi penalizado: o que fazer?

Como dissemos anteriormente, páginas que possuem conteúdos que sejam artificiais e não respondam às perguntas feitas pelos usuário terão cada vez menos possibilidade de aparecer em posições melhores na SERP. Até mesmo ter graves quedas no tráfego orgânico.

Isso porque, graças ao Helpful Content System, esses conteúdos estão agora atrapalhando o site. O mais indicado nesses casos é realizar uma auditoria, buscando os conteúdos que trazem pouco ou nenhum tráfego, para fazer o content pruning. Uma poda de conteúdo, eliminando aqueles que estão prejudicando seu SEO OnPage.

Você também pode realizar um acompanhamento entre os períodos do mês anterior e do atual para saber quais conteúdos não estão obtendo acessos.

E quanto tempo pode demorar até que um site volte a obter acessos? Até mesmo o próprio buscador, em seu blog, não sabe responder essa pergunta. Mas ele garante que seus classificadores sempre farão essa busca por conteúdos artificiais e, uma vez que eles não o encontrem em uma página, sua leitura sobre ela irá mudar.

Como criar conteúdo confiável e útil para os seus clientes?

Já perceberam a importância de criar conteúdos úteis e originais, não é? São eles que irão atrair os usuários ao site, aumentando o tráfego orgânico e a possibilidade de torná-los novos leads ou clientes.

Mas então como criar um conteúdo que o Google considere confiável e útil? Não é uma resposta simples, mas o próprio gigante das buscas deu algumas dicas de elementos que podem ajudar a atingir os requisitos e performar bem nas pesquisas.

Conteúdo de qualidade

O Google irá prezar por conteúdos que tenham qualidade. Mas qualidade é um atributo muito subjetivo, cada pessoa pode ter uma opinião diferente, não é? Para isso, o buscador indicou os seguintes critérios para considerar um conteúdo de qualidade:

  • ser rico em informações, com relatos, pesquisas e infográficos originais, e não copiados de outros sites;
  • caso o conteúdo seja baseado em outra fonte, acrescente informações que enriqueçam o texto citado;
  • evite manchetes sensacionalistas e mentirosas. O Google não gosta nada de conteúdo clickbait.

O que podemos aprender com os três pontos acima? Que o buscador deseja que os criadores de conteúdo relatem experiências reais, dentro do nicho em que são especialistas. Se você não tem experiência em cuidados com pets, não faça um site ou conteúdo dando dicas para brinquedos que irão entreter seu pet, por exemplo.

E coloque-se no lugar do internauta que busca por essas dicas. Imagine a frustração dele ao ver em sua página um conteúdo igual ao de outra que ele já visitou?

Para melhor instruir os profissionais e criadores de conteúdo, o Google possui um Guia de Boas Maneiras, onde ele deixa claros tópicos do que considera um bom conteúdo. Sempre visando entregar a melhor experiência ao usuário.

Seja um especialista em seu campo de atuação

Outro fator que o Google utiliza para avaliar conteúdo é o EEAT, que foca em quatro pilares: Experiência, Expertise, Autoridade e Confiabilidade (Trustworthiness). Que basicamente são um conjunto de diretrizes que avaliam um conteúdo online.

Portanto, antes de escrever um conteúdo, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Eu sou um especialista ou entusiasta que tem um bom conhecimento sobre o tema?
  • Meu conteúdo terá informações confiáveis, com fontes claras, conhecimento especializado e dados sobre o autor ou site da publicação?
  • Meu site (ou o site onde o conteúdo será publicado) é confiável ou uma autoridade no assunto?
  • O conteúdo está com erros factuais que podem ser facilmente verificados?

O que vemos é que é importante pessoas com experiências reconhecidas e comprovada no tema sejam as que irão escrever sobre determinado assunto. Graças ao primeiro “E” dos quatro pilares, o da Experiência. Seja no uso de uma nova ferramenta ou dicas de viagem, por exemplo. Principalmente temas relacionados à áreas sensíveis, como saúde, por exemplo.

Mas como mostrar que se é especialista em algo? Principalmente se tratando de um site. Aqui vale implementar alguns pontos como uma página de autor, e uma descrição de suas atribuições, por exemplo.

Fornecer o máximo de informações e prova social, é o primeiro passo. Outra forma é através do ganho de autoridade, adquirido através de um bom trabalho de Link Building e Digital PR, participando de pautas e textos que fortaleçam um nome ou site como um especialista naquele assunto.

Apresentação e produção de um conteúdo

Outro ponto muito importante para o Google é como um conteúdo é produzido e apresentado ao usuário em um site. Isso quer dizer que o buscador avalia diversos pontos, como:

  • erros ortográficos;
  • desleixo no conteúdo;
  • descaso em sua produção;
  • se o conteúdo (ou elementos atrelados a ele, como vídeos e gráficos, por exemplo), abrirá perfeitamente em dispositivos móveis;
  • quantidade de banners e anúncios que atrapalham a experiência do usuário;

Portanto, nada de escrever conteúdos na pressa, sem dar atenção aos detalhes. Acompanhe o Google Search Console para verificar como anda a experiência do usuário no seu site.

Foque nas pessoas, não no Google

O último critério é o que o Google coloca como o mais importante. Como produtor de conteúdo, ou analista de conteúdo, sua prioridade na hora de criar um texto deve ser atender a uma dúvida do usuário?

Isso quer dizer que não devo otimizar meu conteúdo? Como dissemos anteriormente, o Google não vê problema em textos otimizados para SEO. Mas prepará-lo focando somente em sua performance na SERP não irá trazer benefício nenhum para o seu site.

Então antes de começar um novo texto, responda às seguintes perguntas:

  • O conteúdo fala diretamente com o público-alvo que seu site pretende atingir?
  • O conteúdo será produzido por alguém que tenha experiência ou seja uma autoridade no assunto (alguém que testou alguma ferramenta ou serviço, por exemplo) ?
  • Acha que a pessoa que ler o seu conteúdo terá sua dúvida sanada por ele, e terá uma experiência agradável ao lê-lo?

Se a resposta para todas as perguntas acima for “sim”, quer dizer que você definitivamente está no caminho certo.

Outro ótimo jeito de tornar seu conteúdo mais focado nas pessoas é responder às dúvidas que surgem na FAQ, a parte da SERP destinadas às perguntas mais frequentes. Se são as perguntas que os usuários mais fazem, vale a pena você posicionar o seu site como a solução para tais dúvidas.

O que sua agência pode aprender daqui para frente?

Podemos ver que o Google quer, cada vez mais, entregar resultados fiéis aos internautas. Para isso, produzir bons conteúdos, que coloquem o usuário em primeiro lugar, será essencial.

Com isso aprendemos que um bom conteúdo deve:

  • não se afastar muito do tópico principal;
  • ter experiência no tópico em primeira mão;
  • focar e se especializar em apenas um nicho, e não em diversos;
  • providencie todas as respostas à perguntas do usuário;
  • Não negligencie a experiência do usuário em seu site;
  • Não responda uma pergunta que não possua resposta confirmada;

Como última dica, fique sempre atento ao Guia de Boas Diretrizes do Google para seguir atualizado com as melhores práticas que a plataforma pede.

Acompanhe os conteúdos do blog da Rock Content e a The Beat, a newsletter interativa da Rock com as melhores dicas de SEO e marketing digital. A Rock Content tem para seus clientes, treinamentos completos, incluindo sobre a Atualização do Helpful Content. Tudo isso para a sua agência atender seus clientes de maneira efetiva!

Conteúdo escrito pelo Beto Menezes da SearchLab.

Como ter uma presença digital positiva e eficaz para sua agência?

Em um passado não muito distante, a forma de fazer uma marca tornar-se conhecida era a publicidade por meios de comunicação como a televisão e o rádio. A bola da vez agora é a internet. Mas, como ter presença digital positiva?

Para esclarecer, a rádio e televisão continuam sendo estratégicos, mas a presença digital, planejada e bem executada, pode gerar ótimos resultados, desde a comunicação dos diferenciais da sua agência até a aproximação com seu público-alvo. Quer saber como? Veja neste artigo:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Vale lembrar que o conteúdo da internet é produzido por seus usuários, ou seja, seu negócio vai ter presença digital de qualquer maneira, seja por ações planejadas, seja pelas informações divulgadas sobre ele, não é mesmo? Então, melhor agir!

Descubra o que é presença digital

A presença digital é a forma como uma marca é percebida nos meios digitais por meio de suas ações, comunicações, interações, menções, publicações etc.

Nesse sentido, somam-se todos os seus registros, sejam aqueles realizados pelo negócio, sejam aqueles produzidos a partir da opinião de terceiros.

Assim, podemos dividir a presença digital pela forma como ela é gerada:

  • registros orgânicos do negócio, como a criação de um site, blog, rede social, e-mail marketing etc;
  • registros impulsionados pelo negócio, como anúncios em sites, redes sociais e buscadores;
  • registros de terceiros, como comentários de clientes nas redes sociais, menções em outros blogs, sites de notícias, portais especializados e órgãos.

É possível atuar em todas essas esferas, por isso vale entender como ter presença digital positiva, bem como os benefícios que ela traz para o negócio.

Entenda os benefícios do seu negócio ter uma presença digital positiva

Uma presença online positiva traz uma série de benefícios, e eles vão melhorando gradativamente. O primeiro deles, sem dúvidas, está relacionado ao comportamento das pessoas em geral e, por consequência, dos contratantes de uma agência de publicidade e marketing.

A maior parte das jornadas de contratação ou aquisição passam pelos canais digitais. Os contratantes consultam os buscadores para encontrar um site, visitam as redes sociais para terem provas sociais da qualidade de um serviço e até interagem em fóruns para avaliar se uma empresa vai conseguir atender suas necessidades. Ter uma presença online estratégica vai garantir uma boa percepção dos potenciais clientes.

Outro benefício da presença digital positiva é o cultivo do engajamento e fidelização dos clientes já conquistados. Manter um relacionamento próximo, promover o sucesso que eles tiveram com os serviços da agência, dentre outros tipos de comunicação no ambiente online, pode incentivar menções e elogios espontâneos, o que ajuda na autoridade da marca.

Combater comentários e informações falsas sobre seus serviços também pode ser outro benefício já que o site ou perfil oficial da sua agência estará sempre trazendo dados reais sobre seu negócio.

Eventualmente, se alguma falha acontecer, as mídias digitais fortalecidas também serão ótimos recursos para mitigar os impactos na sua marca, especialmente se trabalhadas por assessores de imprensa e Digital PRs.

Como é fácil concluir, quanto maior e mais longevo for o trabalho para ter uma presença digital positiva, melhores serão os resultados colhidos e com uma eficiência maior.

É o caso, por exemplo, de um segmento que seus players recebem avaliações em sites como o Reclame Aqui. Suas notas positivas são somadas e podem ser consultadas por intervalos temporais.

Veja como ter presença digital positiva e eficaz

Agora que seus principais benefícios foram listados, vejamos como ter presença digital positiva com algumas ações simples.

Pensar em como a marca se posiciona

Para que qualquer estratégia tenha sucesso, é preciso planejá-la a partir das métricas que vão validar seu resultado. E, no caso da presença digital, para que isso aconteça, é essencial pensar no posicionamento da marca.

Uma agência pode ter o foco e especialização para trabalhar com clientes que vem produtos e serviços exclusivos, para pessoas de poder aquisitivo maior.

Dessa forma, os sites, menções, palavras-chave e hashtags usadas para fortalecer a presença digital serão voltadas para esse segmento e, por consequência, as métricas de sucesso vão acompanhar os resultados nesse mesmo cenário.

Escolher mídias digitais

Com o posicionamento da marca definido, a estratégia pode ser direcionada para as mídias digitais que comunicam melhor com o público-alvo, o que aumenta sua eficiência de conversão e também torna sua operacionalização mais simples.

Uma agência que oferece serviços de gestão de redes sociais ou o agenciamento de influenciadores digitais, por exemplo, precisa ter uma presença digital forte no Instagram, Facebook, YouTube, Twitter, LinkedIn etc, dependendo de quais delas forem sua especialidade.

Planejar a frequência

A consistência de postagens é importante, assim como o monitoramento de menções da marca. Um bom calendário de publicações vai garantir que a agência use o marketing de conteúdo para fortalecer seus diferenciais e, principalmente, fazer um funil que atraia e qualifique leads.

Apostar na produção de conteúdos

Produzir os conteúdos internamente também pode ser um caminho para trabalhar a identidade da marca e como ela vai ser apresentada nos canais digitais.

Essa estratégia pode ser conciliada com a contratação de freelancers, mas produções mais estratégicas, assinadas pelo time da agência, podem dar um caráter mais relevante.

Storytellings de sucesso dos clientes, por exemplo, podem ser contados pelo time interno responsável pela condução do projeto. Isso garantirá percepções pessoais e detalhes que revelam os diferenciais da agência.

Evite os principais erros ao ter uma presença digital

Para saber como ter presença digital positiva, também é preciso atentar-se para os erros que não podem ser cometidos. Negligenciar as boas práticas já é uma falha, mas outros pontos devem ser observados.

Ignorar as informações básicas do mix de produtos e serviços

Ignorar as informações básicas do mix de produtos e serviços pode ser entendido como omissão ou propaganda enganosa em alguns casos.

Em outras situações, deixar de mencionar suas características vai, justamente, deixar de conquistar a atenção do público-alvo. Ou seja, são erros de comunicação que podem custar caro.

É importante lembrar que os produtos e serviços, da forma como são concebidos, têm público-alvo específicos, segmentados e de comportamentos e valores definidos.

Se uma agência tem o foco em vender pacotes completos de serviços para conquistar clientes de maior porte, pode comunicar esse direcionamento nos seus conteúdos pois, do contrário, pode atrair um perfil que deseja contratar elementos avulsos.

Por consequência, além do esforço em direcionar o cliente para parceiros, a agência ainda pode gerar uma insatisfação que, em alguns casos, rende menções digitais negativas.

Deixar de se comunicar e responder o público

A presença digital é construída e consolidada com o tempo. E, se não for cultivada, pode perder sua força estratégica. É o caso do cultivo de boas menções, elogios e avaliações positivas em outros sites.

Mas, além disso, o marketing de conteúdo, que pode atrair um tráfego orgânico valioso para o negócio, precisa ser constantemente alimentado para garantir boas posições nos buscadores. O mesmo vale para as respostas aos comentários das redes sociais.

Priorizar apenas a quantidade e não a qualidade

Métricas são importantes para o acompanhamento de resultados, mas não são os objetivos finais. Olhar só para os números pode dar uma visão errada dos resultados da estratégia.

Nesse caso, elas podem ser classificadas como “métricas de vaidade”, quando valem mais para o status do que para o que a agência está em busca, de aumentar suas vendas, agradar seus clientes etc.

Por isso, escolha as métricas de acordo com os objetivos do negócio, aqueles que vão gerar valor para o negócio. Ter muitos seguidores, por exemplo, não garante necessariamente o aumento das menções positivas da marca.

Mas, a quantidade de interações da empresa com seu público, que é uma ação que está no alcance da agência e pode gerar resultados, pode ser um bom indicador, assim como os efeitos após cada uma delas.

Então, afinal, como ter presença digital positiva? Colocando ela na estratégia da agência, mantendo sua regularidade e garantindo que ela esteja alinhada com os objetivos do negócio, e não métricas vazias.

Inovar também é um ponto que vai contribuir muito para a diferenciação em relação aos demais players, afinal de contas, conquistar destaque no seu segmento pode trazer vários resultados.

A presença digital vai garantir que sua identidade de marca seja percebida, fortalecida e protegida. E, fazendo um bom trabalho com ela, será um ótimo cartão de visitas para mostrar o quão eficiente sua agência é para servir seus atuais e futuros clientes.

Então, gostou das informações e deseja aprofundar no tema para outros insights para saber como ter presença digital positiva? Continue sua leitura com esse material completo sobre presença online.

Como criar um cadastro de clientes e qual é a sua importância em agências

Você já pensou no valor da sua carteira de clientes? Ali estão diversos contatos que têm interesse no seu negócio, conhecem os seus produtos e demonstram confiança na sua marca. É por isso que o cadastro de clientes é um dos ativos mais valiosos na gestão de agências.

O problema é que muitas empresas não aproveitam o poder que essa ferramenta tem. Elas recebem os clientes e fecham vendas, mas perdem a oportunidade de guardar dados relevantes e mantê-los sempre à mão para melhorar o atendimento e fazer novos negócios no futuro.

Um cliente cadastrado tem mais chances de se tornar fiel, porque você pode mantê-lo por perto da sua marca e fazê-lo voltar mais vezes.

Por isso, neste artigo, reunimos informações importantes para a sua agência investir em um cadastro de clientes. Siga conosco:

O que é um cadastro de clientes?

O cadastro de clientes é uma ferramenta de gestão de negócios, que reúne dados sobre as suas contas e informações sobre o histórico da relação com a sua agência.

Esse cadastro é essencial para fazer uma boa gestão de relacionamento com os clientes, além de contribuir para o atendimento, as vendas e a gestão financeira.

Você tem todas as informações reunidas e organizadas, de maneira que pode acessar a qualquer momento que precisar para auxiliar nas suas estratégias.

Você pode manter o cadastro de clientes em uma planilha do Excel ou do Google Planilhas, mas o ideal é contar com uma ferramenta de cadastro de clientes ou um sistema de CRM (Customer Relationship Managament), que automatize ações e se integre com outros softwares.

Qual é a importância do cadastro de clientes em agências?

O cadastro de clientes é uma ferramenta essencial na gestão de agências de marketing e publicidade. Vários clientes podem passar pela sua carteira, então é importante manter os dados reunidos e atualizados para não perder nenhuma informação.

A seguir, você vai entender melhor por que isso é importante:

Melhorar o atendimento e a experiência do cliente

Um cadastro de clientes permite que você os conheça melhor. Você tem à mão todas as informações sobre o perfil e o histórico do cliente.

Dessa forma, é possível realizar um atendimento mais personalizado e aprimorar as estratégias com foco nos interesses e nas necessidades dos clientes. 

Oferecer benefícios e vantagens

Quando você sabe como é o perfil, os interesses e as necessidades dos clientes, é possível oferecer benefícios e vantagens que eles valorizem.

De maneira personalizada, você pode criar ofertas mais relevantes e se aproximar ainda mais deles.

Fidelizar clientes

Por meio de personalização e benefícios, você constrói um relacionamento mais forte e duradouro. Os clientes têm mais satisfação em manter uma relação com a sua agência, porque percebem as vantagens disso.

Então, o cadastro de clientes ajuda também a fidelizá-los e a aumentar o ciclo de vida, ou seja, o tempo que eles permanecem com a sua agência.

Reativar clientes antigos

Além de fidelizar, também é possível reativar clientes antigos com um bom cadastro de clientes. Afinal, você consegue manter o histórico de atendimentos da sua agência. Dessa maneira, você pode acompanhar quais clientes já estão há muito tempo sem solicitar um job e propor a retomada das atividades, de preferência com uma oferta especial para eles.

Tomar melhores decisões

Dados são imprescindíveis para tomar boas decisões. Eles embasam as escolhas da sua agência com base em informações da realidade — nesse caso, sobre o histórico e o perfil dos seus clientes. Para uma empresa data driven, como as agências de marketing devem ser, o cadastro de clientes é uma ferramenta essencial.

Otimizar estratégias de marketing e vendas

O cadastro de clientes também ajuda a otimizar as estratégias de marketing e vendas. Além de conhecer melhor cada cliente, a fim de personalizar o marketing e as abordagens de vendas, você também tem uma visão mais completa e aprofundada sobre o seu perfil de cliente

Dessa forma, você pode alinhar melhor suas estratégias para atrair clientes que têm mais chances de fechar negócio e permanecer com a sua agência por mais tempo.

Como criar um cadastro de clientes?

Agora, vamos ver algumas dicas práticas de como criar um cadastro de clientes que seja eficiente para as estratégias da sua agência de marketing. Confira:

Entenda quais dados inserir no cadastro de clientes

Existem algumas informações básicas para o cadastro de clientes, como o nome da empresa, endereço e as pessoas com quem você tem contato.

Mas é importante também trazer dados sobre o contrato, como o fee mensal e a verba, além de informações sobre o perfil e os interesses do cliente. Aproveite também para avaliar que outras informações seriam relevantes para o seu negócio.

A seguir, veja alguns dados que podem estar no seu cadastro de clientes:

  • Dados empresariais (nome, razão social, CNPJ etc.)
  • Endereço empresarial
  • Situação (ativo, em prospecção, inativo)
  • Contatos na empresa
  • Fee mensal
  • Verba
  • Perfil do cliente
  • Histórico de relacionamento
  • Canais digitais (site, blog, perfis em redes sociais etc)

Categorize os grupos de informações

Para ter um cadastro de clientes mais organizado, reúna as informações em categorias. Dessa forma, você consegue acessar os dados dos clientes com mais facilidade e agilidade.

Utilize categorias como “dados empresariais” ou “histórico de interações”, por exemplo, que concentrem essas informações. Cada aba da sua planilha ou da sua ferramenta de CRM pode contar uma categoria.

Mantenha o padrão de cadastro

Procure utilizar os mesmos campos e categorias para cadastrar os clientes da sua agência. Isso também é importante para organizar o cadastro e encontrar os dados com mais rapidez e facilidade.

Além disso, essa padronização permite que você compare os dados entre diferentes clientes e consolide as informações em relatórios.

As ferramentas de CRM costumam apresentar dashboards, mas você também pode fazer isso manualmente se utilizar o Excel.

Garanta a proteção dos dados dos clientes

Quem utiliza um cadastro de clientes deve saber sobre a importância da segurança dos dados. A LGPD determina que os dados pessoais que as empresas detêm sobre seus clientes devem ser assegurados com políticas e práticas de proteção de dados.

Então, primeiramente garanta que você tem autorização para coletar e manter esses dados em posse da agência. Depois, garanta também que eles estejam seguros, em arquivos protegidos.

Você pode proteger a ferramenta ou a planilha com senhas e definir níveis de acesso para diferentes usuários.

Aliás, a segurança da informação é um tema tão importante, que separamos aqui alguns artigos que já publicamos sobre esse tema. Aproveite para saber mais:

Conte com uma boa ferramenta

Sim, você pode utilizar o Excel, Google Planilhas ou até mesmo um caderninho para registrar os dados dos clientes. Porém, esses recursos podem não ser práticos, gerar erros de preenchimento e perder a padronização. Ainda assim, é melhor do que não ter.

Por outro lado, uma ferramenta de cadastro de clientes, que pode fazer parte de um sistema de CRM ou outra plataforma que você utilize, tende a ser muito mais eficiente.

Nesse tipo de ferramenta, você consegue manter um cadastro mais organizado e facilmente acessível, com informações padronizadas.

Além disso, pode gerar relatórios sobre o perfil dos seus clientes ou o histórico. Em alguns casos, pode também configurar alertas, por exemplo, para quando um contrato estiver prestes a se encerrar.

Integre com outras ferramentas

Ferramentas de CRM ou outros sistemas que ofereçam cadastro de clientes podem oferecer integrações que trazem ainda mais eficiência. Você pode integrar com ferramentas de marketing e personalizar o envio de e-mails para clientes que não interagem há muito tempo, por exemplo.

Dessa forma, é possível automatizar ações que você teria que fazer manualmente. Em vez de passar os dados manualmente de uma ferramenta para outra, elas fazem isso automaticamente se estiverem integradas.

Como usar o Studio para fazer o cadastro de clientes?

Como usar o Studio para fazer o cadastro de clientes?

Aqui na Rock Content, oferecemos o Studio como uma plataforma de gerenciamento das atividades de marketing. As agências podem gerenciar os projetos dos seus clientes e integrar processos e profissionais em uma só ferramenta, com mais eficiência e otimização.

Um dos recursos do Studio é o cadastro de clientes. Trata-se de um recurso básico para iniciar e gerenciar projetos e campanhas de clientes, com suas informações mais relevantes cadastradas na plataforma.

Ao longo da relação de cada cliente com a sua agência, todos os dados vão ficar armazenados e organizados em Studio. Dessa forma, você pode acessá-los a qualquer momento para aprimorar o relacionamento com os clientes e retomar contas antigas quando estiverem inativas.

A seguir, você vai saber como usar o Studio para cadastrar os dados dos seus clientes e manter esse registro sempre completo e atualizado.

[embedded content]

Você pode fazer isso de duas formas: importando uma planilha de cadastro de clientes ou cadastrando os dados manualmente. Confira agora as orientações:

Importando uma planilha de cadastro de clientes

Importar uma planilha de cadastro de clientes pode ser o método mais indicado para quem já tem os dados registrados em um arquivo do Excel, Google Planilhas ou outra ferramenta.

A importação garante que você não vai precisar transmitir todos os dados de uma ferramenta para outra, nem vai deixar nenhuma informação pelo caminho.

Vamos ver agora os passos para importar uma planilha de cadastro de clientes no Studio da Rock Content:

  1. Acesse o Studio e vá até a opção do menu que mostra a lista de clientes (Configurações > Clientes);
  2. Clique no botão de importação, que é identificado por uma flechinha virada para baixo, localizado no lado direito superior da página;
  3. Depois de abrir a janela de importação, faça o download do modelo de importação que o Studio disponibiliza;
  4. Preencha a planilha com os dados dos seus clientes, respeitando os campos obrigatórios (Nome e Razão Social) e a ordem em que eles aparecem em Studio;
  5. Salve a planilha preenchida e faça o upload do arquivo na janela de importação de Studio.

Obs.: É importante ressaltar que indicamos baixar o modelo de importação para evitar incompatibilidades nesse processo.

Cadastrando os clientes manualmente

Se você ainda não tem uma planilha de cadastro de clientes ou prefere começar o cadastro do zero, pode registrar os dados manualmente em Studio. Para fazer isso, siga os passos:

  1. Acesse o Studio e vá até a página que deve exibir a sua lista de clientes (Configurações > Clientes);
  2. Clique no botão Novo Cliente para abrir um novo cadastro;
  3. Preencha os dados dos seus clientes, considerando que Nome e Razão Social são campos obrigatórios do cadastro.

Para otimizar o preenchimento, você também pode criar um Modelo de Projeto, que padroniza o cadastro de projetos de um cliente.

Se, para essa conta, você sempre atende projetos de criação de posts para redes sociais, é possível criar um modelo de projeto com informações padronizadas que são pertinentes para esse cliente. Assim, você pode reutilizar em diferentes projetos que desenvolver nessa conta.

Além disso, você pode:

  • Marcar clientes como restritos, a fim de restringir quem pode acessar os dados do cadastro (Clientes > Novo Cliente > Dados);
  • Cadastrar as informações de contrato do fee mensal, marcar como aprovado ou não aprovado pelo cliente e identificar as condições do pagamento (Clientes > Novo Cliente > Fee mensal);
  • Registrar dados do perfil do cliente, que incluem o histórico da empresa, os valores, as principais estratégias, os principais concorrentes, entre outros (Clientes > Novo Cliente > Perfil do Cliente);
  • Guardar e consultar o histórico de edições do cadastro do cliente (Clientes > Novo Cliente > Histórico);
  • Vincular os perfis de redes sociais dos clientes ao Studio (Clientes > Novo Cliente > Integração > Nova Integração).

Os recursos de Studio vão ajudar você a cuidar dos projetos dos seus clientes com uma gestão integrada dos setores da sua agência e profissionais freelancers.

No Studio, é possível controlar todas as suas demandas de produção de conteúdo, gerenciar o cadastro de clientes, integrar profissionais, fazer todo o controle financeiro, gerar relatórios, organizar todas as mídias da agência, entre outras tarefas.

Agora, conheça melhor essa ferramenta que diversas agências já estão usando para otimizar seus resultados. Agende uma demonstração gratuita de Studio e explore todos os recursos.

Como o programa de parcerias da Rock Content gerou mais de 1 milhão em receitas para as agências parceiras

Em 6 meses, o programa gerou mais de R $1 milhão em receitas para as agências parceiras por meio de oportunidades de negócio que foram indicadas pela Rock, além dos leads gerados através da inclusão dessas agências no nosso diretório de parceiros.

O que é o programa de parcerias da Rock Content?

A parceria com a Rock Content é um conjunto de benefícios para agências de marketing e publicidade que já utilizam os nossos serviços ou que tenham interesse em contratá-los. 

O programa de parcerias é uma ação que a Rock criou com o fim de dar visibilidade às agências que estão empenhadas em ter um crescimento sustentável através da melhoria de processos internos, de vendas e capacitação da equipe.

A parceria não é apenas entre a agência e Rock, porque também envolve a comunidade que se forma dentro do programa. Quem começa a crescer (e segue crescendo com o tempo), volta como case de sucesso para compartilhar esse conhecimento. Assim, cada vez mais agências podem se desenvolver a partir da troca de experiências.

Quais as vantagens do programa para as agências?

A Rock apoia as agências parceiras através de ações educativas e treinamentos exclusivos para toda a equipe sobre: 

  • processos, 
  • gestão, 
  • tendências de mercado, 
  • atualizações dos nossos produtos, 
  • entre outros. 

A agência passa a contar com um consultor dedicado, que dá suporte na construção de processos de marketing e vendas.

Como parceiro, você tem acesso a descontos exclusivos em ferramentas estratégicas para diversificar os seus serviços e aumentar a oferta de conteúdos aos seus clientes. Os softwares  Studio e Ion são ótimos exemplos de plataformas disponíveis no programa de parcerias.

Pensa que acabaram as vantagens? Nada disso! Os parceiros também podem:

  • realizar ações de co-marketing com a Rock; 
  • receber selos, certificações e outros materiais que eventualmente sejam divulgados;
  • ganhar visibilidade em nosso diretório de parceiros, no qual recomendamos os serviços da agência.

E como as agências têm aumentado suas receitas?

Além de todos os benefícios, cumprindo os requisitos para ser um parceiro certificado Rock Content, a agência fica elegível para receber oportunidades de negócio que atraiam novas receitas.

Isso mesmo, a Rock passa a indicar as agências parceiras a empresas e clientes que precisam de algum serviço de marketing e publicidade.

Confira as diversas oportunidades que uma agência parceira pode receber:

  • prestação de serviços para a Rock; 
  • prestação de serviços para clientes da Rock; 
  • indicação do time de vendas;
  • geração de MQLs (leads qualificados pelo marketing); 
  • procura direta através do Diretório de Parceiros.

Nos primeiros 6 meses do programa, fomos a porta de entrada de vários projetos e contratos para as agências parceiras. Entre serviços de Inbound, Branding, Redes Sociais, Conteúdos, Sites, Conteúdos Interativos e muito mais, geramos um total de mais de R $1 milhão em receitas.

Essas indicações tiveram um valor médio de mais de R$ 6.300,00 e foram, em sua maioria, recorrentes, com contratos de fee mensal, possibilitando que as agências expandissem sua carteira de clientes fixos e aumentassem seu fee. Para muitas, ainda foi uma chance de atender grandes contas.

Portanto, através dessas oportunidades, ajudamos diversas agências a crescer de forma sustentável, expandindo seus serviços e sua equipe para atender a essas demandas.

Qual o critério para indicação de oportunidades?

O engajamento do parceiro no programa é fundamental. Ao indicarmos uma oportunidade, sempre entendemos a necessidade do cliente e quais os serviços oferecidos pela agência para atender às demandas em questão. 

Aí entra a necessidade da diversificação dos serviços para auxiliar grandes empresas que têm demandas específicas. Por exemplo, um conteúdo interativo produzido em Ion.

Portanto, não é só com as indicações da Rock que as agências crescem, é com o aproveitamento de todos os recursos e suporte que oferecemos à elas. 

A dedicação e o engajamento no programa de parcerias são fundamentais: usando os recursos disponíveis para melhorar seus processos, e assim, diversificar os serviços, a agência pode escalar a produção e estar melhor preparada ao receber leads e oportunidades.

Esse é o caso das agências que nós recomendamos. São parceiros que buscam se desenvolver e crescer junto com a Rock. E não somos os únicos a fazer essa afirmação:

“Por meio do programa, recebemos suporte na elaboração de projetos de conteúdo interativo, na capacitação do nosso time e até na nossa estratégia comercial. Com todo o apoio que recebemos, toda a atenção e o cuidado, entendemos que a Rock hoje é uma parceira essencial para os planos de crescimento da agência.” – Daniel Vizeu, CEO da Agência Cubo, parceiro tier Gold no programa.

Além disso, temos exemplos como a Agência Cooperative que aproveitou os benefícios dessa parceria para: 

  • melhorar os processos internos com o Studio, 
  • contar com a nossa rede de talentos para escalar a produção de conteúdo. 

Resultado: a agência subiu seu ticket médio em cerca de 160%. 

E não foi apenas a Cooperative que saiu ganhando. O ingresso no Programa de Parcerias da Rock gerou muito mais valor para seus clientes, trazendo para um deles, em 30 dias, cerca de 80% dos resultados que haviam conquistado nos últimos 6 meses. A retenção desse cliente está garantida, não é mesmo?!

A Cooperative é um dos cases do programa de parcerias, assim como a Labra, que dobrou seus resultados com Stage e Studio, uma bela história que você pode conferir aqui.

Já viu o impacto que o programa causa para os parceiros, certo? 

É através do aproveitamento de todos os benefícios que oferecemos e a qualidade, cada vez maior, dos serviços ofertados pelos nossos parceiros, que conseguimos chegar a mais de 1 milhão de reais em receitas geradas para essas agências com as nossas indicações.

O programa de parcerias da Rock representa uma grande oportunidade para as agências!

Como participar do programa de parcerias da Rock?

Todas as agências de publicidade e marketing estão elegíveis para entrar no programa. Basta agendar uma entrevista com um dos nossos consultores, que mostrarão os requisitos para iniciar essa parceria de sucesso e se juntar a nós nessa jornada de crescimento! 

Acesse o site, agende o seu contato e faça parte do Programa de Parcerias da Rock!

Agências de Marketing Digital no Brasil ampliam faturamento e planejam investir mais em 2022

A maioria das agências digitais no Brasil irá ampliar seus investimentos em Marketing em busca de novos clientes, aponta a pesquisa Panorama das Agências Digitais 2022. Segundo o estudo, que ouviu 1.260 profissionais da área de todo o país, 71,8% das agências apostam em ampliar seu budget para crescer mais em 2022.

O estudo é uma parceria de longa data entre Rock Content, mLabs e RD Station e traz dados preciosos para entender o cenário das agências de Marketing Digital no Brasil. 

No ano de 2021, quando a Covid-19 fez com que muitas empresas tivessem de entrar com mais força na internet, a quantidade de clientes nas agências de Marketing Digital aumentou em 57,9%, com o faturamento crescendo em 55%. Foi um ano excepcional para o setor.

Um dado também bastante interessante para a área é que a quantidade de novos clientes recorrentes nas agências foi maior que cinco em 56,6% delas, com 32% chegando a mais de seis, como mostra o gráfico abaixo:

A seguir, vamos detalhar alguns dos principais achados do estudo e explicar a metodologia usada para construir este grande panorama sobre o setor no Brasil. Assim, você, que possui ou trabalha em uma agência, tem um excelente benchmark para fazer seu planejamento de 2022.

Demonstrar valor para o cliente é maior desafio

A pesquisa demonstrou um grande otimismo no setor. De acordo com as respostas, a principal vantagem em oferecer serviços de Marketing Digital é que há mercado (82,3%). Ou seja, as oportunidades existem e são muitas. 

Em contrapartida, o principal desafio citado pelos respondentes é demonstrar valor nos resultados entregues (62,5%). Mas, se não consigo mostrar valor, como conquistar novos clientes? Eis a questão!

O que acontece é que os clientes, ou a maior parte deles, tendem a querer resultados positivos de forma imediata ou, como se diz no ambiente publicitário, “de hoje para hoje”.

A melhor coisa a se fazer é ter um alinhamento bem feito de expectativas entre agência e cliente, evitando frustrações futuras que podem resultar até mesmo em um churn.

Depois disso, concorrência direta (27,5%), demandas além da capacidade técnica (21,8%) e internalização de serviços pelos clientes (21,6%) foram as demais dores das agências no relacionamento com clientes e prospects.

Marketing Digital para a própria agência e estratégias para 2022

O famoso “boca a boca” ainda é predominante quando se trata da aquisição de novos negócios. Segundo dados da pesquisa, mesmo com a maioria das agências planejando aumentar seu budget em Marketing Digital em 2022, o maior canal de aquisição ainda são as indicações de outros clientes, correspondendo a 83,6% do total. 

Enquanto isso, 53,2% afirmam que novos clientes foram provenientes das indicações de outros parceiros.

Outro ponto: ainda que, como vimos, a maioria das agências tenha conquistado pelo menos cinco novos clientes recorrentes em 2021, este ainda é o principal desafio para elas em 2022 (71,7%), seguido por ampliar a receita por serviços em geral (56,4%); melhorar a qualidade dos serviços (49,6%) e aumentar a carteira de clientes digitais (44,4%).

Desafio de Retenção 

Não tem nada de errado em querer aumentar sua carteira e com isso elevar o faturamento. O erro está na falta de acompanhamento e relacionamento com seus clientes

Não adianta adquirir clientes novos se você não conseguir manter os atuais. Além do custo de aquisição ser superior ao de retenção, clientes satisfeitos estão mais propensos a pagar mais e contratar novos serviços, bem como indicar novos clientes. 

E a melhor forma de provar o sucesso das ações e gerar essa tão sonhada satisfação é apresentando periodicamente os resultados obtidos. Esta prática faz parte da rotina da maioria das agências que participaram da pesquisa (51,8% responderam que enviam seus relatórios mensalmente). 

Entretanto, 12,6% assumiram não apresentar nenhum tipo de relatório para seus clientes. Um número que não pode ser ignorado quando pensamos em retenção. 

Como chegamos a estes números?

Os dados apresentados neste relatório foram captados por meio de um questionário enviado para profissionais das bases da mLabs, Resultados Digitais e Rock Content, e também de empresas cadastradas na ABRADi.

Uma ampla divulgação foi feita nas redes sociais das três marcas. O questionário poderia ser respondido por qualquer pessoa que atuasse no mercado, se identificasse com a pesquisa e quisesse compartilhar a realidade de seus negócios.

O resultado? Mais de 1.260 profissionais de marketing de todo o Brasil responderam no período entre 13 de setembro e 8 de novembro de 2021.

Dentre eles, 53,1% se identificam como sócios ou CEOs do negócio

Isso significa que o Panorama das Agências Digitais 2022 tem como base uma visão majoritária de lideranças e tomadores de decisões desse mercado. 

Em segundo lugar vêm analistas e produtores, responsáveis por 14,6% das respostas, seguidos de Outros (14%) e Diretores (7,2%).

Pandemia mudou perfil de profissionais das agências

A partir da pergunta “em qual área da agência você atua?” notamos uma mudança considerável em relação a 2021, e que vale destacar aqui.

Os profissionais de mídias sociais correspondem à maior parte dos respondentes da pesquisa (19,5%), seguidos pelos que atuam com produção de conteúdo (15,5%). Somente em terceiro lugar está atendimento e planejamento (15,3%), que liderou a edição anterior.

Esta mudança é vista como uma consequência direta dos impactos e necessidades resultantes da pandemia do coronavírus, uma vez que as redes sociais se tornaram porta de entrada para a digitalização de muitas micro e pequenas empresas.

A maioria das agências se define como “agências de Marketing Digital” (32%), informação que se mantém semelhante à pesquisa passada. Isso indica uma consolidação da mudança de posicionamento adotada pelo mercado diante das necessidades de expansão da atuação digital pelas marcas.

Em relação à localização dos participantes da pesquisa, não verificamos grandes alterações. A maioria está concentrada na região sudeste do país, com São Paulo liderando a quantidade de agências (36,44%), seguido pelo Rio de Janeiro (10,26%) e Minas Gerais (9,47%).

O ponto de destaque aqui é o crescimento de 30,87%, comparando com 2021, entre as agências que optaram por atender exclusivamente a demandas locais (25,6%).

Isso significa que os negócios locais estão investindo cada vez mais em Marketing Digital, explicando o aumento no atendimento às micro e pequenas empresas pelas agências respondentes (60,9%), apesar da tecnologia possibilitar a expansão de mercados.

Estratégia e planejamento te levarão mais longe

A pesquisa é ampla e traz muitos dados relevantes que vão ajudar a sua agência a traçar as melhores estratégias de posicionamento de marca e aumento da receita para 2022.

Os desafios ainda são muitos e não existe uma fórmula mágica para superá-los. Existe, sim, um trabalho realizado com base na análise de dados, no alinhamento entre os serviços que sua agência oferece e as expectativas dos seus clientes.

Se vendas é o principal indicador de sucesso na sua agência, mas seu time não está batendo a meta, reveja as estratégias, aprimore os processos comerciais e, se for preciso, invista em recursos e ferramentas para reverter esse resultado. 

Por último, mas não menos importante: faça o download gratuito do Panorama das Agências Digitais 2022 e tenha um benchmark incrível nas suas mãos.