Influenciadores criados por IA são o futuro do conteúdo no TikTok e Instagram?

Um Presente Pra Você

Desde o final de 2022 e início de 2023, com a popularização do ChatGPT, empresas de todo o mundo começaram a aplicar inteligência artificial em suas rotinas. O marketing é um dos setores mais afetados por ela.

Acompanhamos a IA sendo utilizada para responder a perguntas simples, escrever conteúdo de acordo com necessidades e solicitações específicas, fornecer ideias e fazer análises, o que facilita a vida dos profissionais de marketing e reduz custos — não vou entrar na questão da qualidade por enquanto.

Não demorou muito para ver imagens e até vídeos criados por IA. Então, não apenas os escritores têm se preocupado com o uso dessas ferramentas, mas também designers, animadores e produtores de vídeo.

Claro, isso é só o começo. Ainda poderemos ver muitas outras aplicações da inteligência artificial no marketing, e é sobre isso que vou falar neste artigo.

Quão longe você acha que a Inteligência Artificial pode chegar?

Rumores recentes apontam para a sua utilização em redes sociais, o que pode ser surpreendente para algumas pessoas, mas bastante previsível, já que estas plataformas abrangem milhares de milhões de pessoas, resultando num canal extremamente importante para campanhas de marketing.

Segundo o Demand Stage, “o TikTok tinha 1,7 bilhão de usuários registrados em 2024. Isso representa um aumento de 390% desde 2018. A previsão é que esse número chegue a 2,13 bilhões em 2025”, enquanto “relatórios mostram que o Instagram tem 2 bilhões de usuários ativos mensais”, aponta o SproutSocial.

IA como ferramenta de Social Selling no TikTok

Considerando o crescimento de usuários do TikTok e o surgimento de novos recursos de inteligência artificial nos últimos meses, era de se esperar que, mais cedo ou mais tarde, a plataforma incluísse novas ferramentas nesse sentido.

E isso está acontecendo. Já é possível ver um novo botão para avisar que o conteúdo foi criado com IA.

Mas a rede não vai parar por aí. O TikTok parece apostar na possibilidade de as marcas contarem em breve com a inteligência artificial para criar influenciadores virtuais.

Conforme relatado pela The Information:

“O recurso, que ainda está em desenvolvimento, geraria um roteiro para um anúncio em vídeo com base em uma solicitação enviada pelo anunciante, bem como um influenciador gerado por IA para atuar no vídeo, de acordo com um anunciante que viu planos para a ferramenta. Os comerciantes da TikTok Shop também podem usar a ferramenta de influencer IA para promover seus produtos, disseram duas outras pessoas que ouviram sobre a proposta diretamente da equipe da TikTok”.

Esse pode ser um movimento inteligente quando se analisa a quantidade de dinheiro que as pessoas gastam na plataforma. De acordo com o Social Media Today, os usuários do TikTok gastaram US$ 3,8 bilhões em 2023, enquanto os usuários do Douyin gastaram US$ 270 bilhões, especialmente com compras em transmissões ao vivo.

Os gastos do público ocidental estão muito atrás daqueles do público asiático, mas ainda representam grandes oportunidades para empresas em todas as regiões.

Se esse recurso for realmente lançado, em breve começaremos a ver ainda mais conteúdo gerado por IA não apenas em texto, mas também em vídeo. Aqui estão algumas perguntas que venho me fazendo:

Os empregos dos verdadeiros influenciadores humanos serão ameaçados? Quão bom será esse conteúdo?

Não creio que os influenciadores que vemos hoje serão substituídos por “pessoas” criadas em prompt. Apesar de ser provavelmente mais barato fazer uma campanha com um influenciador virtual, sabemos que falta à IA algo importante quando se trata de marketing de influenciadores: humanização.

Um influenciador criado por IA não terá experiências reais com um produto e não será capaz de compartilhar sua opinião real sobre ele. Além disso, humanos se conectam com humanos, e trabalhar com pessoas reais ainda será o preferível ao trazer personalidade, emoções, abordagens e personalização às campanhas digitais.

Então, qual é o benefício da Inteligência Artificial neste contexto?

Ter uma “pessoa” para criar conteúdo e falar do seu negócio com menor custo é algo relevante, mesmo sem todo aquele valor que a humanização pode proporcionar. Se as empresas procuram abordagens mais superficiais, certamente vai funcionar.

Outro ponto é que, para fazer compras ao vivo, as marcas não precisarão ter uma pessoa real conversando e expondo produtos e preços — sem compartilhar experiências reais, claro — então será possível ter lives transmitidas 24 horas por dia, 7 dias por semana, para vender dia e noite.

IA para interagir com seguidores no Instagram

A Meta não quer ficar para trás nesta corrida. Aliás, o Instagram tem mais usuários ativos que o TikTok – pelo menos por enquanto.

Há rumores de que a plataforma pretende trabalhar não na criação de conteúdo, como o TikTok, mas sim no engajamento.

Conforme relatado pelo The New York Times:

“O programa, que está em fase inicial de testes e é conhecido como ‘Creator A.I.’, permitiria a influenciadores conversarem com fãs por meio de mensagens diretas na rede social e, potencialmente, por meio de comentários no Instagram no futuro, de acordo com cinco pessoas informadas sobre os planos da empresa”.

As mensagens (e talvez comentários) imitariam a forma como os usuários interagem com seus seguidores e seriam marcadas como geradas por IA. 

Deveríamos começar a nos preocupar sobre como a plataforma coletará dados para entender o tom de voz e os comportamentos para soar como o verdadeiro ser humano por trás daquela interação? Em algum momento, vamos descobrir…

O objetivo aqui é tornar mais fácil para criadores e marcas com muitos seguidores responderem às interações de seu público. Assim que uma mensagem chega, a IA envia uma mensagem personalizada. Parece interessante, né?

Na verdade, isso tornará muito mais fácil conectar criadores e público. Mas vejo o benefício para as marcas e um pequeno problema para os criadores:

Para as marcas

Será muito mais fácil responder dúvidas, reclamações e também vender, já que não precisarão de uma pessoa para responder mensagem por mensagem.

Para criadores

Se você segue alguém que o inspira ou que você aprecia como artista, ficaria satisfeito em receber uma resposta no Instagram que claramente não foi escrita por ele? 

Os fãs querem ser notados pelos seus ídolos, estão seguindo uma pessoa real. E, lembrando mais uma vez, os humanos se conectam com os humanos.

Segundo o The New York Times, Mark Zuckerberg definitivamente não quer ficar para trás e está investindo muito para competir com Google, Microsoft e OpenAI, afirmando que a tecnologia é um “motor de oportunidades cada vez mais importante”. Portanto, podemos esperar ver mais movimentos da Meta em relação à IA em um futuro próximo.

E agora?

Agora é só sentar e esperar pelos próximos capítulos. 

Se o TikTok e o Instagram estiverem realmente trabalhando nesses novos recursos, teremos que esperar até que sejam lançados para avaliar suas potenciais oportunidades ou riscos.

Não podemos negar que todos eles parecem interessantes e promissores. Porém, o uso deliberado de IA nas rotinas de marketing, sem levar em conta a importância das conexões humanas, pode não ser tão bom para as marcas.

A propósito, se você deseja criar conteúdo com ferramentas de IA, mas com o toque de um escritor humano, você precisa conhecer o WriterAccess Humanizer

Ele garante que seu conteúdo não apenas engaje leitores humanos, mas também se alinhe às diretrizes dos mecanismos de pesquisa, oferecendo confiança nos resultados em um cenário digital em constante mudança. Faça um teste! 

Please follow and like us:
Um Presente Pra Você